DESAFIOS DA PERMANÊNCIA ESTUDANTIL UNIVERSITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE A TRAJETÓRIA DE ESTUDANTES ATENDIDOS POR PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

Autores

  • ELIANA ALMEIDA SOARES GANAM Tribunal de Justiça de São Paulo
  • ANA KEILA MOSCA PINEZI Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)

Palavras-chave:

permanência estudantil, assistência estudantil, universidade pública

Resumo

O presente artigo discute a permanência estudantil no ensino superior público brasileiro a
partir de um estudo realizado na Universidade Federal de São Paulo. No estudo realizado, buscou-se
compreender como um grupo de estudantes universitários atendidos por programas de assistência
estudantil constrói sua trajetória acadêmica, considerando a origem socioeconômica assimétrica. Foi
analisada, neste artigo, parte dos dados de entrevistas em profundidade realizadas nesta pesquisa.
Observa-se que a trajetória de estudantes provenientes de classes sociais diferentes das que
tradicionalmente ocuparam a universidade pública convive com contradições que tornam sua
permanência na universidade um desafio constante. Elementos do mundo material, ligados à subsistência
financeira, e simbólicos, ligados à percepção de pertencimento, indicam que a passagem pela universidade
pública não garante, em si, mudanças na forma como esses estudantes são percebidos a partir do “lugar”
social, embora essas percepções não impeçam que estudantes ultrapassem as barreiras simbólicas de
discriminação e exclusão e busquem formas de equiparação à condição standart do estudante universitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-12-03

Edição

Seção

Artigos