RENDA E CONDIÇÕES DE VIDA NOS MUNICÍPIOS DE MINAS GERAIS: POSSIBILIDADES A PARTIR DA REGRESSÃO GEOGRAFICAMENTE PONDERADA (GWR)

Autores

  • Júlio César Tavares de Paiva Silva IGC/UFMG

Resumo

Nas últimas décadas, o desenvolvimento e utilização de novas ferramentas e métodos estatísticos e computacionais permitiram que pesquisadores pudessem compreender diversos tipos de fenômenos, entre eles os socioeconômicos e espaciais. Nesse sentido, a partir de técnicas de estatística espacial e geoprocessamento, o presente trabalho objetiva analisar a relação entre renda e alguns indicadores sociais (mortalidade infantil, analfabetismo e porcentagem de pobres) nos municípios de Minas Gerais com base nos dados do último Censo Demográfico (2010). Considerando os resultados do modelo de regressão espacial desenvolvido, percebe-se que, de fato existe uma forte correlação entre renda e melhores condições de vida. De modo geral, quanto maior a renda média nos municípios, menores (ou melhores) são os seus indicadores sociais de vulnerabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-11

Como Citar

Silva, J. C. T. de P. (2018). RENDA E CONDIÇÕES DE VIDA NOS MUNICÍPIOS DE MINAS GERAIS: POSSIBILIDADES A PARTIR DA REGRESSÃO GEOGRAFICAMENTE PONDERADA (GWR). Cadernos Do Leste, 17(17). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/caderleste/article/view/13132

Edição

Seção

Artigos