Biblioteca escolar antirracista

manifestações de racismo e preconceito étnico-racial na literatura de cordel

Autores

Palavras-chave:

Racismo, Preconceito étnico-racial, Diversidade étnico-racial, Literatura de Cordel, Biblioteca escolar

Resumo

Essa pesquisa buscou contextualizar a literatura de cordel - gênero textual surgido na cultura ibérica e amplamente adotado na cultura brasileira, em especial na região Nordeste - e explorar e problematizar as manifestações de racismo e discriminação étnico-racial, e a retratação da pessoa negra, presentes no cordel. Buscou, ainda, ressaltar o papel da biblioteca escolar nas atividades educacionais e pedagógicas contra o racismo e preconceito étnico-racial, que infelizmente, ainda são questões bastante frequentes na sociedade brasileira e que devem ser combatidas veementemente, sobretudo por meio da educação.  Discorre-se sobre uma atividade extracurricular realizada com alunos do 5º ano do Ensino Fundamental de uma escola da rede privada de ensino, na biblioteca desse colégio: a leitura crítica e análise do cordel “Peleja do Cego Aderaldo com Zé Pretinho do Tucum”, de autoria de Firmino Teixeira do Amaral. Os alunos participantes apresentaram posicionamentos críticos e reflexivos em relação às duras manifestações de discriminação e preconceito vislumbradas. Coube à biblioteca escolar o papel de estimular e organizar o processo de leitura da literatura de cordel para que, por meio dela, os alunos aumentassem seus conhecimentos, sua capacidade crítica e reflexiva acerca de temas tão duros, de modo que lhe possibilitam uma melhor atuação em sociedade e cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL, F. T. Peleja do Cego Aderaldo com Zé Pretinho do Tucum. São Paulo: Luzeiro, 2011.

CALDIN, C. F. Reflexões acerca do papel do bibliotecário de biblioteca escolar. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 10, n. 2, p. 163-168, jan. 2006.

FARIAS, M. H. Temáticas e características da literatura de cordel. In: MENDONÇA, R. H. (org.). Literatura de Cordel e Escola. Salto para o Futuro, [s.l.], Ano XX, boletim 16, p. 13-19, 2010.

FREIRE, P. Professora, sim; tia, não: cartas a quem ousa ensinar: 16. ed. São Paulo: Olho d’Água, 2006.

GUIMARÃES, A. S. A. Racismo e anti-racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34, 1999.

HERINGER, R. Desigualdades raciais no Brasil: síntese de indicadores e desafios no campo das políticas públicas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 18, supl., p. 57-65, 2002.

KUHLTHAU, C. C. O papel da biblioteca escolar no processo de aprendizagem. In: VIANNA, M. M.; CAMPELLO, B.; MOURA, V. H. V. (org.). Biblioteca escolar: espaço de ação pedagógica. Belo Horizonte: EB/UFMG, 1999. p. 9-14.

NOGUEIRA, A. M. L. Cordel, mulher e negritude: para uma experiência emancipatória em sala de aula. Revista Vozes dos Vales, [s.l.], n. 13, ano VII, p. 1-18, 2018.

SOUSA, L. A.; TESTA, E. C. Manifestações de racismo e de preconceito no cordel Peleja do Cego Aderaldo com Zé Pretinho do Tucum, de Firmino Teixeira do Amaral: análise de uma sequência básica de leitura. Revista Linguagem em Foco, Fortaleza, v. 11, n. 2, p. 121–135, 2020.

VÁLIO, E. B. M. Biblioteca escolar: uma visão histórica. Transinformação, Campinas, v. 2, n. 1, p. 15-24, jan./abr. 1990.

VIANA, A. Origens da Literatura de Cordel. In: MENDONÇA, R. H. (org.). Literatura de Cordel e Escola. Salto para o Futuro, [s.l.], Ano XX, boletim 16 p. 8-12, 2010.

Downloads

Publicado

2022-05-30

Como Citar

CERRAO, N. G. . Biblioteca escolar antirracista: manifestações de racismo e preconceito étnico-racial na literatura de cordel. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, [S. l.], n. Especial, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/35474. Acesso em: 2 out. 2022.