Escala espacial e Geografia

pela transposição da região

Autores

  • Célio Augusto da Cunha Horta Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X..13363

Palavras-chave:

Escala, Região, Geografia

Resumo

Comparecem neste artigo algumas reflexões sobre escala espacial, com o foco, especialmente, na região. Pretende-se, assim, contribuir para o desenvolvimento de leituras multiescalares de região. Considera-se que a região deve possuir uma posição escalar de maior amplitude na Geografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célio Augusto da Cunha Horta, Universidade Federal de Minas Gerais

Departamento de Geografia.

Referências

BRITO, T. M. A importância das escalas espaciais para compreensão do processo de globalização. In: Geografias: Revista do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-graduação em Geografia do IGCUFMG, Belo Horizonte: UFMG, v. 2, n. 1, p. 93- 106, jan./jun. 2006.

CASTRO, I. E. O problema da escala. In: CASTRO I. E.; GOMES, P. C.; CORRÊA, R. L. (org.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995, p. 115-140.

DIAS, L. C. Escalas Espaciais e Construção de Redes Microfinanceiras no Brasil. In: MATOS, R.; SOARES, W. (org.). Desigualdades, Redes e Espacialidades Emergentes no Brasil. Rio de Janeiro: Garamond, 2010, p. 163-184.

FABRINI, J. E. A Escala da Luta e Resistência Camponesa. In: GEOSUL – Revista do Departamento de Geociências; Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis: UFSC, v. 21, n. 42, p. 63- 74, jul./dez. 2006.

FERNANDES, B. M. “O Todo é a Parte e a Parte é o Todo”. A Interação Espaço-sujeito. In: Revista de Geografia, Presidente Prudente/SP: UNESP, v. 10, p. 31-38, 1991.

FRÉMONT, A. A Região, Espaço Vivido. Coimbra: Almedina, 1980.

HAESBAERT, R. Regional-Global. Dilemas da Região e da Regionalização na Geografia Contemporânea. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

______. Morte e vida da região. Antigos paradigmas e novas perspectivas da Geografia Regional. In: SPOSITO, E. (Org.). Produção do espaço e redefinição regionais: a construção de uma temática. Presidente Prudente: UNESP, 2005, p. 9-33.

______. Escalas espaço-temporais: uma introdução. In: Boletim Fluminense de Geografia, Niterói: AGB (Seção Local), ano 1, v. 1, n. 1, p. 31-51, 1993.

LACOSTE, Y. A Geografia – isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 4ª ed. São Paulo: Papirus, 1997.

LENCIONI, S. Região e geografia. São Paulo: Edusp, 2000.

MARANDOLA JÚNIOR, E. Uma Ontologia Geográfica dos Riscos: duas escalas, três dimensões. In: GEOGRAFIA, Rio Claro/SP: AGETEO, v. 29, n. 3, p. 315-328, set./ dez. 2004.

MARCON, M. T. R. As Redes Políticas Territorializadas na Serra Catarinense: novas escalas de cooperação. In: MATOS, R.; SOARES, W. (org.) Desigualdades, Redes e Espacialidades Emergentes no Brasil. Rio de Janeiro: Garamond, 2010, p. 259-288.

MELAZZO, E. S.; CASTRO, C. A. A Escala Geográfica: noção, conceito ou teoria? In: Terra Livre 29 – A Geografia no tempo de Novos Conhecimentos do Espaço!, Presidente Prudente/SP: AGB, ano 23, v. 2, p. 133-142, 2007.

MOREIRA, R. A Reestruturação Espacial e as Novas Formas de Sujeitos e Conflitos nas Relações Geográficas deste Começo de Século. In: Terra Livre 30 – O Espaço não Pára por uma AGB em Movimento, Presidente Prudente/SP: AGB, ano 24, p. 171-184, jan./jun. 2008.

NOGUEIRA, M. Produção do espaço e escala – efeitos diferenciados. Exame de Qualificação – Doutorado; Programa de Pós-Graduação em Geografia do IGEOCCMN. Rio de Janeiro: UFRJ, 1999.

RACINE, J. B.; RAFFESTIN, C.; RUFFY, V. Escala e ação, contribuições para uma interpretação do mecanismo de escala na prática da Geografia. In: Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro: IBGE, v. 45, n. 1, p. 123-135, jan./mar. 1983.

RAMBO, A. G.; RÜCKERT, A. A. Desenvolvimento Territorial e Escalas Geográficas de Poder e Gestão – o caso da Cooperacana, Porto-Xavier-RS. In: GEOSUL – Revista do Departamento de Geociências; Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis: UFSC, v. 23, n. 46, p. 95- 114, jul./dez. 2008.

RIBEIRO, A. C. T. Regionalização: fato e ferramenta. In: LIMONAD, E.; HAESBAERT, R.; MOREIRA, R. (org.). Brasil Século XXI – Por uma nova regionalização? Agentes, processos, escalas. São Paulo: Max Limonad, 2004, p. 194- 220.

SANTOS, M. A Natureza do Espaço – Técnica e Tempo. Razão e Emoção. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

SILVEIRA, M. L. Escala Geográfica: da ação ao império? In: Terra Livre 23 – Temperos da Geografia, Goiânia: AGB, ano 20, v. 2, p. 87- 96, jul./dez. 2004.

SMITH, N. Geografía, Diferencia y las Políticas de Escala. In: Terra Livre 19 – Geografia, Movimentos Sociais e Teoria, São Paulo: AGB, ano 18, v. 2, p. 127-146, jul./dez. 2002.

VALENZUELA, C. Reflexiones sobre la Dialéctica de Escalas en el Examen de los Procesos de Desarrollo Geográfico Desigual. In: Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales (Serie documental de GEO CRÍTICA), Universidad de Barcelona, v. IX, n. 552, 2004. Disponível em: <http://www.ub.es/geocrit/b3w-552.htm>. Acesso em: 25 mar. 2011.

VAINER, C. B. As escalas do poder e o poder das escalas: o que pode o poder local? In: Planejamento e Território: ensaios sobre a desigualdade. Cadernos IPPUR, Rio de Janeiro: UFRJ/IPPUR, ano XV, n. 2, ago./dez. 2001, ano XVI, n. 1, jan./jul. 2002, p. 13-32.

Downloads

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Horta, C. A. da C. (2013). Escala espacial e Geografia: pela transposição da região. Revista Geografias, 87–103. https://doi.org/10.35699/2237-549X.13363

Edição

Seção

Artigos