Abordagem conceitual-metodológica na definição de Unidades de Paisagem (UPs) para o município de Aimorés/MG: contribuições da geomorfologia para o planejamento ambiental

  • Diego Rodrigues Macedo Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • William Zanete Bertolini Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Unidades de paisagem, Geomorfologia, Sensoriamento remoto

Resumo

A noção de paisagem é um recurso aplicável ao planejamento e à gestão ambiental, pois permite a compreensão dos processos através de uma perspectiva integrada dos fenômenos dinâmicos da natureza. Considerando-se a necessidade de planejar o território, faz-se fundamental conhecer os elementos que constituem a base física das paisagens, de modo a diagnosticar as principais potencialidades e fragilidades do meio. Dentre os elementos que compõem tal base física das paisagens destaca-se o relevo enquanto um aspecto importante na sustentação das interações espaciais. Nessa perspectiva, o principal critério de delimitação das Unidades de Paisagem (UPs) para o município de Aimorés propostas neste artigo foi a geomorfologia. Para a definição e a delimitação de tais UPs procedeu-se à elaboração do mapa de unidades de relevo através do processamento digital de imagens do modelo digital de elevação (MDE) baseado nas imagens do Shuttle Radar Topographic Mission (SRTM). Além disso, foram levantadas e correlacionadas ao mapa de relevo as informações referentes a geologia, pedologia, uso e ocupação do solo e as observações feitas em campo. Dessa maneira, apresentam-se oito UPs que refletem a dinâmica de ocupação do solo sobre a base física territorial. A avaliação e o diagnóstico das potencialidades e fragilidades de cada um dos tipos paisagísticos verificados contribuem para o planejamento ambiental municipal.

Biografia do Autor

Diego Rodrigues Macedo, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Diego Rodrigues Macedo é mestrando em Geografia, IGC/UFMG.
William Zanete Bertolini, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
William Zanete Bertolini é mestrando em Geografia, IGC/UFMG.
Publicado
2008-07-01
Seção
Artigos