O gênero binário como semblante de relação sexual: entre psicanálise lacaniana e teoria queer

  • Vinícius Moreira Lima

Resumo

Resumo

Neste trabalho, inspirados pelas produções de Foucault e Butler, tencionamos pensar algumas das questões de gênero a partir de um debate original com formulações encontradas na obra de Jacques Lacan. Buscamos extrapolar o uso clínico de conceitos psicanalíticos, utilizando-os para compreender as formas ocidentais modernas de subjetivação e dando centralidade ao problema da identidade binária de gênero. Para tanto, levantamos aqui três hipóteses principais: (1) as normas de gênero fornecem uma resposta postiça ao Che vuoi?; (2) o gênero binário faz semblante de relação sexual; e (3) o gênero, articulado como semblante, dá a aparência de um saber sobre o sexo. Nessa perspectiva, acreditamos ser possível lançar certa luz sobre o funcionamento das normas e dos arranjos de poder a partir de instrumentos conceituais psicanalíticos, numa interface entre psicanálise lacaniana e teoria queer.

Palavras-chave: gênero; relação sexual; gozo; poder; performatividade.

Publicado
2019-03-21
Seção
Relatos de Pesquisa