Protocolo de boas práticas obstétricas para os cuidados de enfermagem no processo de parturição

Autores

  • Adriana Aparecida Piler Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional, Curitiba PR , Brasil, Universidade Federal do Paraná - UFPR. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0766-0429
  • Marilene Loewen Wall Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional, Curitiba PR , Brasil, Universidade Federal do Paraná - UFPR. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1839-3896
  • Julliane Dias Aldrighi UFPR, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Curitiba PR , Brasil, UFPR, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9270-7091
  • Deisi Cristine Forlin Benedet UFPR, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Curitiba PR , Brasil, UFPR, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0665-3104
  • Lindalva Rodrigues da Silva Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional, Curitiba PR , Brasil, Universidade Federal do Paraná - UFPR. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0257-1339
  • Camila Caroline Szpin Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional, Curitiba PR , Brasil, Universidade Federal do Paraná - UFPR. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Profissional. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6846-5897

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49726

Palavras-chave:

Enfermagem Obstétrica, Cuidados de Enfermagem, Parto, Parto Humanizado, Trabalho de Parto, Pesquisa Qualitativa

Resumo

Objetivo: construir com os profissionais de Enfermagem protocolo assistencial para nortear os cuidados de Enfermagem no processo de parturição, embasando-se nas boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento. Método: estudo com abordagem qualitativa baseado na pesquisa convergente assistencial envolvendo 36 profissionais de Enfermagem de um Centro Cirúrgico Obstétrico e Ginecológico, no período de junho a agosto de 2017. A coleta de dados ocorreu por meio de oficinas temáticas. A análise seguiu os passos propostos por Creswell, apoiada pelo software Iramuteq. Resultados: da análise emergiram duas categorias temáticas: percepção dos profissionais de Enfermagem frente a protocolos assistenciais; protocolo de boas práticas para o cuidado de Enfermagem obstétrica. Conclusão: a construção compartilhada do protocolo assistencial para a mulher em processo de parturição possibilitou identificar e compreender as barreiras e fragilidades no processo assistencial, refletir e discutir possibilidades para nortear as ações de cada profissional envolvido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

World Health Organization. WHO recommendations: intrapartum care for a positive childbirth experience. Geneva: WHO; 2018[citado em 2018 jun. 30]. Disponível em: https://www.who.int/reproductivehealth/publications/intrapartum-care-guidelines/en/

Bohren MA, Hunter EC, Munthe-Kaas HM, Souza JP, Vogel JP, Gülmezoglu AM. Facilitators and barriers to facility-based delivery in low- and middle-income countries: a qualitative evidence synthesis. Reprod Health. 2014[citado em 2018 jun. 30];11(1):71-88. Disponível em: https://reproductive-health-journal.biomedcentral.com/track/pdf/10.1186/1742-4755-11-71

Organização Mundial de Saúde (OMS). Maternidade segura: assistência ao parto normal: um guia prático. Genebra: OMS; 1996.

Ministério da Saúde (BR). Cadernos HumanizaSUS: humanização do parto e donascimento. Brasília: MS; 2014[citado em 2018 jun. 29]. Disponível em: http://www.redehumanizasus.net/sites/default/files/caderno_humanizasus_v4_humanizacao_parto.pdf

Pimenta CAM, Pastana ICASS, Sichieri K, Solha RKT, Souza W. Guia para construção de protocolos assistenciais de Enfermagem. São Paulo: COREN-SP; 2015[citado em 2018 jun. 30]. Disponível em: http://portal.coren-sp.gov.br/sites/default/files/Protocolo-web.pdf

Sangaleti CT, Schveitzer MC, Peduzzi M, Zoboli ELCP, Soares CB. The experiences and shared meaning of teamwork and interprofessional collaboration to health care professionals in primary health care settings: a systematic review protocol. JBI Rep. 2014[citado em 2018 jun. 3];12(5):24-33. Disponível em: 10.11124 /JBISRIR-2016-003016

Conselho Federal Enfermagem (COFEN). Resolução n° 477/2015. Dispõe sobre a atuação de Enfermeiros na assistência às gestantes, parturientes e puérperas. Brasília: COFEN; 2015[citado em 2018 jun. 30]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-04772015_30967.html

Trentini M, Paim L, Silva DMGV. Pesquisa Convergente-Assistencial - PCA: delineamento provocador de mudanças nas práticas de saúde. Porto Alegre: Moriá; 2014.

Creswell JW. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3a ed. Porto Alegre (RS): Penso; 2014.

Camargo BV, Justo AM. Tutorial para uso do software IRAMUTEQ (Interfacede R pour lês Analyses Multidimensionelles de Textes et de Questionnaires). Florianópolis: UFSC; 2016[citado em 2018 jun. 30]. Disponível em: http://www.iramuteq.org/documentation/fichiers/Tutorial%20IRaMuTeQ%20em%20portugues_17.03.2016.pdf

Piler AA. Boas práticas obstétricas: guia para sistematização dos cuidados de Enfermagem no processo de parturição [dissertação]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 2018[citado em 2018 jul. 30]. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/57361

Rosenfeld RM, Shiffman RN, Robertson P. Clinical practice guideline development manual, third edition: a quality-driven approach for translating evidence intro action. Otolaryngol Head Neck Surg. 2013[citado em 2018 jul. 22];148(1):1-55. Disponível em: https://doi.org/10.1177%2F0194599812467004

Oliveira VJ, Penna CMM. Ethos and pathos in the delivery room. Rev Gaúcha Enferm. 2017[citado em 2018 mar. 20];38(2):e67761. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v38n2/0102-6933-rgenf-1983-144720170267761.pdf

Backes M, Ribeiro LN, Amorim TS, Vieira BC, Souza J, Dias H, etal. Challenges for the management of nursing care for the quality of obstetric and neonatal care in Brazilian public maternity hospitals. In: Anais do 6° Congresso Ibero-Americano de Investigação Qualitativa, 2017 Jul 12-14; Salamanca, Espanha; 2017[citado em 2018 mar. 20]. Disponível em: http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2017/article/view/1232

Camargo FC, Iwamoto HH, Galvão CM, Monteiro DAT Goulart MB, Garcia LAA. Models for the implementation of evidence-based practice in hospital based nursing: a narrative review. Texto Contexto Enferm. 2017[citado em 2018 ago. 19];26(4). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v26n4/0104-0707-tce-26-04-e2070017.pdf

Eddy K, Jordan Z, Stephenson M. Health professionals' experience of teamwork education in acute hospital settings: a systematic review of qualitative literature. JBI Database. 2016[citado em 2018 jun. 30];14(4):96-137. Disponível em: 10.11124 /JBISRIR-2016-1843

Rossaneis MA, Gabriel CS, Haddad MCL, Melo MRAC, Bernardes A. Health care quality indicators: the opinion of nursing managers of teaching hospitals. Cogitare Enferm. 2015[citado em 2018 jul. 22];20(4):798-804. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4876135/mod_resource/content/1/Artigo%20complementar.pdf

Mangilli DC, Assunção MT, Zanini MTB, Dagostin VS, Soratto MT. Ethical role nurses face with medication errors. Enferm foco. 2017[citado em 2018 jul. 13];8(1):62-6. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/Enfermagem/article/view/878/360

Selhorst ISB, Camargo Bub MBC, Girondi JBR. Protocol for embracement and attention to users that underwent upper gastrointestinal endoscopy and persons accompanying them. Rev Bras Enferm. 2014[citado em 2018 jun. 30];67(4):575-80. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v67n4/0034-7167-reben-67-04-0575.pdf

Cidón EU, Martín FC, Villaizán MH, Lara FL. A pilot study of satisfaction in oncology nursing care: an indirect predictor of quality of care. Int J Health Care Qual Assur. 2012[citado em 2018 jun. 30];25(2):106-17. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/09526861211198272/full/pdf?title=a-pilot-study-of-satisfaction-in-oncology-nursing-care-an-indirect-predictor-of-quality-of-care

Publicado

17-02-2020

Como Citar

1.
Piler AA, Wall ML, Aldrighi JD, Benedet DCF, Silva LR da, Szpin CC. Protocolo de boas práticas obstétricas para os cuidados de enfermagem no processo de parturição. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 17º de fevereiro de 2020 [citado 27º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49726

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.