PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO

Autores

  • José de Anchieta Correa Faculdade de Ciências Médicas (Belo Horizonte) / Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Departamento de Filosofia, a centralidade da Fenomenologia e de Merleau-Ponty em sua formação, época da ditadura militar, na década de 1960

Resumo

O intuito do autor é traçar a história do Departamento de Filosofia por sua própria experiência pessoal. Os encontros com o professor Arthur Versiani Velloso e Padre Henrique Cláudio de Lima Vaz foram decisivos para sua carreira no Departamento. Do mesmo modo, o doutorado em filosofia na Universidade de Louvain, na Bélgica, orientado pelo Prof. Alphonse De Waelhens, representou uma etapa fundamental do seu percurso filosófico. A fenomenologia de Merleau-Ponty, que foi o tema do doutorado, continuou norteando as atividades didática e política do autor, nas quais sempre foi fiel ao mote fenomenológico: “compreender o homem e o mundo senão a partir de sua facticidade”. O artigo reconstrói ainda aspectos políticos de sua carreira, no Ministério da Educação, na década de 1960, Seção de Minas Gerais, bem como a experiência de suas prisões em Belo Horizonte, à época da Ditadura Militar, antes de sua partida para a Bélgica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-28