Delimitação, avaliação das potencialidades e limitações das unidades ambientais no município de Juazeiro do Piauí, nordeste do Brasil

como subsídio ao planejamento ambiental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2017.16057

Palavras-chave:

Abordagem sistêmica, Unidades geoambientais, Uso sustentável

Resumo

Considerando a importância do conhecimento das paisagens, a possibilidade que ele abre para uso de forma racional dos recursos naturais, o estudo teve como objetivos identificar as características geoambientais, delimitar e mapear as unidades ambientais do município de Juazeiro do Piauí, bem como avaliar as potencialidades e limitações em cada uma das unidades mapeadas. O município estudado localiza-se no Território de Desenvolvimento dos Carnaubais, nordeste do estado do Piauí. A metodologia utilizada no trabalho empregou a abordagem integrada associada a técnicas de campo, laboratório e cartografia digital, fato que possibilitou a efetuação o mapeamento das unidades ambientais, considerando os aspectos topo-morfológicos. Desse modo, foram mapeadas as seguintes unidades geoambientais: Superfície Pedimentada Dissecada em Morros/Colinas e Formas Tabulares de Juazeiro do Piauí, Patamares Estruturais da Bacia do rio Poti e o Vale da Bacia do rio Poti. Ressalta-se que as referidas unidades apresentam potencialidades e limitações distintas para fins de exploração racional dos recursos naturais, dentre as potencialidades pode-se destacar as extensas áreas planas a suave onduladas, solos desenvolvidos (Latossolos), baixa severidade climáticas em alguns trechos; ao passo que as limitações dizem respeito a áreas com relevo forte ondulado a montanhoso, solos jovens (Neossolos Litólicos). O estudo foi relevante, pois permitiu conhecer de forma integrada a área do município de Juazeiro do Piauí, contribuindo para o planejamento e o uso sustentável dos mesmos no município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, R.B.; GOMES, J.R.C. (Org.). Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea, estado do Piauí: diagnóstico do município de Juazeiro do Piauí. – Fortaleza: CPRM - Serviço Geológico do Brasil. 2004.

ALBINO, R.S. Florística e fitossociologia da vegetação de cerrado rupestre de baixa altitude e perfil socioeconômico da atividade mineradora em Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí, Brasil. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente). Universidade Federal do Piauí - UFPI. Teresina - PI, 2005.

BAPTISTA, J.G. Geografia Física do Piauí. 2ª edição. Teresina: COMEPI, 1981.

BETIOL, V.M. Sistemas, Complexidade e os Sistemas Ambientais na Prática, no Brasil. Revista Geonorte, Edição Especial, v. 1, n. 4, p.91-10, 2012.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Nova delimitação do semiárido brasileiro. Brasília, DF, 2007.

CARVALHO, E.M.; PINTO, S.A.F.; SEPE, P.M.; ROSSETTI, L.A.F.G. Utilização do geoprocessamento para avaliação de riscos de erosão do solo em uma bacia hidrográfica: estudo de caso da bacia do rio Passa Cinco/SP. In: Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação, III, Recife - PE. Anais...Recife: 2010.

CPRM - Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Ministério de Minas e Energia. Mapa Geológico do Estado do Piauí. 2ª Versão. Teresina, 2006a.

________. Mapas estaduais de geodiversidade: Piauí. Rio de Janeiro: CPRM.

b. Documento cartográfico em arquivo vetorial. Disponível em http://geobank.sa.cprm.gov.br. Acesso em: 14 jan. 2014.

CREPANI, E.; MEDEIROS, J. S.; HERNANDEZ FILHO, P.; FLORENZANO, T.G.; DUARTE, V.; BARBOSA, C.C.F. Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento Aplicados ao Zoneamento Ecológico-Econômico e ao Ordenamento Territorial. São José dos Campos: INPE, 2001.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro: EMBRAPA-SPI, 2009.

FERREIRA, A.G.; MELLO, N.G.S. Principais sistemas atmosféricos atuantes sobre a região Nordeste do Brasil e a influência dos Oceanos Pacífico e Atlântico no clima da região. Revista Brasileira de Climatologia, vol. 1, n. 1, p.15-28. Dezembro de 2005.

FLORENZANO, T.G. Introdução à Geomorfologia. In: FLORENZANO, T.G. (Org.). Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos. 2008. p.12-30.

GUERRA, A.J.T.; CUNHA, S.B. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand, 1995.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Malha municipal digital do Brasil: situação em 2015. Rio de Janeiro: IBGE, 2014. Disponível em: <ftp://geoftp.ibge.gov.br/malhas_digitais/>.

Acesso em: 04 abr. 2016.

________. Manual Técnico de Geomorfologia. Coordenação de Recursos Naturais

e Estudos Ambientais. – 2. ed. - Rio de Janeiro : IBGE, 2009.

________. Manual Técnico de Pedologia. 2ª edição. Rio de Janeiro, 2007.

JACOMINE, P.K.T. Mapa exploratório-reconhecimento de solos do estado do Piauí. Convênio EMBRAPA/SNLCS-SUDENE-DRN. 1983.

LANDIM, R.B.T.V.; SILVA, D.F.; ALMEIDA, H.R.R.C. Desertificação em Irauçuba (CE): Investigação de Possíveis Causas Climáticas e Antrópicas. Revista Brasileira de Geografia Física, n. 01, 2011. p.01-21.

PIAUÍ. Gabinete do Governador. Palácio de Karnak. Projeto de Lei Complementar nº 004, de 14 de fevereiro de 2006. Estabelece o Planejamento Participativo Territorial para o Desenvolvimento Sustentável do estado do Piauí e dá outras providências.

PINHEIRO, R.A.B. Análise do processo de degradação/desertificação na bacia do Riacho Feiticeiro, com base no DFC, município de Jaguaribe-Ceará. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA). Fortaleza - CE. 2011.

SANTOS, F.A. Mapeamento das unidades geoambientais e estudo do risco de degradação/desertificação nos municípios de Castelo do Piauí e Juazeiro do Piauí. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGEO) / Universidade Federal do Piauí. Teresina - PI, 2015.

SUDENE. Dados Pluviométricos Mensais do Nordeste: Estado do Piauí. Recife, 1990.

THORNTHWAITE, C.W.; MATHER, J.R. The Water Balance - Publications in Climatology. New Jersey: Centerton, v. VIII, n. 1.1955.

TUCCI, C.E.M. Hidrologia: ciência e aplicação. Porto Alegre: Eds. da UFRGS e da USP. 1993.

VALERIANO, M.M. Dados Topográficos. In: FLORENZANO, T.G. (Org.). Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos. 2008. p.72-104

Downloads

Publicado

2019-11-15

Como Citar

Santos, F. de A. dos ., & Aquino, C. M. S. de . (2019). Delimitação, avaliação das potencialidades e limitações das unidades ambientais no município de Juazeiro do Piauí, nordeste do Brasil: como subsídio ao planejamento ambiental. Revista Geografias, 25(2), 66–82. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2017.16057

Edição

Seção

Artigos