Rumo a um modelo de gestão da informação para sistemas de gestão de segurança da informação

Autores

  • Rafael dos Santos Nonato Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-2981-4377
  • Elisangela Cristina Aganette Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Gestão da Informação, Sistema de Gestão de Segurança da Informação, Acesso à Informação

Resumo

Gerir a informação numa organização nunca foi uma tarefa simples. Assim sendo, este trabalho apresenta os resultados preliminares da pesquisa de doutorado em Gestão e Organização do Conhecimento, desenvolvida entre os anos de 2019 a 2021 na Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Apresenta a seguinte questão: como os modelos de Gestão da Informação podem contribuir para minimizar riscos, ameaças e vulnerabilidades relativos aos Sistemas de Gestão de Segurança da Informação? Objetiva propor um modelo de Gestão da Informação que possibilite atenuar problemas relativos à disponibilidade da informação em Sistemas de Gestão de Segurança da Informação. Metodologicamente, foi proposta uma abordagem exploratória qualitativa, por meio de levantamento bibliográfico para estudo dos temas centrais do referencial teórico: Gestão da Informação e Sistemas de Gestão de Segurança da Informação. Em um segundo momento, foi proposto o modelo de Gestão da Informação para garantia do princípio de disponibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABNT NBR ISO/ IEC. 27001: tecnologia da informação - técnicas de segurança – sistemas de Gestão de Segurança da Informação – requisitos. Rio de Janeiro: ABNT, 2013. 30 p.

ABNT NBR ISO/ IEC. 27002: tecnologia da informação - técnicas de segurança – código de práticas para controles em segurança da informação. Rio de Janeiro: ABNT, 2013. 111 p.

ABNT NBR ISO/ IEC. 27003: tecnologia da informação – sistemas de Gestão de Segurança da Informação - orientações. Rio de Janeiro: ABNT, 2013. 62 p.

BARBOSA, R. R. Gestão da informação e do conhecimento: origens, polêmicas e perspectivas. Informação e Informação, Londrina, v. 13, n. Especial, p. 1-25, 2008.

BEAL, A. Gestão estratégica da informação: como transformar a informação e a tecnologia da informação em fatores de crescimento e de alto desempenho nas organizações. São Paulo: Atlas, 2004.

BELLUZZO, C. R. B. Bases teóricas da gestão da informação: das origens aos desafios na sociedade contemporânea. Palabra Clave, La Plata, v. 7, n. 1, p. 1-12, 2017.

BORGES, Graciane S. Bruzinga; LIMA, Gercina Ângela de. Revisão sistemática baseada em pesquisa bibliográfica estruturada – PPBE: um mapeamento sobre análise facetada aplicada à Arquitetura da Informação. In: CONGRESSO ISKO ESPANHA E PORTUGAL, 3., CONGRESSO ISKO ESPANHA, 13., 2017, Coimbra. Anais... Coimbra, Universidade de Coimbra, 2018, p. 791-802. Disponível em: < http://sci.uc.pt/eventos/atas/isko2017.pdf >. Acesso em: 16 abr. 2020.

BRASIL. Lei n. 13.303 de 30 de junho de 2016. Dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios. Brasília, DF: Presidência da República, 2016.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2003. 426p.

CHOO, C. W. Information management for the intelligent organization: the art of scanning the environment. 2. ed. Medford, NJ: Information Today, 1998.

CHOO, C.W. Information management for the intelligent organization: roles and implications for the information professions. In: DIGITAL LIBRARIES CONFERENCE, 1995, Singapura. Proceedings. Singapore: National Computer Board of Singapore, 27-30 mar. 1995, p. 81-99.

DAHLBERG, I. Teoria do conceito. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v.7, n.2, p. 101-107, jul./ dez. 1978.

DAVENPORT, T. H. Ecologia da Informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998.

DETLOR, B. Information management. International Journal of Information Management, v. 30, p. 103-108, 2010.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GOODRICH, Michael T.; TAMASSIA, Roberto. Introdução à segurança de computadores. Porto Alegre: Bookman, 2013.

MCGEE, J.; PRUSAK, L. Gerenciamento estratégico da informação: aumente a competitividade e a eficiência de sua empresa utilizando a informação como uma ferramenta estratégica. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

PÁEZ URDANETA, I. To experience a connection: in search of a new information professional for Latin America. In: State of the Modern Information Professional, 1992-1993: an international view of the state of the information professional and the information profession in 1992-1993. The Hague: International Federation for Information and Documentation, 1992. p. 44-65.

PINTO, Maria Manuela Gomes de Azevedo. Gestão da Informação: para um mapeamento de abordagens e perspectivas. Páginas A&B: arquivos e bibliotecas, Porto – Portugal, v. 3, n. Especial, 2017, p. 144-157. Disponível em: < http://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/2661 > Acesso em: 30 abr. 2020.

PONJUÁN DANTE, G. La gestión de información y sus modelos representativos. Valoraciones. Ciencias de la Información, v. 42, n. 2, p. 11-17, maio/ ago. 2011.

RODRÍGUEZ CRUZ, Y. Gestión de información e inteligencia: integración en los contextos organizacionales. ACIMED, La Habana, v.17, n.5, maio 2008. Disponível em: < http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1024-94352008000500003&lng=es&nrm=iso&tlng=es >. Acesso em: 25 jun. 2020.

ROWLEY, J E. Basics of information technology. London: Library Association, 1988.

SAEGER, M. M. M. T. et al. Organização, acesso e uso da informação: componentes essenciais ao processo de gestão da informação nas organizações. Páginas A&B: Arquivos e Bibliotecas. 3. série, n. 6, p. 52-64, 2016

SANTOS, C. D.; VALENTIM, M. L. P. As interconexões entre a gestão da informação e a gestão do conhecimento para o gerenciamento dos fluxos informacionais. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 4, n. 2, p. 19-33, jul. / dez. 2014.

SCHLÖGL, C. Information and knowledge management: dimensions and approaches. Information Research, v. 10, n. 4, jul. 2005. Disponível em: < http://InformationR.net/ir/10-4/paper235.html >. Acesso em: 29 abr. 2020.

SEMOLA, Marcos. Gestão de Segurança da Informação: uma visão executiva. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

SILVA, Denise Ranghetti Pilar da; STEIN, Lilian Milnitsky. Segurança da informação: uma reflexão sobre o componente humano. Ciências & Cognição, Porto Alegre, v. 10, 2007; p. 46-53. Disponível em: < http://www.cienciasecognicao.org/pdf/v10/m346130.pdf >. Acesso em: 12 set. 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-04

Como Citar

NONATO, R. dos S. .; AGANETTE, E. C. Rumo a um modelo de gestão da informação para sistemas de gestão de segurança da informação. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, [S. l.], n. Especial, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/37079. Acesso em: 18 maio. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)