PRINCÍPIOS DO SLOW TRAVEL APLICADOS AO LAZER TURÍSTICO CONTEMPORÂNEO

  • Rafael Chequer Bauer Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP
  • Alexandre Panosso Netto Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo – EACH-USP
Palavras-chave: Slow Travel. Slow Movement. Temporalidades. Turismo. Brasil.

Resumo

O presente artigo apresenta o conceito Slow Travel, uma modalidade de viagem baseada em uma nova perspectiva de aproveitamento turístico pautado em um ritmo mais cadenciado, profundo e qualificado de visitação. Pretende-se, assim, discutir o contexto de surgimento deste fenômeno e sua matriz ideológica pautada na contestação dos valores industriais, especialmente à aceleração desmedida da sociedade moderna, além de sua aplicação ao universo do lazer e das viagens. Por fim, apresentam-se suas características principais, desdobramentos e perspectivas de desenvolvimento, especialmente no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Chequer Bauer, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP
Professor do Curso de Tecnologia em Gestão de Turismo do IFSP-SPO; mestrando em Estudos Culturais na EACH-USP.
Alexandre Panosso Netto, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo – EACH-USP
Livre-docente pela USP e professor no curso de graduação em Lazer e Turismo, no mestrado em Estudos Culturais e no mestrado em Turismo da EACH-USP, sendo coordenador deste último.
Publicado
2014-10-25