NÚCLEOS URBANOS NO SUL DE MINAS NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX: Potencial de centralidade e distribuição territorial

  • João Stefani IGC/UFMG

Resumo

Os mais recentes estudos historiográficos sobre Minas Gerais no século XIX têm ampliado, consideravelmente, o leque de perspectivas quanto à interpretação deprocessos relativos à formação da sociedade mineira. Especificamente, desde os anos 1990, um grupo de pesquisadores tem se debruçado sobre rica fonte de informações de caráter demográfico e socioeconômico. Trata-se do conjunto formado pelas Listas

Nominativas (questionários censitários), oriundas dos levantamentos de população realizados na década de 1830[1].No âmbito desses esforços, emergem diferentes avaliações críticas quanto à natureza, limitações e potencialidades dessa fonte para o enriquecimento informativo da historiografia mineira do século XIX. Nesse sentido, cumpre destacar os trabalhos realizados pelo Núcleo de Pesquisa em Historia Econômica e Demográfica do Cedeplar/UFMG, sob a coordenação da Profa. Clotilde Paiva, sobretudo na dedicação voltada à estruturação da base digital de consulta on-line referente às listas nominativas da década de 1830 – o portal PopLin-Minas 1830.

Na perspectiva da geografia histórica, utilizando-se dos recursos PopLin-Minas1830, o presente artigo tem por objetivo avaliar, comparativamente, duas propostas metodológicas voltadas à identificação, classificação e representação territorial do potencial de centralidade urbana referente aos distritos de paz pertencentes à região Sul da província de Minas Gerais, na década de 1830. Centralidades inseridas em ambiente de incipientes processos de re-articulação regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-05-11
Seção
Artigos