Organização do processo de trabalho através de conhecimento, atitudes e práticas para administração segura de vacinas em crianças

Uma revisão de escopo

Autores

  • Erica Rayane Galvão de Farias Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Programa de Pós-graduação em Saúde e Sociedade - PPGSES, Escola de Saúde - ES. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-0192-7700
  • Cleonice Andrea Alves Cavalcante Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Programa de Pós-graduação em Saúde e Sociedade - PPGSES, Escola de Saúde - ES. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0003-1237-7393
  • Adriana Cristina Aires de Melo Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Programa de Pós-graduação em Saúde e Sociedade - PPGSES, Escola de Saúde - ES. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7208-4504
  • Aylanne Maria Lopes Soares Hospital Estadual Giselda Trigueiro, Urgência e Emergência. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-5746-4012
  • Danilo Oliveira da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Centro de Ciências da Saúde - CCS, Escola de Enfermagem - EE. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0003-1525-3820
  • Antônia Danielly Moura de Souza Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Centro de Ciências da Saúde - CCS, Escola de Enfermagem - EE. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7454-5511
  • Jéssica Selena Ferreira Monteiro Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Centro de Ciências da Saúde - CCS, Curso de Medicina. Natal, RN - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4790-3325

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2022.40919

Palavras-chave:

Vacinação, Enfermagem, Criança, Segurança do Paciente, Imunização

Resumo

Objetivo: mapear a organização do processo de trabalho através de conhecimento, atitudes e práticas para administração segura de vacinas em crianças. Método: realizou-se uma revisão de literatura com o método Scoping Review, de acordo com as recomendações do guia internacional PRISMA-ScR, e o método do Joanna Briggs Institute Reviewers Manual. A busca eletrônica dos estudos foi realizada nas bases de dados PubMed, CINAHL, Web of Science, Scopus, COCHRANE, LILACS e PsycINFO e na literatura cinzenta, entre os anos 2000 e 2021. Foram incluídos artigos, revisões, teses, dissertações e manuais disponibilizados na íntegra que estivessem em consonância com o objetivo deste estudo, tendo sido contemplando os idiomas inglês, português, italiano, espanhol e francês. Foram excluídos da revisão estudos não gratuitos pela plataforma CAFe, duplicados, que não tivessem relação com a temática pesquisada e não tivessem sua metodologia bem definida. Resultados: a revisão englobou 19 estudos publicados. O Brasil foi o país com maior número de estudos. Os principais achados propiciaram a construção das categorias conceituais. As sete primeiras se referem às principais características dos estudos incluídos nesta revisão de escopo; as outras três categorias objetivaram responder à questão norteadora e foram compostas por indicadores presentes na organização do processo de trabalho antes, durante e após a administração segura de uma vacina na criança. Conclusão: conclui-se que os objetivos desta pesquisa foram alcançados mediante mapeamento da organização do processo de trabalho através de conhecimento, atitudes e práticas para administração segura de vacinas em crianças. Como limitação deste estudo, evidencia-se a escassez de pesquisas que norteiam os cuidados pós-vacinação e sugere-se que novas pesquisas sejam realizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis. Manual de vigilância epidemiológica de eventos adversos pós-vacinação. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020.

World Heatlh Organization. Vacinas e imunização. Geneva (CH): OMS; 2021. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/vaccines-and-immunization#tab=tab_1

Nascimento MMG, Guimarães PH, Anacleto TA. Segurança no uso de vacinas. Belo Horizonte (MG): Instituto para práticas seguras no uso de medicamentos; 2021.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico Programa Nacional de Imunizações: aspectos históricos dos calendários de vacinação e avanços dos indicadores de coberturas vacinais, no período de 1980 a 2013. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2018.

Bisetto LHL. Evento adverso pós vacinação e erro de imunização: da perspectiva epidemiológica à percepção dos profissionais de saúde [Tese]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem da USP; 2017.

Peters MDJ, Godfrey C, McInerney P, Munn Z, Tricco AC, Khalil H. Chapter 11: Scoping Reviews. In: Aromataris E, Munn Z, editors. JBI Manual for Evidence Synthesis; 2020[citado em 2021 dez. 15]. Disponível em: https://doi.org/10.46658/JBIMES-20-12

Tricco AC, Lillie E, Zarin W, O'Brien KK, Colquhoun H, Levac D, et al. PRISMA Extension for Scoping Reviews (PRISMA-ScR): checklist and explanation. Ann Intern Med. 2018[citado em 2021 out. 2];169(7):467-73. Disponível em: https://www.equator-network.org/reporting-guidelines/prisma-scr/

JBI EBP Database Guide. Filadélfia (PA): The Joanna Briggs Institute; 2014[citado em 2021 set. 20]. Disponível em: http://joannabriggs.org/jbi-approach.html#tabbed-nav=Levels-of-Evidence

Arksey H, O’Malley L. Scoping studies: towards a methodological framework. Int J Soc Res Methodol. 2005[citado em 2022 jan. 15];8(1):19-32. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/1364557032000119616

Nunes MBM. Impacto de um modelo de melhoria da qualidade na redução de erro relacionado à administração de vacina em Unidade Básica de Saúde [dissertação]. Ribeirão Preto (SP): Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; 2020. 98f.

Bastos ML. Avaliação da qualidade da assistência de Enfermagem em salas públicas de vacinação de Goiânia [dissertação]. Goiânia (GO): Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem; 2017.

Bakhache P, Virey B, Bienenfeld C. Conhecimento e práticas sobre vacinação infantil: resultados de uma pesquisa de médicos franceses. Eur J Pediatr. 2019[citado em 2021 dez. 10];178:533-40. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s00431-018-03314-3

Göl İ, Altuğ ÖS. Effects of Rapid Vaccine Injection Without Aspiration and Applying Manual Pressure Before Vaccination on Pain and Crying Time in Infants. Worldviews Evid Based Nurs. 2017[citado em 2021 nov. 13];14(2):154-62. Disponível em: 10.1111/wvn.12206

Silva AEBC, Braga P, Mochizuki L, Lima J, Sousa M, Bezerra A. Incidência de eventos adversos pós-vacinação em crianças. Rev Enferm UFPE on line. 2017[citado em 2022 abr 7];11(10):4126-35. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/231174

Beirne PV, Hennessy S, Cadogan SL, Shiely F, Fitzgerald T, MacLeod F. Tamanho da agulha para procedimentos de vacinação em crianças e adolescentes. Cochrane. 2018[citado em 2022 mar. 15];8. Art. Nº: CD010720. Disponível em:10.1002 / 14651858.CD010720.pub3

Pinto MLC, Áfio JC, Soares E. Conhecimento dos vacinadores: aspectos operacionais na administração da vacina. Rev Rene. 2001[citado em 2022 mar. 15]2(2):31-8. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/5827/4142

OPAS-Organização Pan-Americana da Saúde. Como se comunicar sobre a segurança das vacinas: diretrizes para orientar os trabalhadores da saúde quanto à comunicação com pais, mães, cuidadores e pacientes. Washington, D.C: OPAS; 2020.

Taddio A, Ilersich AL, Ipp M, Kikuta A, Shah V, Equipe HELPinKIDs. Intervenções físicas e técnicas de injeção para reduzir a dor de injeção durante as imunizações rotineiras na infância: revisão sistemática de ensaios controlados randomizados e ensaios controlados quase randomizados. Clin Ther. 2009{citado em 2022 fev. 18];31 (Suppl 2):S48-76. Disponível em: 10.1016/j.clinthera.2009.07.024. 19781436

Silva MRB, Oliveira RB, Armada S, Halene CD, Medeiros CS, Cunha AL, et al. Imunização: conhecimento e práticas dos profissionais de Enfermagem na sala de vacina. Nursing (Säo Paulo). 2020[citado em 2021 dez. 21];23(260):3533-6. Disponível em: http://www.revistanursing.com.br/revistas/260/pg57.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19. Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a COVID-19. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2021.

Almeida MCP, Gomes DLS, Silva E. Avaliação da técnica de injeção intramuscular através do "check-list". Rev Bras Enferm. 1980[citado em 2021 dez. 21]33(4):428-42. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-716719800004000006

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Curso de atualização para o trabalhador da sala de vacinação: manual do monitor. 3ª ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2014. 242 p.

Rees P, Edwards A, Powell C, Evans HP, Carter B, Hibbert P, et al. Pediatric immunization-related safety incidents in primary care: a mixed methods analysis of a national database. Vaccine. 2015[citado em 2021 dez. 21];33(32):3873-80. Disponível em: 10.1016/j.vaccine.2015.06.068

Lee YH, Harris RC, Oh HW, Oh Y, Vargas-Zambrano JC, Choe YJ. Vaccine-Related Errors in Reconstitution in South Korea: A National Physicians' and Nurses' Survey. Vaccines (Basel). 2021[citado em 2021 fev. 10];9(2):117. Disponível em: 10.3390/vacinas9020117

Samad F, Burton SJ, Kwan D, Porter N, Smetzer J, Cohen MR, et al. Estratégias para reduzir erros associados a vacinas de 2 componentes. Pharmaceut Med. 2021[citado em 2021 jan. 15];35(1):1-9. Disponível em: 10.1007/s40290-020-00362-9

Charles R, Vallée J, Tissot C, Lucht F, Botelho-Nevers E. Vaccination errors in general practice: creation of a preventive checklist based on a multimodal analysis of declared errors. Fam Pract. 2016[citado em 2021 fev. 10];33(4):432-8. Disponível em: 10.1093/fampra/cmw026

Nascimento MMG, Guimarães PH, Anacleto TA. Segurança no uso de vacinas. Boletim do Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. ISMP Institute for Safe Medication Practices. 2019[citado em 2021 fev. 10];10(1):1-11. Disponível em: https://www.ismp.org/news/ismp-releases-biannual-report-vaccination-errors

Gomes ATL, Alves KYA, Bezerril MS, Rodrigues CCFM, Ferreira Júnior MA, Santos VEP. Validação de protocolos gráficos para avaliação da segurança do paciente politraumatizado. Acta Paul Enferm. 2018[citado em 2022 jan. 12];31(5):504-17. Disponível em: 10.1590/1982-0194201800071

Mota, RO, Brito EAWS, Souza TLV, Farias LMVC, Matias EO, Lima FET. Preparo de medicamentos administrados via intramuscular na pediatria: atuação da equipe de Enfermagem. Cogitare Enferm. 2016[citado em 2021 dez. 21];21(5):1-9. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/45619

Martinez-Silveira MS, Pinto Junior EP, Araújo RF, Mendes AAF, Diele-Viegas LM, Pescarini JM. Impacto da pandemia de COVID-19 no ciclo da informação e comunicação científica. Salvador (BA): Edufba; 2020.

Padilha, DZ, Witt, RR. Competências da enfermeira para a triagem clínica de doadores de sangue. Rev Bras Enferm. 2010[citado em 2022 jan. 10];64(2):234-40. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/HcBbVxgyQNyvx76KNqdr3ty/?lang=pt&format=pdf

Perkins RB, Fisher-Borne M, Brewer NT. Engaging parents around vaccine confidence: proceedings from the National HPV Vaccination Roundtable meetings. Hum Vaccin Immunother. 2019[citado em 2022 jan. 10];15(7-8):1639-40. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30188782/

Puri N, Coomes EA, Haghbayan H, Gunaratne K. Social media and vaccine hesitancy: new updates for the era of COVID-19 and globalized infectious diseases. Hum Vaccin Immunother. 2020[citado em 2022 jan. 10];16(11):2586-93. Disponível em: 10.1080/21645515.2020.1780846

Sociedade Brasileira de Imunização. Família. Segurança das vacinas. São Paulo (SP): SBIm; 2020[citado em 2021 set. 22]. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/seguranca/boas-praticas

Amaya MR, Paixão DPSS, Sarquis LMM, Cruz EDA. Construção e validação de conteúdo de checklist para segurança do paciente em emergência. Rev Gaúch Enferm. 2016[citado em 2022 fev. 15];37(esp):e68778. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/x7GjXFKy8SJNpQgFCvf95Gg/?format=pdf&lang=pt

Almeida ER, Moutinho CB, Carvalho SAS, Araujo MRN. Relato sobre a construção de um protocolo de Enfermagem em puericultura na atenção primária. Rev Enferm UFPE on line. 2016[citado em 2022 fev. 15];10(2):683-91. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11006/12373

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Implantação do Núcleo de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde. Brasília (DF): Agência Nacional de Vigilância Sanitária; 2016 [citado em 2021 set. 22]. Disponível em: https://www.saude.go.gov.br/images/imagens_migradas/upload/arquivos/2017-09/2016-anvisa---caderno-6---implantacao-nucleo-de-seguranca.pdf

Arquivos adicionais

Publicado

21-12-2022

Como Citar

1.
Farias ERG de, Cavalcante CAA, Melo ACA de, Soares AML, Silva DO da, Souza ADM de, Monteiro JSF. Organização do processo de trabalho através de conhecimento, atitudes e práticas para administração segura de vacinas em crianças: Uma revisão de escopo. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 21º de dezembro de 2022 [citado 4º de fevereiro de 2023];26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/40919

Edição

Seção

Revisão