O LAZER EM AÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE: ÊNFASE NO LAZER ATIVO

  • Priscilla de Cesaro Antunes Universidade Federal de Goiás
  • Ricardo Lira de Rezende Neves Universidade Federal de Goiás
  • Roberto Pereira Furtado Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Lazer, Saúde, Políticas Públicas, Sistema Único de Saúde (SUS).

Resumo

Com objetivo de compreender os modos como o lazer se faz presente em políticas públicas de saúde brasileiras, analisamos o conteúdo de documentos e outras veiculações do Portal da Saúde-site oficial do Ministério da Saúde. Os resultados evidenciaram uma ênfase na concepção do “lazer ativo”. Os contextos em que o lazer apareceu nas ações analisadas estiveram relacionados, principalmente, ao incentivo à prática de atividades físicas no tempo livre, como forma de combate ao sedentarismo, entre as estratégias de controle das doenças crônicas não transmissíveis. Esta concepção de lazer parece contradizer marcos referenciais como a Política Nacional de Promoção da Saúde e a de Atenção Básica, os quais apontam para a ampliação do conceito de promoção da saúde, com o lazer sendo concebido como um direito social a ser garantido pelo Estado, e para a integralidade da condição humana, que apresenta outras demandas fundamentais para a produção da saúde que extrapolam a realização de práticas corporais∕atividades físicas e que também podem ser desenvolvidas no lazer.
Publicado
2018-12-17