Sabores do Sertão ao Litoral: saberes e fazeres como estratégia de reprodução social e econômica de grupos familiares

  • Sônia de Souza Mendonça Menezes

Resumo

A proposta do artigo é refletir sobre os
sabores tradicionais elaborados por grupos
familiares residentes nos espaços rural e urbano
do sertão ao litoral sergipano valorizados
e consumidos nesses territórios. Tomamos
como recorte espacial o Estado de Sergipe
a partir dos dados das pesquisas realizadas
nas diferentes regiões. Temos como objetivo
compreender como os sabores tradicionais
são transformados em territorialidade que
alicerça na contemporaneidade a reprodução
social e econômica de grupos familiares.
Os consumidores nos centros urbanos
demandam esses sabores e ao consumi-los
reforçam a sua identidade cultural. Estudar
a permanência da produção dessas comidas
tradicionais e a expansão da demanda
significa descortinar o sentido do consumo
para homens e mulheres e interpretar o valor
cultural, social e econômico a eles agregado.
Com este artigo, pretendemos contribuir para
a ampliação do conhecimento da produção
e consumo dos sabores tradicionais e a
relação da transmissão dos saberes e fazeres
transformados em estratégia de reprodução
por grupos familiares.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-04
Seção
Sabores Geográficos