Percepções de gestantes internadas em um serviço de referência em alto risco

Autores

  • Lediana Dalla Costa Universidade Paranaense, Curso de Enfermagem, Francisco Beltrão PR , Brazil, Universidade Paranaense - UNIPAR. Curso de Enfermagem. Francisco Beltrão, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9114-3669
  • Taina Cristina Hoesel Universidade Paranaense, Curso de Enfermagem, Francisco Beltrão PR , Brazil, Universidade Paranaense - UNIPAR. Curso de Enfermagem. Francisco Beltrão, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-7368-4525
  • Gessica Tuani Teixeira Universidade Paranaense, Curso de Enfermagem, Francisco Beltrão PR , Brazil, Universidade Paranaense - UNIPAR. Curso de Enfermagem. Francisco Beltrão, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4479-1452
  • Marcela Gonçalves Trevisan Universidade Paranaense, Curso de Enfermagem, Francisco Beltrão PR , Brazil, Universidade Paranaense - UNIPAR. Curso de Enfermagem. Francisco Beltrão, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-1703-7200
  • Marli Terezinha Stein Backes Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis SC , Brazil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem. Florianópolis, SC - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3258-359X
  • Evangelia Kotzias Atherino dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Enfermagem, Florianópolis SC , Brazil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Departamento de Enfermagem. Florianópolis, SC - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5970-020X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49769

Palavras-chave:

Complicações na Gravidez, Gestantes, Gravidez de Alto Risco

Resumo

Objetivo: conhecer as percepções de gestantes internadas em um serviço de referência em alto risco sobre gerar um filho com alguma doença preexistente e descrever a expressão de sentimentos ao vivenciarem a experiência de desenvolver uma gestação na situação de risco. Método: trata-se de estudo descritivo de abordagem qualitativa, realizado com 18 gestantes que se encontravam na maternidade do Hospital Regional do Sudoeste do Paraná, por meio de entrevista semiestruturada. A coleta foi realizada entre os meses de abril e junho de 2017 Resultados: delinearam-se duas categorias e foi possível constatar q ue essas gestantes sentem-se muitas vezes despreparadas para gerar um filho, mudam toda sua rotina de vida e entregam seu futuro nas mãos de Deus, vindo à tona o medo, preocupação, insegurança, ansiedade, felicidade e culpa. Conclusão: o estudo revelou a necessidade que essas gestantes apresentam de expressar seus sentimentos, porém, esse lado da maternidade é, muitas vezes, negligenciado, não sendo evidenciada pelos profissionais a influência significativa que oferece no desenvolvimento da gestação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Nascimento TFH, Araújo FNF, Soares NSCS, Silva FM, Santos MFD, Chaves BJP- Assistência de enfermagem á gestante de alto risco sob a visão do profissional. Rev Pre Infec Saúde. 2018[citado em 2019 fev. 17];4(6887):1-9. Disponível em: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/nupcis/article/view/6887/pdf

Silveira RAM, Milani RG, Velho APM, Marques AG. Percepção de gestantes sobre o autocuidado e o cuidado materno. Rev Rene. 2016[citado em 2017 jul. 31];17(6):758-65. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/6459/4708

Amorin TV, Souza IEO, Moura MAV, Queiroz ABA, Salimena AMO. Perspectivas do cuidado de enfermagem na gestação de alto risco: revisão integrativa. Rev Enfermería Global. 2017[citado em 2019 fev. 17];16(2):515-29. Disponível em: https://revistas.um.es/eglobal/article/view/238861/210261

Ministério da Saúde (BR). Portaria n. 1.481 de 13 de junho de 2017. Institui as diretrizes para a organização da Atenção à Saúde na Gestação de Alto Risco e define os critérios para a implantação e habilitação dos serviços de referência à Atenção à Saúde na Gestação de Alto Risco, incluída a Casa de Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP), em conformidade com a Rede Cegonha. Brasília: MS; 2017.

Santos MB, Cardoso SMM, Brum ZP, Rodrigues AP Machado NCB, Rocha LS. Qualidade da assistência de enfermagem prestada á gestante de alto risco em âmbito hospitalar. Rev Educ Ciênc Tecnol IFRS. 2016[citado em 2019 fev 17];3(2): 25-38. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/ScientiaTec/article/view/1488/1344

Costa LD, Cura CC, Perondi AR, França VF. Perfil epidemiológico de gestantes de alto risco. Cogitare Enferm. 2016[citado em 2017 jul. 31];21(2):1-8. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/44192/28238

Falqueto J, Farias J. Saturação teórica em pesquisas qualitativas: Relato de uma experiência de aplicação em estudo na área de administração. Rev Atas. 2016[citado em 2019 fev. 17];3:560-9. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2016/article/view/1001/977

Bardin L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2016.

Coelho DDR, Souza JLA, Torres MMSM, Drezett J. Gravidez e maternidade tardia: sentimentos e vivências de mulheres em uma unidade de pré natal de alto risco em Barreiras, Bahia. Rev Ciênc Saúde Oeste Baiano - Higia. 2017[citado em 2019 fev. 17];2(1):1-19. Disponível em: http://fasb.edu.br/revista/index.php/higia/article/view/145/202

Gomes AG, Marin AH, Piccinini CA, Lopes RCS. Expectativas e sentimentos de gestantes solteiras em relação aos seus bebes. Rev Temas Psicol. 2015[citado em 2019 fev. 17]; 23(2):399-411. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v23n2/v23n2a11.pdf

Oliveira DC, Mandú ENT. Mulheres com gravidez de maior risco: vivências e percepções de necessidades e cuidado. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015[citado em 2017 ago. 04];19(01):93-101. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0093.pdf

Santos MB, Cardoso SMM, Brum ZP Rodrigues AP, Machado NCB, Rocha LS. Qualidade da assistência de enfermagem prestada à gestante de alto risco em âmbito hospitalar. Rev Educ Ciênc Tecnol IFRS. 2016[citado em 2017 ago. 01];3(2):25-38. Disponivel em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/ScientiaTec/article/view/1488/1344

Wilhelm LA, Alvez CN, Demori CC, Silva SC, Meincke SMK, Ressel LB. Sentimento de Mulheres que vivenciaram a gestação de alto risco: estudo descritivo. Online Braz J Nurs. 2015[citado em 2017 ago 01];14(3):284-93. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/5206/html_882

Tostes NA, Seidl EMF. Expectativas de gestantes sobre o parto e suas percepções acerca da preparação para o parto. Rev Temas Psicol. 2016[citado em 2019 fev. 17]; 24(2):681-93. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/5137/513754278015.pdf

Romero SR, Cassino L. Saúde mental no cuidado á gestante durante o pré natal. J Faculdade Ciênc Saúde. 2018[citado em 2019 fev. 17];10(1):1-21. Disponível em: http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/560/287

Roque ATF, Carraro TE. Narrativas sobre a experiência de ser puérpera de alto risco. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015[citado em 2017 ago. 04];19(2):272-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n2/1414-8145-ean-19-02-0272.pdf

Barbosa RV, Feijão NL, Moreira FSC, Lima ASR, Moreira KAP Henriques ACPT. A subjetividade do cuidado pré-natal na gravidez de alto risco: revisão integrativa da literatura. Rev Diálogos Acadêmicos. 2013[citado em 2019 fev. 17];2(1):65-71. Disponível em: http://revista.fametro.com.br/index.php/RDA/article/view/32/34

Almeida APAA, Jesus LMS, Dias ICCM, Fernandes MNF, Mourão ISS, Ferreira AGN. Hospitalização por infecção do trato urinário recorrente: percepção das gestantes. Rev Enferm UFPE online. 2016[citado em 2017 ago. 04];10(5):4233-9. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/8286/pdf_11392

Leite MG, Rodrigues DP, Antonielly A, Sousa S, Melo LPT Fialho AVM. Sentimentos advindos da maternidade: revelações de um grupo de gestantes. Psicol Estudo. 2014[citado em 2017 ago 01];19(1):115-24. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2871/287132425013.pdf

Publicado

25-11-2019

Como Citar

1.
Costa LD, Hoesel TC, Teixeira GT, Trevisan MG, Backes MTS, Santos EKA dos. Percepções de gestantes internadas em um serviço de referência em alto risco. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 25º de novembro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49769

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.