Charges da imagem da enfermeira na imprensa ilustrada entre 1920 a 1931

Autores

  • Renata Mossa Universidade Federal de São Paulo, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde, São Paulo SP , Brasil, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde. São Paulo, SP - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2010-0311
  • Hugo Alberto Neves de Souza Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0859-4654
  • Mercedes de Oliveira Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem, Departamento de Enfermagem de Saúde Pública, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Faculdade de Enfermagem, Departamento de Enfermagem de Saúde Pública - DESP. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-7529-9535
  • Fernando Porto UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, Departamento de Enfermagem Materno-Infantil, Rio de Janeiro RJ , Brasil, UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, Departamento de Enfermagem Materno-Infantil. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2880-724X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49714

Palavras-chave:

Enfermagem, História da Enfermagem, Simbolismo, Comunicação e Divulgação Científica, Escolas de Enfermagem, Papel do Profissional de Enfermagem

Resumo

O estudo tem como objeto a representação da imagem da enfermeira com seus atributos, por meio de charges em cenas do cuidado veiculadas na Revista Fon-Fon (1920-1931). Objetivo: identificar as charges pelo conteúdo de representações de enfermeiras veiculadas na imprensa ilustrada; analisar as circunstâncias de sua veiculação sobre as enfermeiras nas charges; comentar as representações como elementos simbólicos para a construção da imagem pública da enfermeira. Método: domínio da história da cultura visual a partir da busca de charges de enfermeira na revista Fon-Fon. Essas charges foram analisadas mediante matriz de análise. Resultado: a busca resultou em três imagens datadas de 1921, 1929 e 1931, que após analise se identificou a circunscrição do contexto da Reforma Sanitária liderada por Carlos Chagas. Conclusão: as representações das enfermeiras nas charges foram elementos protagonizantes para os aspectos ocorridos no âmbito sociopolítico e sanitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brandão AP. Cadernos da comunicação. Rio de Janeiro: Prefeitura Municiapal do Rio de Janeiro; 2003.

Almeida FA. Linguagem e humor: comicidade em Lés Frustrés de Claire Bretécher. Niterói: UFF; 1999.

Zepeda AV, Franco DAH, Preciado OAP. O humor na estratégia de persuasão durante as campanhas eleitorais. Rev Bras Ciênc Polít. 2014[citado em 2016 jan. 12];13(1):245-58. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbcpol/n13/a10n13.pdf

Verrone AB. Uma abordagem cognitiva do riso [dissertação]. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos; 2009.

Cabral A. Teoria do jogo. Lisboa: Notícias; 1990.

Arbach JMI. O fato gráfico: o humor gráfico como gênero jornalístico [tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo, Escola de Comunicação e Artes; 2007.

Fiorin JL, Platão FS. Lições de texto: leitura e redação. 4ª ed. São Paulo: Ática; 2000.

Mauad-Andrade AMS. Sob o signo da imagem: a produção fotográfica e o controle dos códigos de representação social da classe dominante do Rio de Janeiro da primeira metade do século XX [tese]. Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense; 1991.

Oliveira Neto M, Porto FR, Nascimento SA. Aplicação da semiótica na análise de facsímiles: pesquisa documental. Online Braz J Nurs. 2012[citado em 2019 ago. 15];11(3):848-64. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/rt/printerFriendly/3705/html

Lima ALGS, Pinto MMS. Fontes para a história dos 50 anos do Ministério da Saúde. Hist Ciênc Saúde-Manguinhos. 2003[citado em 2019 ago. 25];10(3):1037-51. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v10n3/19311.pdf

Galvão MAM. Origem das políticas de saúde pública no Brasil: do Brasilcolônia a 1930. Ouro Preto: Caderno de Textos do Departamento de Ciências Médicas da Escola de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto; 2009.

Sanglard G, Silva RP. A organização da assistência hospitalar no distrito federal entre a filantropia e a ação do estado (década de 1920). In: Monteiro YN. História da saúde: olhares e veredas. São Paulo: Instituto de Saúde; 2010. p.65-78.

Deslandes AKM. Cuidado de enfermeiras na revista da semana no âmbito da Reforma Sanitária [mestrado]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde; 2012.

Ayres LFA, Amorim WM, Piva TCC, Porto F. As estratégias de luta simbólica para a formação da enfermeira visitadora no início do século XX. Hist Ciênc Saúde-Manguinhos. 2012[citado em 2019 set. 15];19(3):861-82. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702012000300005

Porto F, Santos CF. História da Enfermagem: Sede da Cruz Vermelha no Brasil completa cem anos. Rev Hist. 2008;1(1):44-77.

Ayres LFA. As Enfermeiras visitadoras da Cruz Vermelha Brasileira e do Departamento Nacional de Saúde Pública no início do século XX [dissertação]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; 2010.

Deslandes AKM, Aguiar S, Neto M, Porto FR. A imagem do cuidado prestado pelas enfermeiras de saúde pública veiculada na Revista da Semana (1929). Rev Latino-Am Enferm. 2013[citado em 2019 ago. 15];21(1):412-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v21n1/pt_v21n1a17.pdf

Silva Junior OC. O curso de especialização em visitadoras sociais da assistência aos psicopatas do Distrito Federal (1927-1942) [dissertação]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; 2012.

Biblioteca Nacional Digital Brasil. Hemeroteca Digital Brasileira. 2019[citado em 2019 jan. 11]. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/

Publicado

17-02-2020

Como Citar

1.
Mossa R, Souza HAN de, Oliveira M de, Porto F. Charges da imagem da enfermeira na imprensa ilustrada entre 1920 a 1931. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 17º de fevereiro de 2020 [citado 27º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49714

Edição

Seção

Pesquisa