Por uma hermenêutica da origem da culpabilidade humana

  • Igor Dutra Santos Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas / Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

Freud ainda hoje é vítima de duras críticas por sua incursão na antropologia através de ‚Totem e tabu‛ (1912-13/2006d). De fato o texto contém inconsistências, superadas pela investigação atual daquilo que ele tentava encontrar: a origem da moral e da religião. Quanto à religião não há dúvidas do erro de Freud, mas com a ajuda do sistema hermenêutico de Paul Ricoeur, tentamos apontar para o brilhantismo freudiano ao explorar as origens da culpabilidade humana. Para tanto nos apoiamos especialmente no conceito de símbolo em ‚O conflito das interpretações‛ ‚A simbólica do mal interpretada‛ (1969/1988) e buscamos traçar uma relação entre o mito desenvolvido por Freud e o mito adâmico judaico-cristão, ambos tentativas de mostrar o surgimento do sentimento intrinsecamente humano de culpa.
Palavras-chave: psicanálise; hermenêutica; culpabilidade; símbolo.

Como Citar
Santos, I. D. (1). Por uma hermenêutica da origem da culpabilidade humana. Mosaico: Estudos Em Psicologia, 5(2). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/mosaico/article/view/6245
Seção
Artigos 2007-2013