Política Editorial

 


MISSÃO

Contribuir para a divulgação, acesso e utilização do conhecimento produzido em Enfermagem e áreas correlatas, nacional e internacional, abrangendo a educação, a pesquisa, a gestão e a atenção à saúde.

 


FOCO E ESCOPO

Publicar resultados de pesquisas e outros estudos como revisões, relatos e reflexões que contribuam com o avanço das práticas de Enfermagem e da saúde no ensino, na pesquisa, na assistência e na gestão. 

Para publicação na REME são considerados: atualidade, originalidade e relevância do tema, consistência científica, respeito às normas éticas, atendimento à política editorial e às normas para publicação descritas nas instruções aos autores.

Os manuscritos podem ser submetidos em português, espanhol ou inglês. Nos casos dos manuscritos redigidos em inglês e espanhol, também será solicitada a tradução, neste caso para a língua portuguesa, da versão final aprovada. A publicação será realizada em inglês e português ou espanhol e inglês.

O manuscrito submetido não pode ser encaminhado simultaneamente a outra publicação periódica. A veracidade das informações e das citações bibliográficas é de responsabilidade exclusiva dos autores. Caso seja identificada a publicação ou submissão simultânea a outro periódico, o artigo será desconsiderado.

Os manuscritos submetidos deverão atender à sua política editorial e às instruções aos autores, bem como as diretrizes da Rede EQUATOR – http://www.equator-network.org/.

A REME segue o Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors do Committee on Publication Ethics (COPE) – http://publicationethics.org/, bem como as orientações do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE), a política de Ensaios Clínicos da Organização Mundial da Saúde (OMS), as Boas Práticas Clínicas e a Declaração de Helsinki (1964, reformulada em 1975, 1983, 1989, 1996, 2000, 2008 e 2013), assim como o atendimento às legislações de pesquisas realizadas no Brasil.

 


PERIODICIDADE

A Revista tem periodicidade CONTINUADA (rolling press), sendo os artigos publicados tão logo sejam aprovados, revisados, normalizados, padronizados, primeiramente em AHEAD OF PRINT e, posteriormente, após a tradução e diagramação, na EDIÇÃO ATUAL

A numeração dos volumes é sequencial, correspondendo ao ano civil. Em 2021 encontra-se no 25º volume.

Cada volume é composto de até 120 artigos. Cada artigo recebe um número sequencial à medida de sua publicação, precedidos pela letra "e" elocation-id. Este número identifica o artigo na coleção. Cada artigo tem numeração própria das páginas, de acordo com o quantitativo de páginas que compõem o estudo. Ex. REME. 2019; 23:e-1260:1-7; REME. 2019; 23 (e-1261):1-4.

 


SEÇÕES DA REVISTA E TIPOLOGIA DE MANUSCRITOS

Cada volume, editado no decorrer do ano em exercício, em periodicidade continuada, tem a seguinte estrutura: EDITORIAL, PESQUISA, REVISÃO, RELATOS, REFLEXÃO.

Editorial

Refere-se a temas de relevância do contexto científico, acadêmico e político-social. Publicação de caráter opcional a convite do Editor-Geral da revista. Limitado a três páginas, cerca de 7.500 caracteres sem espaço e até cinco referências.

Pesquisa

Comunicações de resultados de pesquisas originais e inéditas, com abordagem metodológica qualitativa e/ou quantitativa, que contribuem para a construção do conhecimento em Enfermagem e áreas correlatas. Deve conter: introdução, objetivo(s), método, resultados, discussão e conclusão. Limitada a 15 páginas, cerca de 27.000 caracteres sem espaço, com até 25 referências. Constitui 80% da publicação.

Revisão

Avaliações críticas e metodológicas da literatura em relação a temas de grande importância para a Enfermagem em temáticas do momento ou sazonais, impactantes para o bem-estar e o cuidado. Serão consideradas revisões pautadas em rigor metodológico que apresentem avaliações críticas da literatura no âmbito da Enfermagem e áreas correlatas. Publica-se revisão sistemática - seguida ou não de metanálise ou metassíntese; revisão integrativa; revisão de escopo, entre outras, desde que estritamente pautadas nos checklist e fluxogramas dos guias e diretrizes da EQUATOR Network. Limitada a 20 páginas, cerca de 36.000 caracteres sem espaço, com até 40 referências. Constitui parte de 20% da publicação.

Relato

Descrições de intervenções, experiências ou casos abrangendo a atenção em saúde, em Enfermagem e Educação em Saúde. Devem conter introdução, descrição da experiência, discussão e conclusão (limitado a 10 páginas, cerca de 18.000 caracteres sem espaço, com até 10 referências). Constituem parte de 20% da publicação.

Reflexão

São textos reflexivos de especial relevância que trazem contribuições à evolução do pensamento e conhecimento em Enfermagem e Saúde. Limitada a 10 páginas, 18.000 caracteres sem espaço, com até 15 referências. Constitui parte de 20% da publicação.

A REME recomenda a utilização das diretrizes e guias da EQUATOR Network na preparação dos manuscritos. Esses guias são compostos de checklists e fluxogramas e o seu uso pode aumentar o potencial de publicação. Uma vez publicado, pode aumentar a utilização da referência em pesquisas posteriores.

A EQUATOR Network disponibiliza guias para variados tipos de estudos, disponíveis em: https://www.equator-network.org/library/resources-in-portuguese-recursos-em-portugues/.

 


PROCESSO DE AVALIAÇÃO

Os manuscritos recebidos são avaliados quanto à apresentação (padrões e normas) pela equipe técnica e quanto ao conteúdo científico pelos Editores: Geral e/ou Científico, Associados, Conselho Editorial, revisores e consultores ad hoc, que se reservam o direito de aceitá-los ou recusá-los.

Somente são enviados para a avaliação, pelos pares, os manuscritos aprovados em pré-seleção realizada pelos editores que analisam quanto a: atendimento ao escopo, relevância temática, a inovação e acréscimo ao conhecimento existente, metodologia, consistência e clareza da redação e, ainda, a total observância aos padrões e normas de apresentação. Para os manuscritos aprovados na pré-seleção é cobrada a taxa de avaliação.

Os manuscritos deverão ser submetidos à apreciação de, no mínimo, dois consultores indicados pelos editores, em conformidade à especialidade/assunto. Em casos de discordância na avaliação, o manuscrito será encaminhado para um terceiro revisor.

O Editor-Geral e/ou Científico, pautados nos pareceres emitidos pelos Editores Associados e/ou revisores, emitirão o parecer final de aceitação e devolverão aos autores para correções ou rejeição.

As indicações de correção sugeridas aos autores pelos revisores deverão ser enviadas aos autores e devolvidas aos revisores até o aceite ou rejeição definitiva.

O processo de submissão e revisão por pares - peer review - ocorre em ambiente online, em sistema duplo-cego (sem conhecimento de autores/revisores, e vice-versa), sendo possível, entretanto, a colaboração explícita dos editores e/ou revisores entre os autores para melhoria e aprovação do estudo, constando das etapas a seguir, nas quais os manuscritos são:

    1. cadastrados no sistema OJS, de submissão online,que emitirá o n° de protocolo (código de fluxo) e a declaração de recebimento;
    2. recebidos pela equipe técnica e avaliados quanto à apresentação física - revisão inicial quanto aos padrões de exigências da REME (identificação e afiliação dos autores, títulos e partes do trabalho, resumo, citações e referências bibliográficas de acordo com o padrão Vancouver) e a documentação;
    3. encaminhados ao Editor-Geral e/ou Científico para a pré-seleção e, se APTO, para avaliação pelos pares, encaminhados aos Editores Associados da temática para o acompanhamento do processo de avaliação e a indicação dos revisores. Antecedendo ao envio aos revisores o manuscrito é devolvido aos autores para possíveis ajustes de itens fora do padrão, identificados pela equipe técnica e o pagamento da taxa de avaliação. Os manuscritos são encaminhados para a revisão de conteúdo, revisão pelos pares, somente se estiverem de acordo com os padrões e normas adotados;
    4. encaminhados aos revisores, indicados pelo Editor Associado; são indicados dois revisores especialistas na área pertinente, mantidos em anonimato, selecionados de um cadastro de revisores, sem identificação dos autores, dos dados da instituição e local de origem do manuscrito. Os revisores serão sempre de instituições diferentes daquela de origem do autor do manuscrito;
    5. após receber os pareceres, o Editor Associado avalia e emite seu parecer final, que é encaminhado ao Editor-Científico, que decide pela aceitação do artigo sem modificações, pela recusa ou pela devolução aos autores com as sugestões de modificações;
    6. nos casos de devolução aos autores com sugestões de modificações, o manuscrito corrigido deverá ser encaminhado aos revisores para nova avaliação e verificação de que todas as sugestões de ajustes foram contempladas na nova versão;
    7. cada versão é sempre analisada pelo Editor-Científico e Editor-Geral, responsáveis pela aprovação final;
    8. Mediante a aprovação final, os Editores Geral ou Científico realizam o procedimento de avaliação de similaridade por meio do software iThenticate  Similarity Check. Práticas que ferem a integridade científica, como plágio e autoplágio, serão levadas para avaliação do Conselho Editorial para decisão das penalidades definidas em Conflitos de Interesse Aspectos Éticos e Condutas. Os autores serão imediatamente comunicados de todas as etapas desse processo.

 


AUTORIA, RESPONSABILIZAÇÃO EDITORIAL E DIREITOS AUTORAIS

Conforme recomendação do ICMJE somente podem ser designados como autores aqueles que atendam aos critérios de autoria.

A REME não delimita o número de autores para submissão de um manuscrito, mas define que devem ser indicados como seus autores todos e apenas os pesquisadores que, tendo concordado expressamente com essa indicação, tenham dado contribuições intelectuais diretas e substanciais para a concepção ou realização da pesquisa cujos resultados são nele apresentados. E indica que deve ser registrada a respectiva contribuição de cada um dos autores, de acordo com as definições de contribuições apresentadas nas "Instruções aos Autores".

Quanto à responsabilização editorial, a REME não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos. Conceitos, ideias ou opiniões emitidos nos manuscritos, bem como a procedência e exatidão das citações neles contidas, são de inteira responsabilidade do(s) autor(es). Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho Editorial.

Quanto aos "direitos autorais", os autores devem transferir à REME os direitos autorais do artigo, no ato da submissão, conforme estabelecido nas instruções aos autores e no sistema de submissão online.
O acesso ao seu conteúdo é livre e imediato, seguindo o princípio da gratuidade e democratização do acesso público ao conhecimento científico.

Para a disponibilização e utilização dos artigos em acesso aberto, a REME adota a licença Creative Commons Attribution International Public License: CC BY, que permite: "compartilhar - copiar e redistribuir o material em qualquer suporte ou formato; adaptar - remixar, transformar e criar a partir do material para qualquer fim, desde que atribuído o devido crédito, fornecer um link para a licença e indicar se foram feitas alterações" (CC BY).

 


CONFLITOS DE INTERESSE, ASPECTOS ÉTICOS E CONDUTA

Quanto aos "conflitos de interesses", os autores devem declarar, por meio do sistema de submissão, a inexistência destes. 

Entendem-se por "conflitos de interesses" as situações geradas pelo confronto entre os interesses públicos e privados, institucional e pessoal, influenciadas pelos interesses de uma das partes para a obtenção de vantagens, prejudicando as demais e comprometendo o interesse coletivo, em conduta antiética (incorreta e inapropriada) e imoral (concretiza em prejuízo).

Há conflito potencial de interesses nas situações em que a coexistência entre o interesse que deve ter o pesquisador de fazer avançar a ciência e interesses de outra natureza, ainda que legítimos, possa ser razoavelmente percebida por ele próprio ou por outrem, como conflituosa e prejudicial à objetividade e imparcialidade de suas decisões científicas, mesmo independentemente de seu conhecimento e vontade. Nessas situações, o pesquisador deve ponderar, em função da natureza e gravidade do conflito, sua aptidão para tomar essas decisões e, eventualmente, deve abster-se de tomá-las (FAPESP).

Para as questões de "conflitos de interesse", a REME adota e recomenda as publicações:

  • ICMJE: Uniform Format for Disclosure of Competing Interests in ICMJE Journals. Updated July 2010: Editorial; Disclosure form
  • WAME Conflict of Interest Policy Statement. March, 2009
  • Rothman DJ, McDonald WJ, Berkowitz CD, Chimonas SC, DeAngelis CD, Hale RW, et al. Professional medical associations and their relationships with industry: a proposal for controlling conflict of interest. JAMA. 2009;301(13):1367-1372. PMID: 19336712

Quanto às práticas que evidenciam a má conduta, como: fabricação de dados, falsificação de dados e informações, procedimentos e resultados, ocultação de possíveis conflitos de interesse, plágio, autoplágio, entre outros, que ferem a integridade científica da revista são levadas para avaliação do Conselho Editorial para decisão das penalidades que vão desde a solicitação para reescrever o manuscrito, a recusa do manuscrito, a suspensão de publicar no periódico, até mesmo a comunicação de plágio ao autor e sua respectiva instituição.

Para as questões de "plágio" a REME realiza, para todos os manuscritos aprovados, o procedimento de verificação de similaridade por meio do software "iThenticate - Similarity Check", cujo relatório é analisado pelos editores. 

Os editores, ao detectarem alto índice de similaridade, dependendo da base de dados que identificaram, solicitarão ao(s) autor(es) para reescrever a parte e citar a fonte original. Para extenso nível de similaridade os autores serão imediatamente comunicados, o manuscrito será recusado e a instituição de afiliação do autor será notificada.

A REME, para efeitos da ética na pesquisa e das boas práticas de publicação, pauta-se na "Declaração de Helsinki": Princípios éticos para pesquisa médica: pesquisadores, autores, patrocinadores, companhias editoras e editores têm todos obrigações éticas com relação à publicação e disseminação dos resultados de pesquisas. Os pesquisadores têm a responsabilidade de disponibilizar publicamente os resultados de suas pesquisas com seres humanos e são responsáveis pela integralidade e precisão de seus relatos.

Todos eles devem aderir às diretrizes aceitas para relatos éticos. Resultados negativos e inconclusivos, assim como positivos, devem ser publicados ou de outro modo disponibilizados publicamente. Fontes do financiamento, afiliações institucionais e conflitos de interesses devem estar declarados na publicação. Relatos de pesquisa em não conformidade com os princípios desta Declaração não devem ser aceitos para publicação.

(Tradução da Equator Network. Disponível em: https://www.equator-network.org/library/resources-in-portuguese-recursos-em-portugues/etica-na-pesquisa-e-publicacao-e-diretrizes-de-boas-praticas/).

Assim, a REME apoia e segue as orientações dos guias e diretrizes que subsidiam a referida declaração:

 


POLITICA DE ACESSO LIVRE E CIÊNCIA ABERTA

Acesso Livre

A REME proporciona acesso público, gratuito e imediato a todo seu conteúdo, exceto onde está identificado para não publicação.

Os artigos publicados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY (https://creativecommons.org /licenses/by/4.0/deed.pt) que permite: copiar e redistribuir o material em qualquer mídia ou formato; adaptar – remixar, transformar e construir sobre o material para qualquer finalidade, mesmo comercialmente, desde que citados os créditos e a fonte.

Os direitos autorais são de propriedade exclusiva da REME – Revista Mineira de Enfermagem, transferidos quando da Declaração de Transferência de Direitos Autorais no ato da submissão do manuscrito

Ciência Aberta

A REME em atendimento às demandas do movimento "Open Science" – conhecimento transparente,  acessível e reproduzível -   passou a adotar as ações prioritárias definidas pelo SciELO para o alinhamento com a Ciência Aberta  para o período de 2019 a 2023: utilização do registro ORCID para identificação dos autores; indicação das contribuições dos autores; preservação digital; marketing em redes sociais, transparência e início de abertura na avaliação por pares; adoção do "preprint" (aceite de manuscritos previamente depositados em repositórios de preprint), com revisão por pares aberta, e outras recomendações TOP - Transparency and Openess Promotion (https://osf.io/dngy3/) .

 


POLÍTICA DE ARQUIVAMENTO, PRIVACIDADADE E PRESERVAÇÃO

Arquivamento

A documentação dos manuscritos aceitos e recusados ficará arquivada em conformidade com a política de Arquivamento do Portal de Periódicos e do Centro de Computação da Universidade Federal de Minas Gerais -UFMG.

Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Preservação Digital

Para a “Preservação Digital” a REME segue os procedimentos adotados pelo Portal de Periódicos da UFMG, partícipe da “Rede de Serviços de Preservação Digital Cariniana” do Instituto Brasileiro de Informação, Ciência e Tecnologia (IBICT), aliado ao sistema LOCKSS, da Stanford University, para a promoção do arquivamento digital e preservação de conteúdos digitais permanentes e originais, bem como à garantia de acesso a estes.