Avaliação do comportamento odontológico infantil durante procedimentos de profilaxia e exodontia

  • Josiane Pezzini Soares Universidade Federal de Santa Catarina
  • Jéssica Piaia Universidade Federal de Santa Catarina
  • Mariane Cardoso Universidade Federal de Santa Catarina
  • Michele Bolan Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Objetivo: Avaliar o comportamento infantil durante os tratamentos odontológicos de profilaxia e de exodontia.

Métodos: Este estudo transversal contou com 58 crianças, entre 6 e 9 anos de idade. Dentre essas, 29 crianças foram submetidas ao procedimento de exodontia e 29 ao procedimento de profilaxia. O comportamento infantil frente ao tratamento odontológico proposto foi avaliado por um cirurgião-dentista treinado através da versão brasileira e validada da Escala Comportamental de Venham (Venham’s Behavior Rating Scale (BvVBRS). Avaliou-se também a ansiedade infantil prévia ao tratamento odontológico através da Venham Picture Test modificada (VPTm). A condição bucal foi avaliada pelo índice CPO-D e ceo-d, por pesquisador previamente calibrado (Kappa > 0,7). Os pais/responsáveis responderam a um questionário socioeconômico e questões relacionadas a experiência odontológica prévia das crianças. Realizou-se análise descritiva e teste Qui-quadrado com nível de significância de 5%.

Resultados: Em relação ao comportamento o grupo submetido à profilaxia apresentou 100% das crianças com um comportamento positivo, enquanto no grupo submetido à exodontia houve 75,9% das crianças com comportamento positivo (p = 0,010). Idade, gênero e presença de ansiedade prévia aos procedimentos não tiveram relação estatisticamente significante com o comportamento infantil. A presença de cárie na dentição decídua esteve associada ao comportamento negativo durante os procedimentos odontológicos (p = 0,013).

Conclusão: Foi observado que durante o procedimento de profilaxia os pacientes demonstraram um comportamento mais colaborador quando comparado ao procedimento de exodontia.

Descritores: Comportamento infantil. Ansiedade ao tratamento odontológico. Profilaxia dentária. Extração dentária.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-29
Como Citar
Pezzini Soares, J., Piaia, J., Cardoso, M., & Bolan, M. (2020). Avaliação do comportamento odontológico infantil durante procedimentos de profilaxia e exodontia. Arquivos Em Odontologia, 56. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/19122
Seção
Artigos