SUFRÁGIO UNIVERSAL, ESTADO CORPORATIVO E DEMOCRACIA AUTORITÁRIA NO PENSAMENTO POLÍTICO DE OLIVEIRA VIANNA

Autores

  • Matheus Guimarães de Barros

Resumo

Este trabalho discute o pensamento de Oliveira Vianna, especialmente acerca do sufrágio universal, do Estado e da democracia. Na contramão da interpretação de Wanderley Guilherme dos Santos, que considera o autoritarismo de Vianna instrumento transitório para modernização nacional, defende-se aqui que o autoritarismo marca ontologicamente a sua obra, sem pretensões de abertura democrática posterior. Tal afirmação se justifica pois Vianna deslegitima o sufrágio universal e as aptidões cívicas do povo-massa; seu Estado é corporativo, autocrático e não representa os interesses coletivos, mas das corporações que o integram; sua democracia restringe a atuação no campo político a uma elite esclarecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Guimarães de Barros

Graduado em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora - Campus Avançado Governador Valadares. Mestrando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PPGCIS/PUC-Rio).

Downloads

Publicado

2022-05-11

Edição

Seção

Artigos