POLÍTICAS DE INOVAÇÃO E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR (A DISTÂNCIA) EM PORTUGAL

O PAPEL DOS ATORES NUM SISTEMA DE GOVERNAÇÃO COMPLEXO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2019.9867

Palavras-chave:

Políticas de inovação e qualidade, Sistema de governação do ensino superior e ciência em Portugal, Ensino a distância

Resumo

Neste artigo, os autores fazem uma reflexão sobre o sentido evolutivo das políticas de inovação e qualidade nas instituições e sistema de ensino superior e ciência portugueses, na perspectiva do modelo de governação. Os autores formulam a hipótese de que os sistemas de ensino superior e ciência se complexificaram muito nas últimas décadas nos países mais desenvolvidos, por via de alterações políticas e legislativas e de alterações nas relações entre os agentes, o que implica tanto a definição de novos objetivos como a adoção de novas abordagens e práticas pelas instituições. Partindo da análise dos princípios de reforma dos sistemas de ensino superior e ciência na Europa no período posterior ao maio de 68, os autores analisam o caso português e o papel dos atores do sistema respetivo, que inclui a educação a distância. Analisam ainda as políticas na área e os seus instrumentos na perspectiva da dinâmica dos agentes do sistema. Por fim, explicitam as condições para que exista uma eficaz cooperação entre os agentes do sistema relacionados com o ensino a distância, como pressuposto para que as referidas políticas de inovação e qualidade sejas efetivas e convergentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Domingos José Alves Caeiro, Universidade Aberta de Portugal (UAb)

Doutor em História. Vice-reitor para a Gestão Académica e Interação com a Sociedade da Universidade Aberta

João Carlos Relvão Caetano, Universidade Aberta de Portugal (UAb)

Doutor em Ciências Políticas. Pró-Reitor para o Desenvolvimento Institucional e os Assuntos Jurídicos da Universidade Aberta.

Referências

AZEVEDO, J. Defesa nacional e educação. In: Conceito estratégico de defesa nacional 2013: Contributos e debate público. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda; Instituto da Defesa Nacional, 2013. p. 263-265.

CAEIRO, D.; CAETANO, J. C. R. Ensino Superior e novos públicos: o papel da educação a distância e em rede, Lisboa, 18 jun 2016. Disponível em: <https://www.publico.pt/2016/06/18/sociedade/noticia/ensino-superior-e-novos-publicos-o-papel-da-educacao-a-distancia-e-emrede-1735517>. Acesso em: 18 jun. 2016.

CAEIRO, D.; CAETANO, J. C. R. Inovação e qualidade no Ensino Superior: o papel fulcral da educação à distância. Público, 21 jun 2018. Disponível em: <https://www.publico.pt-/2018/06/21/sociedade/opiniao/inovacao-e-qualidade-no-ensino-superior-o-papel-fulcral-daeducacao-a-distancia-1835249>. Acesso em: 21 jun. 2018.

CAETANO, J. C. R. Construindo a Universidade do futuro. Público, Lisboa, 12 mai 2016. Disponível em: <https://www.publico.pt/2016/05/12/sociedade/opiniao/construindo-auniversidade-do-futuro-1731776>. Acesso em: 12 maio 2016.

CAETANO, J. C. R. A importância estratégica das universidades de educação a distância e em rede no séc. XXI. In: NEVES, I.; ET AL EaD: diálogos, compartilhamentos, práticas e saberes. Belo Horizonte: Editora da Universidade do Estado de Minas Gerais, 2016b. p. 93-104.

CAETANO, J. C. R. A Universidade no século XXI, São Paulo / Barcelona, jan-abr 2017. 55-64.

CAETANO, J. C. R.; LORI, N. Digital Information Networks and the Future of Online Learning. Internet Learning, New York, 4, n. 1, Spring 2015. 70-85.

CAETANO, J. C. R.; ROCIO, V.; LORI, N. O Campus Virtual da Universidade Aberta de Portugal como ponte Portugal-Brasil. In: MILL, D.; REALI, A. Educação a Distância: Qualidade e Convergências. Sujeitos, conhecimentos, práticas e tecnologias. São Carlos: Educação a Distância: Qualidade e Convergências. Sujeitos, conhecimentos, práticas e tecnologias, 2016. p. 205-214.

CAMERON, P. Curriculum Vitae Peter Jephson Cameron. Disponível em: <http://wwwgroups.mcs.st-andrews.ac.uk/~pjc/cvx.pdf>. Acesso em: 22 jun 2018.

COMISSÃO EUROPEIA. COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO EUROPA 2020. In: Estratégia para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. Bruxelas: Comissão Europeia, 2010.

Disponível em: <https://eur-lex.europa.eu/legalcontent/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX-:52010DC2020& from=PT>. Acesso em: 11 jun 2018.

DIAS, P. Plano Estratégico 2015-2019. Lisboa: Universidade Aberta, 2015.

DIAS, P. Comunidades de educação e inovação na sociedade digital. In: Educação, Formação & Tecnologias. [S.l.]: [s.n.], v. 5 -2, 2017. p. 3-9. Disponível em: <http://eft.educom.pt>. Acesso em: 12 abr 2018.

FRANÇA. Loi n. 68-978 du 12 novembre 1968. In: Dite Edgar Faure D'orientation de L'enseignement Superieur. [S.l.]: JORF du 13 novembre 1968, 1968. p. 10579. Disponível em: <https://www.legifrance.gouv.fr/jo_pdf.do?id=JORFTEXT000000693185>. Acesso em: 28 maio 2018.

FRIEDMAN, T. L. Come the Revolution. New York Times, New York, p. A25, 16 mai 2012. Disponível em: <https://www.nytimes.com/2012/05/16/opinion/friedman-come-therevolution.-html>. Acesso em: 16 mai 2012.

FRIEDMAN, T. L. Revolution Hits the Universities. New York Times, New York, p. SR1, 27 jan 2013. Disponível em: <https://www.nytimes.com/2013/01/27/opinion/sunday/friedmanrevolution-hits-the-universities.html>. Acesso em: 27 jan 2013.

GROVE, J. Social sciences and humanities faculties 'to close' in Japan after ministerial

intervention Universities to scale back liberal arts and social science courses. The World University Rankings, 14 Set 2015. Disponível em: <https://www.timeshighereducation.- com/news/social-sciences-and-humanities-faculties-close-japan-after-ministerial-intervention>. Acesso em: 25 jan 2018.

GUERRA, J. P. M.; NUNES, A. S. A. A crise da universidade em Portugal: reflexões e sugestões. Análise social, VII, n. 25-26, 1968. p.5-49.

HASAN, A. Reforming Distance Learning Higher Education in Portugal. Lisboa: Ministry of Science, Technology and Higher Education, 2009. HEALEY, N. M. Beyond „export education‟: aspiring to put students at the heart of a university‟s internationalisation strategy. Perspectives: Policy and Practice in Higher Education, 2017. p.119-128.

LEWIN, H. T.; M.I.T. Team Up to Offer Free Online Courses. New York Times, New York, 02 maio 2012. Disponível em: <http://www.nytimes.com/2012/05/03/education/harvard-and-mitteam-up-to-offer-free-online-courses.html?_r=0>. Acesso em: 03 maio 2018.

LORI, N.; CAETANO, J. C. R. O contexto da competitividade internacional para as universidades portuguesas. Revista da Associação Portuguesa de Sociologia, Lisboa, n. 2, 2011. p.423-442.

NETO, J. A. F. A reforma universitária de Córdoba (1918): um manifesto por uma universidade latino-americana. Revista Ensino Superior Unicamp, 3, jun 2011. p.62-70.

NUNES, A. S. O problema social da Universidade. Para uma reforma universitária de fundo. Estudos, I-III, n. 483-485, 1970a. p.7-31.

NUNES, A. S. O Problema Político da Universidade. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1970b.

PORTUGAL. Lei 62/2007, de 10 de setembro (Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior). In: ______ Diário da República n.º 174/2007, Série I. Lisboa: [s.n.], 2007. p. 6358-6389. Disponivel em: <https://dre.pt/application/file/a/640244>. Acesso em: 17 jun 2018.

PORTUGAL. Uma estratégia para a internacionalização do ensino superior português. Lisboa. 2014.

SANTOS, B. S. Depoimento em “A universidade e as estruturas sociais”. Estudos (Universidade nova/Universidade velha), Coimbra, 1970. p.36-37.

SLOTERDIJK, P. Università, la fabbrica dei testi fondata sul plagio universale. La Repubblica, p. 12, Jul 2012. Disponível em: <http://www.repubblica.it/speciali/repubblica-delleidee/edizione2012/2012/07/12/news/universit_la_fabbrica_dei_testi_fondata_sul_plagio_universale-38928344/>. Acesso em: 11 maio 2018.

TAVARES, J. Formação e inovação no Ensino Superior. Porto: Porto Editora, 2003.

UBACHS, G. Excellence. Quality Assessment for E-learning: a Benchmarking Approach. 2. ed. Heerlen: European Association of Distance Teaching Universities (EADTU).

Downloads

Publicado

2019-02-21

Como Citar

CAEIRO, D. J. A.; CAETANO, J. C. R. POLÍTICAS DE INOVAÇÃO E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR (A DISTÂNCIA) EM PORTUGAL : O PAPEL DOS ATORES NUM SISTEMA DE GOVERNAÇÃO COMPLEXO. Trabalho &amp; Educação, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 199–217, 2019. DOI: 10.35699/2238-037X.2019.9867. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9867. Acesso em: 6 maio. 2021.