ALBERT CAMUS

GNOSTICISMO, EXISTENCIALISMO E NIILISMO

Autores

Palavras-chave:

Camus, Gnosticismo, Niilismo, Existencialismo

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar as teses de Albert Camus sobre os movimentos gnósticos de grande influência sobre o cristianismo primitivo. Para tanto, parte-se de um exame da relação entre gnosticismo e modernidade, para, então, demonstrar como, segundo o pensador francoargelino, as seitas gnósticas representam o fil rouge que liga a tradição grega (da racionalidade) às perspectivas cristãs (principalmente a ideia de redenção).
Além disso, a análise pretende demonstrar como, para Camus, o gnosticismo e a modernidade mantêm laços estreitos, principalmente pelo conceito de exílio do homem no mundo. Com isso, compreende-se como Camus se apropria desse sentimento para formular a sua própria obra filosófica e literária, articulando o niilismo gnóstico e o niilismo contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALEXANDRIAN, S. “História da filosofia oculta”. Tradução de Carlos Jorge Figueiredo Jorge. Lisboa: Edições 70, s.d.

ARNOLD, A. J. “Camus lecteur de Nietzsche”. La Revue des Lettres Modernes, Série Albert Camus, Nr. 9, (1979), pp. 95-99.

BORGES, J. L. “Novas Inquirições”. Tradução de G. N. Carvalho. Lisboa: Editorial Querco, 1984.

BRETON, A. «La clé des champs». Paris: Societé Nouvelle des Éditions Pauvert, 1979.

CAMUS, A. “Christian Metaphysics and Neoplatonism”. Translated with an introduction by Ronald D. Srigley. Columbia: University of Missouri Press Columbia and London, 2007.

______. “Notebooks 1942-1951”. Trans. Justin O’Brien. New York: Paragon House, 1991.

______. “O homem revoltado”. Tradução de Valerie Rumjanek. São Paulo: Record, 2020.

______. “O mito de Sísifo”. 5. ed. Trad. Ari Roitman e Paulina Watch. São Paulo: Record, 2005.

JONAS, H. “O princípio vida: fundamentos para uma biologia filosófica”. Trad. Carlos Almeida Pereira. Petrópolis: Vozes, 2004.

______. “The gnostic religion. The message of the alien God & the beginnings of Christianity”. Boston: Beacon Press, 2001.

MADOZ, I. C. “La superación del nihilismo en la obra de Albert Camus. La vida como obra trágica”. Tesis doctoral. Valencia: Universidad de Valencia, 2006.

MCBRIDE, J. “Albert Camus: Philosopher and Littérateur”. New York: St. Martin’s Press, 1992.

WILLER, C. “Um obscuro encanto: Gnose, gnosticismo e poesia moderna”. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

ZAFRANI, A. «Le défi du nihilisme. Ernest Bloch et Hans Jonas”. Paris: Hermann, 2014. (Col. Philosophie).

Downloads

Publicado

02-10-2023

Como Citar

OLIVEIRA, J. R. de. ALBERT CAMUS: GNOSTICISMO, EXISTENCIALISMO E NIILISMO. Revista Kriterion, [S. l.], v. 64, n. 155, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/kriterion/article/view/37425. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos