Unidade de gestão de dados e de indicadores críticos para avaliação de desempenho institucional

Autores

Palavras-chave:

dados institucionais, governança, rankings, universidades

Resumo

Definir qualidade no ensino superior não é algo trivial, já que o próprio conceito de qualidade pode ter diferentes significados em diferentes contextos. A despeito das falhas conceituais e metodológicas que envolvem os rankings universitários, eles são uma realidade que veio para ficar. Eles necessitam de dados sobre as mais diversas dimensões da vida universitária, mas a falta de métricas específicas e a própria mensuração de impactos, são enormes desafios. A proposta deste trabalho é discutir as bases conceituais para um sistema de gestão de dados unificado entre as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Sugere-se a criação de uma unidade de inteligência capaz de assegurar e aprofundar o autoconhecimento institucional por meio do monitoramento de indicadores e divulgação de dados para subsidiar o diálogo permanente e necessário intra e, principalmente, extra muros. Para tanto, faz-se uma discussão sobre dois aspectos fundamentais: a importância da governança e os aspectos operacionais intrínsecos de uma unidade de gestão de dados em cada IFES. Em relação à governança, discute-se a missão e o papel dos atores envolvidos; e quanto à operacionalização, discute-se a definição de conceitos, os instrumentos de coleta e análise de dados, a criação de indicadores críticos e a difusão da informação. As IFES já coletam, armazenam e fornecem dados institucionais sistematizados a diversos órgãos de controle e fomento. No entanto, a pulverização de fontes e formatos, a incompletude e a descontinuidade temporal e a falta de estruturação dos dados nos diferentes sistemas limitam sua interoperabilidade. A constituição de uma unidade que promova a curadoria e processamento de dados estratégicos com base na autonomia e acesso ágil e simples de informações é, portanto, fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

FERREIRA, J. E.; FRANCO, B. D. G. M.; CATARINO, M. H; TAKECIAN, P. L.; AGOPYAN, V. DataUSP-PosGrad: um conjunto de serviços analíticos para apoio à tomada de decisão da PRPG da USP. In: USP 80 anos. 2015.

GUHR, D. J. How Everyone in BC is Being Ranked, 20 jun. 2017. Disponível em: <http://bccie.bc.ca/wp-content/uploads/2017/06/icg-bc- rankings-session-final-17-06-20.pdf>. Acesso em: 25 ago. 2020

HARVEY, L.; GREEN, D.. Defining Quality. Assessment & Evaluation in Higher Education, v. 18, n. 1, p. 9-34, 1993.

HOSIER, M.; HOOLASH, B. K. A. The effect of methodological variations on university rankings and associated decision-making and policy. Studies in Higher Education, v. 44, n. 1, p. 201–214, 2 jan. 2019.

JOHNES, J. University rankings: What do they really show? Scientometrics, v. 115, n. 1, p. 585–606, abr. 2018.

KRAUSE, Kerri-Lee. Addressing the wicked problem of quality in higher education: theoretical approaches and implications. Higher Education Research & Development, v. 31, n. 3, p. 285-297, 2012.

ORIENTAÇÕES PARA O CÁLCULO DOS INDICADORES DE GESTÃO . Decisão TCU no 408/2002-plenário. Versão revisada em março de 2004. Tribunal de Contas da União - TCU, Secretaria de Educação Superior SESu/MEC, Secretaria Federal de Controle Interno - SFC- Dispoível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/indicadores.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2021.

PAVEL, A.-P. Global University rankings - A Comparative Analysis. Procedia Economics and Finance, 4th World Conference on Business, Economics and Management (WCBEM-2015). v. 26, p. 54–63, 1 jan. 2015.

PETERS, M. A. Global university rankings: Metrics, performance, governance. Educational Philosophy and Theory, v. 51, n. 1, p. 5–13, 2 jan. 2019.

PLANETA, C. et al.. Impacto Social das Universidades. In: Repensar a Universidade II Resultados e Impactos. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2019, p.198.

RANIERI, N. Universidades e rankings globais: tensões jurídicas. In: Repensar a Universidade I: Desempenho Acadêmico e Comparações Internacionais. Marcovitch, J. ed. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2018.

RIGHETTI, S. Avaliar para Comparar: Os Rankings Britânico e Chinês no Ensino Superior Global. In: Repensar a Universidade I: Desempenho Acadêmico e Comparações Internacionais. Marcovitch, J. ed. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2018.

SANTOS, S. M. Rankings Internacionais de Universidades: Comparação e Desempenho por Áreas. In: Repensar a Universidade I: Desempenho Acadêmico e Comparações Internacionais. Marcovitch, J. ed. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2018.

SEGURADO, A.; FERREIRA, J. E. Interoperabilidade de Dados, Desempenho Acadêmico e Impacto Social: USP no Horizonte 2022. In: Repensar a Universidade II: Impactos para a Sociedade. Marcovitch, J. ed. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2019.

VERGANI,C. E. Planejamento Estratégico e Sustentabilidade: Unesp no Horizonte 2022. In: Repensar a Universidade II: Impactos para a Sociedade. Marcovitch, J. ed. Universidade de São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 2019.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP). Portaria GR nº 7256, de 29 de junho de 2018 . Dispõe sobre a criação do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (EGIDA). Disponível em http://www.leginf.usp.br/?portaria=portaria-gr-no-7256-de-29-de-junho-de-2018. Acesso: 10 mar. 2021.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (UNICAMP). Portaria GR-124/2013, de 29 de novembro de 2013. Constituí Grupo Gestor de Dados Gerenciais da UNICAMP responsável por organizar e disponibilizar o banco de dados gerenciais da Universidade aqui denominado S-Integra da UNIVERSIDADE DE CAMPINAS (UNICAMP). Publicada no D.O.E. em 05/12/2013, pág 93. Disponível em <https://www.pg.unicamp.br/mostra_norma.php?id_norma=3501>. Acesso: 12 mar. 2021

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO (UNIFESP). Conselho Universitário. Resolução n. 178, de 13 de novembro de 2019. Dispõe sobre a Política de Gestão de Dados Estratégicos Institucionais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). São Paulo: CONSU, 2019. Disponível em: <https://www.unifesp.br/images/docs/consu/resolucoes/2019/Resolu%C3%A7%C3%A3o_178_Pol%C3%ADtica_de_Dados_Estrategicos_publicar.pdf>. Acesso: 10 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Edição

Seção

Artigos