Efetividade de métodos motivacionais indiretos na redução de biofilme e alteração gengival em adultos

Autores

  • Ana Paula Camatta do Nascimento
  • Manoelito Ferreira Silva Júnior
  • Ana Maria Martins Gomes
  • Bruno Daleprane
  • Cristiane Vasconcellos Caspar
  • Ana Paula Martins Gomes
  • Antônio Augusto Gomes

Resumo

Objetivo: Avaliação da efetividade de diferentes métodos motivacionais indiretos de higiene bucal na redução de biofilme e alteração gengival em adultos. Métodos: Foi realizado um estudo de intervenção controlado, aleatorizado e cego. Os adultos (n=88) foram distribuídos em quatro grupos (n=22) conforme o método motivacional adotado: Grupo I: filme; Grupo II: folheto; Grupo III: palestra; Grupo IV (controle): nenhuma motivação. O conteúdo informado era o mesmo, apenas diferiu a metodologia motivacional adotada. O grupo controle recebeu as informações após a finalização do estudo. O exame clínico foi realizado por um examinador através dos índices de placa bacteriana e gengival em cinco tempos: zero (baseline), 7, 37, 67 e 97 dias após as motivações. Realizou-se uma Análise de Variância (ANOVA)/teste de Tukey (p<0,05). Resultados: Os métodos de motivação indireta (filme, folheto e palestra) apresentaram redução no índice de placa bacteriana e índice gengival em pelo menos um tempo do acompanhamento (p<0,05) e não houve diferença no grupo controle (p>0,05). Sete dias após a realização da motivação indireta, o índice de placa bacteriana do grupo I (filme) foi menor que do grupo IV (controle) (p=0,0154) e ambos não diferiram dos grupos II (folheto) e III (palestra). Após trinta e sete dias, o índice gengival dos grupos I (filme) e III (palestra) diferiram do grupo controle, mas não apresentaram diferença estatística com o grupo II (folheto) (p<0,001). Conclusão: Houve redução dos índices de placa bacteriana e gengival nos tempos de acompanhamento, no entanto, sem diferir entre métodos motivacionais indiretos de higiene bucal utilizados. Este resultado incorpora que as técnicas motivacionais em adultos apresentam impacto em índices bucais em curto prazo, e por isso, devem ser constantemente reforçadas pelo profissional de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

(1) Marcenes W, Kassebaum NJ, Bernabé E, Flaxman A, Naghavi M, Lopez A, Murray CJ. Global burden of oral conditions in 1990-2010: a systematic analysis. J Dent Res. 2013;92:592-7.
(2) Albandar JM, Rams TE. Global epidemiology of oral diseases: an overview. Periodontol 2000. 2002;29:7-10.
(3) Jönsson B, Öhrn K, Oscarson N, Lindberg P. The effectiveness of an individually tailored oral health educational programme on oral hygiene behaviour in patients with periodontal disease: a blinded randomized-controlled clinical trial (one-year follow-up). J Clin Periodontol. 2009;36:1025-34.
(4) Ivanovic M, Lekic P. Transient effect of a short-term educational programme without prophylaxis on control of plaque and gingival inflammation in school children. J Clin Periodontol. 1996;23:750-7.
(5) Livny A, Vered Y, Slouk L, Sgan-Cohen HD. Oral health promotion for schoolchildren - evaluation of a pragmatic approach with emphasis on improving brushing skills. BMC Oral Health. 2008;8:4.
(6) Worthington HV, Hill KB, Mooney J, Hamilton FA, Blinkhorm AS. A cluster randomized controlled trial of a dental health education program for 10-year-old children. J Public Health Dent. 2001;61:22-7.
(7) Garcia PPNS, Campos FP, Rodrigues JA, Santos PA, Dovigo LN. Avaliação dos efeitos da educação e motivação sobre o conhecimento e comportamento de higiene bucal em adultos. Ciênc Odontol Bras. 2004;7:30-9.
(8) Hugoson A, Lundgren D, Asklöw B, Borgklint G. Effect of three different dental health preventive programmes on young adult individuals: a randomized, blinded, parallel group, controlled evaluation of oral hygiene behaviour on plaque and gingivitis. J Clin Periodontol. 2007;34:407-15.
(9) Kakudate N, Morita M, Sugai M, Kawanami M. Systematic cognitive behavioral approach for oral hygiene instruction: a short-term study. Patient Educ Couns. 2009;74:191-6.
(10) Neves PCB, Cortellazzi KL, Ambrosano GMB, Pereira AC, Meneghin MC, Mialhe FL. The impact of motivational interviewing in reducing plaque and bleeding indices on probing in adult users of the family health strategy. Pesqui Bras Odontopediatria Clín Integr. 2015;15:183-96.
(11) Saba-Chujfi E, Sarian R, Carvalho JCC, Silva ACQ, Saba MEC. Avaliação de diferentes métodos de motivação à higiene bucal aplicados em crianças de 7 a 12 anos de idade. Rev Assoc Paul Cirur Dent. 1989;43:13-5.
(12) Glavind L, Christensen H, Pedersen E, Rosendahl H, Attström R. Oral hygiene instruction in general dental practice by means of self-teaching manuals. J Clin Periodontol. 1985;12:27-34.
(13) Kois J, Kotch H, Cormier PP, Laster L. The effectiveness of various methods of plaque control instruction on short-term motivation. A clinical study. J Prev Dent. 1978;5:27-30.
(14) Greene JC, Vermillion J. The simplified Oral Hygiene Index. J Am Dent Assoc. 1964;68:7-13.
(15) Löe H. The gingival index, the plaque index and the retention index systems. J Periodontol. 1967;38:610-6.
(16) Lim LP, Davies WI, Yuen KW, Ma MH. Comparison of modes of oral hygiene instruction in improving gingival health. J Clin Periodontol. 1996;23:693-7.
(17) Kay EJ, Locker D. Is dental health education effective? A systematic review of current evidence. Community Dent Oral Epidemiol. 1996;24:231-5.
(18) Bratthall D. Programmed self-instruction in oral hygiene. J Periodontal Res. 1967;2:207-14.
(19) Nakre PD, Harikiran AG. Effectiveness of oral health education programs: a systematic review. J Int Soc Prev Community Dent. 2013;3:103-15
(20) Renz ANPJ, Newton JT. Changing the behavior of patients with periodontitis. Periodontol 2000. 2009;51:252-68.
(21) Lindhe J, Lang NP, Karring T. Clinical periodontology and implant dentistry. 5th ed. London: Wiley-Blackwell; 2008.

Downloads

Publicado

2017-12-22

Como Citar

do Nascimento, A. P. C., Silva Júnior, M. F., Gomes, A. M. M., Daleprane, B., Caspar, C. V., Gomes, A. P. M., & Gomes, A. A. (2017). Efetividade de métodos motivacionais indiretos na redução de biofilme e alteração gengival em adultos. Arquivos Em Odontologia, 53. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3725

Edição

Seção

Artigos