Diagnóstico periodontal: conhecimentos e atitudes de estudantes de Odontologia

  • Julya Ribeiro Campos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Flávia Isabela Barbosa Universidade de Itaúna

Resumo

Objetivo: A capacidade de diagnóstico é fundamental em todas as áreas da odontologia. Na periodontia o diagnóstico deve ser criterioso, exigindo dos estudantes e profissionais conhecimento, habilidade e percepção. A utilização dos recursos disponíveis e interpretação correta dos mesmos resultam em um diagnóstico apropriado e influenciam diretamente do sucesso terapêutico. Diante disso, este estudo teve como objetivo avaliar os conhecimentos e atitudes de acadêmicos da Faculdade de Odontologia da Universidade de Itaúna sobre o diagnóstico em periodontia.

Métodos: Participaram do estudo 154 estudantes do 7º ao 10º período que cursavam a disciplina de Clínica Integrada e já tinham passado pela disciplina de periodontia.

Resultados: Os resultados revelaram que os estudantes possuem dificuldades para realização do diagnóstico das doenças periodontais. A maior dificuldade aparenta estar na aplicação dos conhecimentos adquiridos durante o curso na prática clínica.

Conclusão: A literatura indica que recursos didáticos como o fluxograma, podem beneficiar os estudantes e resultar no aumento de diagnósticos corretos.

Descritores: Periodontia – diagnóstico. Serviços de diagnóstico. Diagnóstico – métodos.

Referências

(1) Diretrizes do Curso de Odontologia. Rev ABENO. 2001;2(1):31-4.

(2) Carranza FA, Newman MG, Takei HH, Klokkevold PR. Periodontia Clínica. 11. ed. Rio de Janeiro: Saunders Elsevier; 2012.

(3) Batista RM, Rosetti EP, Zandonade E, Oliveira AE. Avaliação do efeito de protocolos parciais de exame periodontal na extensão das doenças periodontais. Braz J Periodontol. 2011; 21(3):57-66.

(4) Trombelli L, Farina R, Silva CO, Tatakis DN. Plaque-induced gingivitis: Case definition and diagnostic considerations. J Clin Periodontol. 2018;45(20):44-67.

(5) Caton J, Armitage G, Berglundh T, Chapple ILC, Jepsen S, S Kornman K, et al. A new classification scheme for periodontal and peri-implant diseases and conditions –Introduction and key changes from the 1999 classification. J Clin Periodontol. 2018;45(20):1-8. 

(6) Tonetti MS, Greenwell H, Kornman KS. Staging and grading of periodontitis: Framework and proposal of a new classification and case definition. J Periodontol. 2018;89(1):159-72.

(7) Santiago CPL. Avaliação do conhecimento sobre doenças periodontais e da condição periodontal dos estudantes de odontologia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus Campina Grande. Campo Grande: Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba; 2013.

(8) Willians KB, Burgardt GJ, Rapley JW, Bray KK, Cobb CM. Referring Periodontal Patients: Clinical Decision Making by Dental and Dental Hygiene Students. J Dent Educ. 2014;78(3):445-53.

(9) Barbetta PA. Estatística aplicada às Ciências Sociais. 7. ed. Florianópolis: Editora da UFCS; 2008.

(10) Pigozzo MN, Laganá LC, Campos TN, Yamada MCM. A importância dos índices em pesquisa odontológica: uma revisão da literatura. Rev Odontol Univ Cid São Paulo. 2008;20(3):208-7.

(11) Botero JE, Bedoya E. Determinantes del diagnóstico periodontal. Rev Clin Periodoncia Implantol Rehabil Oral. 2010;3(2):94-9.

(12) Nagle MM, Piveta ACG, Ricci WA, Montandon AAB. Dificuldades relatadas por estudantes de odontologia diante de procedimentos relacionados à periodontia. Rev ABENO. 2010;10(1):37-41.

(13) Moreira CHC, Fernandes T, Antoniazzi R, Rosing CK. Recursos diagnósticos de doenças periodontais utilizados por cirurgiões-dentistas de três cidades do Rio Grande do Sul. Rev Soc Bras Periodontol. 2007;17(1):36-40.

(14) John V, Lee SJ, Prakasam S, Eckert GJ, Maupome G. Consensus training: an effective tool to minimize variations in periodontal diagnosis and treatment planning among dental faculty and students. J Dent Educ. 2013;77(8):1022-32.

(15) Lane BA, Luepke P, Chaves E, Maupome G, Eckert EG, Blanchard S, et al. Assessment of the calibration of periodontal diagnosis and treatment planning among dental students at three dental schools. J Dent Educ. 2015;79(1):16-24.

(16) Vilar GC, Schuelter JM, Silva CO, Martins FM. Avaliação da eficácia de um fluxograma como auxiliar no ensino de diagnóstico periodontal. Rev ABENO. 2016;16(3):106-12.

(17) Primo T, Fontes BP, Dantas EM, Gurgel BCV, Rêgo DM. Parâmetros utilizados para o diagnóstico periodontal em faculdades de odontologia brasileiras. ImplantNewsPerio. 2013;7(3):235-9.
Seção
Artigos