A Geografia dos acidentes na BR-381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares: o que pode ser explicado pela morfoestrutura regional?

  • Renato Martins Passos Ferreira Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
  • Sergio Donizete Faria Universidade Federal de Minas Gerais
  • Bráulio Magalhães Fonseca Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Mortalidade por causas externas, Acidente de transporte, Distribuição espacial de acidentes

Resumo

Este trabalho apresenta a distribuição espacial dos trechos com maior índice de acidentes ocorridos na BR-381, entre os municípios de Belo Horizonte e Governador Valadares, considerando as características físicas da região, para o período de 2008 a 2010. Pretende-se assim fornecer elementos relacionados aos aspectos geomorfológicos da região que tornem possível o entendimento mais objetivo do alto índice de ocorrência de acidentes nesse trecho da rodovia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Martins Passos Ferreira, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Mestrando em Sensoriamento Remoto – INPE.
Sergio Donizete Faria, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Adjunto do Departamento de Cartografia do IGC/UFMG.
Bráulio Magalhães Fonseca, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando em Geografia – IGC/UFMG.
Publicado
2012-06-01
Seção
Artigos