A representação gráfica dinâmica como subsídio à elaboração da carta de unidades climáticas

Autores

  • Carlos Henrique Jardim Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X..13288

Palavras-chave:

Clima, Urbanização, Paisagem, Representação cartográfica

Resumo

Este artigo traz considerações a respeito do tratamento cartográfico dado à climatologia, a partir de uma proposta aplicada conduzida pelo autor durante o desenvolvimento de sua tese de doutorado, defendida em 2007 na Universidade Estadual de Campinas. Os dados utilizados, notadamente os de temperatura e umidade relativa do ar, foram levantados em subseqüentes trabalhos de campo desde o ano 2000 num trecho da área urbana do município de São Paulo (bacia hidrográfica do rio Aricanduva), a partir de pontos diferenciados quanto às características de relevo e uso da terra, sob influência de diversas condições de tipos de tempo. A variação horário-diária diferenciada dos elementos climáticos nos diversos pontos da bacia resultou num esboço cartográfico que, diferentemente das representações cartográficas tradicionais, circunscritas ao redor de “espaços estanques”, ressalta o caráter dinâmico do clima.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Jardim, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Carlos Henrique Jardim é Doutor em Ciências - Geografia Física - pela UNICAMP.

Referências

BERTRAND, G. Paisagem e geografia física global: esboço metodológico. Caderno de Ciências da Terra, São Paulo, v.13, p.1-27, 1972.

JARDIM, C. H. O clima na bacia do rio Aricanduva, na cidade de São Paulo (SP). Aspectos da gênese e dinâmica do clima urbano. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

JARDIM, C. H. Proposta de síntese climática a partir do comportamento térmico e higrométrico do ar em áreas urbanas. Tese (Doutorado em Geografia) - Departamento de Geografia - Instituto de Geociências - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

MARTINELLI, M. Curso de cartografia temática. São Paulo: Contexto, 1991.

MONTEIRO, C. A. F. Derivações antropogênicas dos geossistemas terrestres no Brasil e alterações climáticas: perspectivas urbanas e agrárias ao problema da elaboração de modelos de avaliação. In: I SIMPÓSIO A COMUNIDADE VEGETAL COMO UNIDADE BIOLÓGICA, TURÍSTICA E ECONÔMICA, 1978, São Paulo. Anais... São Paulo: Academia de Ciências do Estado de São Paulo, 1978 (Publicação ACIESP n.15). p. 43-76.

MORAES, A. C. R.; COSTA, W. M.; TARIFA, J. R. Tipos de tempo e balanço de energia na cidade de São Paulo. Climatologia, São Paulo, n.8. 1977.

TARIFA, J. R. Sucessão de tipos de tempos e variação do balanço hídrico no extremo oeste paulista (Ensaio metodológico aplicado ao ano agrícola de 1968/1969). Dissertação de mestrado. IGEOGUSP. Série teses e monografias no. 08. 1973.

TARIFA, J. R.; ARMANI, G. Os climas “naturais”. In: TARIFA, J. R.; AZEVEDO, T. R. (Orgs.) Os climas na cidade de São Paulo: teoria e prática. São Paulo: Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. Universidade de São Paulo: Laboratório de Climatologia. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, 2001a. Cap. 2. p. 34-46. (Geousp - Coleção Novos Caminhos, 4).

TARIFA, J. R.; ARMANI, G. Os climas urbanos. In: TARIFA, J. R.; AZEVEDO, T. R. (Orgs.) Os climas na cidade de São Paulo: teoria e prática. São Paulo: Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. Universidade de São Paulo: Laboratório de Climatologia. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, 2001b. Cap. 3. p. 47-70. (Geousp - Coleção Novos Caminhos, 4)

Downloads

Publicado

2010-07-01

Como Citar

Jardim, C. H. (2010). A representação gráfica dinâmica como subsídio à elaboração da carta de unidades climáticas. Revista Geografias, 140–151. https://doi.org/10.35699/2237-549X.13288

Edição

Seção

Artigos