Fatores associados a hiv/aids em pacientes com tuberculose em minas gerais entre os anos de 2006 e 2015

Autores

  • Tiago Ricardo Moreira Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Viçosa MG , Brazil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6606-4942
  • Evelyn Soares Medina Gonçalves Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Curso de Enfermagem, Viçosa MG , Brazil, UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Curso de Enfermagem. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3520-8832
  • Renata Maria Colodette Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Viçosa MG , Brazil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2976-881X
  • Maiane da Silva Fernandes Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Curso de Enfermagem, Viçosa MG , Brazil, UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Curso de Enfermagem. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0514-2484
  • Mara Rubia Maciel Cardoso Prado Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Viçosa MG , Brazil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6314-0009
  • Deíse Moura Oliveira Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Viçosa MG , Brazil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3804-7413

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49767

Palavras-chave:

Tuberculose, Coinfecção, HIV, Fatores de Risco, Diagnóstico

Resumo

Objetivo: analisar os fatores associados a HIV/AIDS em pacientes com tuberculose (TB) em Minas Gerais entre os anos de 2006 e 2015 Métodos: trata-se de estudo transversal realizado a partir dos casos de tuberculose notificados no estado de Minas Gerais entre 2006 e 2015 na base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Calculou-se a prevalência de clientes TB/HIV/AIDS associada a cada variável explicativa, sendo utilizada regressão logística múltipla com p < 0,05 e testes qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher com nível de significancia de 5% Resultados: a prevalência de coinfecção TB/HIV/ AIDS no período estudado foi de 9,4%, sendo associada a: sexo; idade; escolaridade; área de residência; uso de álcool; forma clínica; agravos associados (diabetes e doença mental); exames diagnósticos (Raios-X, baviloscopia e cultura de escarro); e situação de encerramento dos indivíduos. Valores ignorados nas variáveis área de residência, escolaridade e uso de álcool foram mais frequentes em indivíduos com coinfecção TB/HIV/AIDS. Conclusão: os fatores associados à coinfecção TB/HIV/AIDS incluem aspectos socioeconómicos, clínicos, do diagnóstico e acompanhamento de casos. O reconhecimento desses fatores pode contribuir para o desenvolvimento de estratégias para evitar ou postergar prognósticos indesejáveis nessa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Detectar, tratar e curar: desafios e estratégias brasileiras frente à tuberculose Bol Epidemiol. 2015[citato em 2017 dez. 20];46(9):1-19. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2015/marco/27/2015-007---BE-Tuberculose---para-substitui----o-no-site.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Tuberculose: alinhada com o social, afinada com a tecnologia. Bol Epidemiol. 2013[citato em 2017 dez. 20];44(2):1-6. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/maio/06/boletim2-2013-tb-web.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Panorama da tuberculose no Brasil: indicadores epidemiológicos e operacionais. Brasília (DF): MS; 2014.

Brum TS. Perfil clínico-epidemiológico de pacientes coinfectados por Tuberculose/HIV acompanhados em serviço de referência HIV/aids em Nova Iguaçu, RJ entre 2010-2014 [dissertação]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz; 2014. 96 f.

Barbosa IR, Rosa ICC. A emergência da co-infecção tuberculose-HIV no Brasil. Hygeia. 2012[citado em 2017 dez. 19];8(15):232-24. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/17350

Prado TN, Miranda AE, Souza FM, Dias ES, Sousa LKF, Arakaki-Sanchez D, et al. Factors associated with tuberculosis by HIV status in the Brazilian national surveillance system: a cross sectional study. BMC Infect Dis. 2014[citato em 2017 dez. 20];14:415. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4122782/

Magno ES, Saraceni V, Souza AB, Magno RS, Saraiva MGG, Bührer-Sékula S. Fatores associados à coinfecção tuberculose e HIV: o que apontam os dados de notificação do Estado do Amazonas, Brasil, 2001-2012. Cad Saúde Pública. 2017[citado em 2017 dez. 19];33(5): e00019315. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2017000505006&lng=en.

Castrighini CC, Reis RK, Neves LAS, Galvão MTG, Gir E. Prevalência e aspectos epidemiológicos HIV/tuberculose. Rev Enferm UERJ. 2017[citado em 2017 dez 10];25:e17432. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/17432

Santos Neto M, Silva FL, Sousa KR, Yamamura M, Popolin MP, Arcencio RA. Perfil clínico e epidemiológico e prevalência da coinfecção tuberculose/ HIV em uma regional de saúde no Maranhão. J Bras Pneumol. 2012[citado 2018 abr. 10];38(6):724-32. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132012000600007&lng=en

Barros PG, Pinto ML, Silva TC, Silva EL, Figueiredo TMRM. Perfil Epidemiológico dos casos de Tuberculose Extrapulmonar em um município do estado da Paraíba, 2001-2010. Cad Saúde Colet. 2014[citado 2018 abr. 09];22(4):343-50. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-462X2014000400343&lng=en

Dartora WJ, Ânflor ÉP, Silveira LRP. Prevalência do HIV no Brasil 2005-2015: dados do Sistema Único de Saúde. Rev Cuid. 2017[citado em 2017 nov. 10];8(3):1919-28. Disponível em: https://www.revistacuidarte.org/index.php/cuidarte/article/view/462

Araldi LM, Pelzer MT, Gautério-Abreu DP, Saioron I, Santos SSC, Ilha S. Pessoas idosas com o vírus da imunodeficiência humana: infecção, diagnóstico e convivência. REME - Rev Min Enferm. 2016[citado em 2017 nov. 15];20:e948. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1081

Bastos MM. Estudo de carga de doença: impacto da coinfecção tuberculose e vírus da imunodeficiência humana no Brasil, no ano de 2011[monografia]. Brasília: Universidade de Brasília; 2014. 63 f.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Especial Tuberculose. Bol Epidemiol2012[citado em 2018 jan. 15];43(n.esp.):1-12. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/julho/23/BE-2012-43-Mar--o---Especial-Tuberculose.pdf

Barbosa IR, Costa ICC. Estudo epidemiológico da coinfecção tuberculose- HIV no nordeste do Brasil. Rev Patol Trop. 2014[citado em 2018 jan. 20];43(1):27-38. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/29369

Seiscento M. Tuberculose em situações especiais: HIV, diabetes mellitus e insuficiência renal. Pulmão RJ. 2012[citado em 2018 mar. 15];21(1):23-6. Disponível em: www.sopterj.com.br/wp-content/themes/_sopterj_redesign_2017/_revista/2012/n_01/06.pdf

Ronacher K, Joosten SA, Crevel R, Dockrell HM, Walzl G, Ottenhoff TH. Acquired immunodeficiencies and tuberculosis: focus on HIV/AIDS and diabetes mellitus. Immunol Rev. 2015[citato em 2017 nov. 03];264(1):121-37. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/imr.12257

Furlan MCR, Oliveira SP, Marcon SS. Fatores associados ao abandono do tratamento de tuberculose no estado do Paraná. Acta Paul Enferm. 2012[citato em 2018 jan. 25];25 (spe1):108-14. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002012000800017&lng=en.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de recomendações para o controle da Tuberculose no Brasil. Brasília, (DF):MS; 2011.

Global tuberculosis report 2017. Geneva: World Health Organization; 2017[citado em 2018 fev. 05]. Disponível em: http://www.who.int/tb/publications/global_report/en/

Ministério da Saúde (BR). Secretaria Executiva. Recomendações para o manejo da coinfecção TB-HIV em serviços de atenção especializada a pessoas vivendo com HIV/AIDS / Ministério da Saúde. Brasília (DF): MS; 2013.

Publicado

25-11-2019

Como Citar

1.
Moreira TR, Gonçalves ESM, Colodette RM, Fernandes M da S, Prado MRMC, Oliveira DM. Fatores associados a hiv/aids em pacientes com tuberculose em minas gerais entre os anos de 2006 e 2015. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 25º de novembro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49767

Edição

Seção

Pesquisa