v. 3 n. 1 (2022): Dossiê - Da crítica ao dispositivo da propriedade à aposta no comum: corpos, colonialidades, mundos (jan/jun 2022)
Artigos

Considerações sobre direito, justiça, força e obediência na perspectiva de Jacques Derrida

Bárbara Nascimento de Lima
Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil
Biografia

Publicado 06-09-2022

Palavras-chave

  • direito,
  • justiça,
  • força,
  • Jacques Derrida,
  • fundamento místico da autoridade

Como Citar

LIMA, B. N. de. Considerações sobre direito, justiça, força e obediência na perspectiva de Jacques Derrida. (Des)troços: revista de pensamento radical, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 126–136, 2022. DOI: 10.53981/destroos.v3i1.37908. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadestrocos/article/view/37908. Acesso em: 19 jul. 2024.

Resumo

O presente texto objetiva traçar o caminho teórico trilhado por Jacques Derrida ao analisar a relação entre direito, justiça e força a fim de demonstrar a injustificabilidade da obediência às leis e ao direito. Retomando alguns aspectos dos trabalhos de Kant, Pascal e Montaigne, tenta-se demonstrar, no presente artigo, a falseabilidade da pressuposição do vínculo supostamente indissociável e necessário entre direito e justiça, apontando, ao contrário, que a condição de existência do direito é, em verdade, a força resultado do fundamento místico que sustenta o próprio direito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  1. ANDRADE, Edilamara Peixoto de. Derrida e o direito: uma introdução. Prometeus, ano 10, n. 24, pp. 57-65, set./dez. 2017.
  2. CASTRO, Jacopo López. Caminho do impossível: arredor da noção de justiça em Jacques Derrida. Agália, n. 108, pp. 229-252, 2º sem. 2013.
  3. DERRIDA, Jacques. Força de Lei: o “fundamento místico da autoridade”. Trad. Leyla Perrone-Moisés. 2. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.
  4. KANT, Immanuel. Introdução à doutrina do direito. In: KANT, Immanuel. A metafísica dos costumes. Trad. José Lamego. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004.
  5. LUCY, Niall. A Derrida dictionary. Oxford: Blackwell Publishing, 2004.
  6. MONTAIGNE, Michel de. Ensaios. Trad. Sérgio Milliet. São Paulo: Editora 34, 2006.
  7. NEGRIS, Adriano. Violência sem fundamento: a origem da autoridade segundo Jacques Derrida. AnaLógos, Rio de Janeiro, v. 1, pp. 151-156, 2016.
  8. OTTONI, Paulo Roberto. Visão performativa da linguagem. Campinas: Unicamp, 1998.
  9. PASCAL, Blaise. Pensamentos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2005.
  10. SISCAR, Marcos. Jacques Derrida, o intraduzível. Alfa, v. 44, pp. 59-69, 2000.
  11. WORTHAM, Simon Morgan. The Derrida dictionary. London: Continuum, 2010.