Entrevista com Anderson Lopes Miranda

  • Corpo Editorial

Resumo

Durante o VI Festival Lixo e Cidadania a
Mosaico: estudos em psicologia conversou
com Anderson Lopes Miranda, morador
de rua e participante do festival. Anderson,
possui 31 anos de idade, e já está
em situação de rua há 15 anos. É casado,
tem uma filha e abriga-se com sua família
em um albergue na cidade de São Paulo.
Diz que ainda está no sistema do clientelismo
e do assistencialismo, mas que
tem vontade de construir uma casa
própria. Está engajado não só em melhorias
pessoais, mas também em
melhorias coletivas. Há três anos está na
luta pela consolidação do Movimento Nacional
da População de Rua, que se iniciou
no ano de 2004 no Festival Lixo e Cidadania.
Participa, em São Paulo, da associação
A luta da rua. A entrevista com
Anderson, aborda a mesma questão
conversada com o professor Boaventura
de Sousa Santos (p. 77) – a interlocução
entre universidade e sociedade – numa
tentativa de compreensão desse tema sob
a ótica de experiências distintas.

Como Citar
Editorial, C. (1). Entrevista com Anderson Lopes Miranda. Mosaico: Estudos Em Psicologia, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/mosaico/article/view/6232
Seção
Artigos 2007-2013