Avaliação da taxa de infecção no pós-operatório de cirurgias odontológicas em uma instituição pública

  • José Leonardo Barbosa Melgaço-Costa Polícia Militar de Minas Gerais
  • Vívian Campos Grohmann Polícia Militar de Minas Gerais
  • Jussara de Souza Alves Lopes Polícia Militar de Minas Gerais
  • Simone Miranda Oliveira Polícia Militar de Minas Gerais

Resumo

Objetivo: Avaliar a taxa de infecção e eventos adversos no pós-operatório de cirurgias orais menores, em uma instituição pública de atenção odontológica, entre 2017 e 2018.

Métodos: Após realização dos procedimentos cirúrgicos, um formulário foi preenchido com dados relacionados ao paciente e à cirurgia. Trinta dias após, os egressos cirúrgicos foram contactados, via telefone e questionados quanto à ocorrência de eventos adversos (dor, secreção, sangramento e deiscência de sutura) e sobre uso de antibióticos. Realizou-se a análise descritiva dos dados (distribuição de frequências e percentuais) e cálculo da taxa de infecção global.

Resultados: Foram incluídos 3.745 procedimentos cirúrgicos. A média de idade dos pacientes da amostra foi de 42,7 anos, com ligeiro predomínio do sexo masculino (51,3%). A clínica de cirurgia teve a maior concentração de procedimentos cirúrgicos realizados (53,8%), a prevalência média anual de eventos adversos no pós-operatório foi de 1,7% e a dor foi o evento adverso mais informado (4,0%). A maioria dos pacientes (64,2%) não recebeu nenhum tipo de prescrição antibiótica (profilático, terapêutico ou ambos) e a taxa de infecção no pós-operatório apresentou prevalência média total de 1,1%.

Conclusão: As taxas de eventos adversos e a de infecção das feridas cirúrgicas encontradas foram baixas, demonstrando que o serviço atua de forma comprometida com os padrões de biossegurança, zelando pelos cuidados com o paciente.

Descritores: Infecção da ferida cirúrgica. Controle de infecções. Procedimentos cirúrgicos bucais. Gestão em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-07
Como Citar
Barbosa Melgaço-Costa, J. L., Campos Grohmann, V., de Souza Alves Lopes, J., & Miranda Oliveira, S. (2020). Avaliação da taxa de infecção no pós-operatório de cirurgias odontológicas em uma instituição pública. Arquivos Em Odontologia, 56. https://doi.org/10.7308/aodontol/2020.56.e18
Seção
Artigos