Análise quantitativa da rugosidade superficial da cerâmica IPS E.max CAD após acabamento e polimento

  • Luisana Caterina Mendez Cassiram
  • Alessandra Rezende Peris Mitsui
  • Fábio Hiroyuki Ogata Mitsui

Resumo

Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar a capacidade do sistema de polimento para reduzir a
rugosidade superficial de cerâmicas IPS e.max após acabamento com brocas diamantadas.

Métodos: Dez corpos de prova foram confeccionados a partir de blocos de cerâmica de dissilicato de
lítio, cristalizados e glazeados (Grupo G1) antes de serem submetidos a leitura com rugosímetro portátil
em três pontos diferentes. Foi simulado ajuste oclusal com brocas diamantadas cilíndricas de granulação
fina (Grupo G2) e feita uma nova leitura antes de realizar a sequência de polimento com o Kit EVE Diapol
H8 (Grupo G3), constituído de três discos de borrachas abrasivas de granulações decrescentes. Após
análise da rugosidade superficial do último grupo, as médias das três medições foram submetidas à análise
estatística ANOVA e ao teste Tukey com o nível de significância 5%.

Resultados: A análise dos dados obtidos revelou diferença estatisticamente significativa entre os três
grupos, sendo que no Grupo G2 a rugosidade foi maior que no Grupo G1, que por sua vez foi maior que
no Grupo G3.

Conclusão: Concluiu-se que o sistema de polimento EVE Diapol H8 reduziu efetivamente a rugosidade
superficial após acabamento com brocas diamantadas e proporcionou uma lisura superficial superior
àquela dada pelo glaze.

Descritores: Cerâmica. Polimento dentário. Projeto auxiliado por computador.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-03
Como Citar
Mendez Cassiram, L. C., Rezende Peris Mitsui, A., & Hiroyuki Ogata Mitsui, F. (2019). Análise quantitativa da rugosidade superficial da cerâmica IPS E.max CAD após acabamento e polimento. Arquivos Em Odontologia, 55. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/16145
Seção
Artigos