Cuidados da equipe de enfermagem na punção intravenosa periférica segura em idosos hospitalizados

Autores

  • Rosana Castelo Branco de Santana Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0002-0105-1809
  • Larissa Chaves Pedreira Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0001-8939-324X
  • Frank Evilácio de Oliveira Guimarães Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0003-4739-3676
  • Leidiane de Pinho Bailon Almeida Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0001-5104-0940
  • Luana Araújo dos Reis Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0002-9263-083X
  • Tânia Maria de Oliva Menezes Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0001-5819-0570
  • Evanilda de Santana Souza Carvalho Universidade Federal da Bahia, Escola de Enfermagem, Salvador BA , Brazil, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Escola de Enfermagem. Salvador, BA – Brasil http://orcid.org/0000-0003-4564-0768

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49782

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Segurança do Paciente, Idoso, Cateterismo Periférico

Resumo

OBJETIVO: descrever os cuidados da equipe de Enfermagem na punção intravenosa periférica segura em idosos hospitalizados. MÉTODO: pesquisa qualitativa conduzida em um hospital geral público no interior da Bahia no ano de 2014. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com nove profissionais de Enfermagem da clínica médica, a partir de roteiro previamente elaborado. As entrevistas foram analisadas utilizando-se o método da análise de conteúdo. RESULTADOS: emergiram as categorias analíticas: 1. Consideração sobre o processo de envelhecimento; 2. Condição clínica e o preparo da pessoa idosa para o acesso venoso periférico; 3. Seleção do local para o acesso venoso periférico; 4. Escolha do dispositivo intravascular. CONCLUSÃO: a punção intravenosa periférica segura está relacionada à avaliação prévia das condições clínicas do idoso, seleção do local e escolha do dispositivo intravascular. Os cuidados realizados pelos profissionais não são sistematizados ou padronizados, o que pode contribuir para a ocorrência de eventos adversos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Dansk MTR, Johann DA, Vayego AS, Oliveira GRL, Lind J. Complicações relacionadas ao uso do cateter venoso periférico: ensaio clínico randomizado. Acta Paul Enferm. 2016[citado em 05 jul. 2017];29(1):84-92. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v29n1/1982-0194-ape-29-01-0084.pdf

Moreira APA, Escudeiro CL, Christovam BP, Silvino ZR, Carvalho MF, Silva RCL. Use of technologies in intravenous therapy: contributions to a safer practice. Rev Bras Enferm. 2017[citado em 08 jul. 2017];70(3):595-601. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n3/pt_0034-7167-reben-70-03-0595.pdf

Dycther SS, Gold, DA, Carson, D, Haller, M. Intravenous therapy: a review of complications and economic considerations of peripheral access. J Inf Nurs. 2012[citado em 29 jun. 2017];35(2):84-91. Disponível em: https://journals.lww.com/journalofinfusionnursing/Abstract/2012/03000/Intravenous_Therapy__A_Review_of_Complications_and.3.aspx

Washington G, Barrett B. Peripheral phlebitis: a point-prevalence study. J Inf Nur. 2012[citado em 08 jul. 2017];35(4):252-8. Disponível em: http://journals.lww.com/journalofinfusionnursing/Abstract/2012/07000/Peripheral_Phlebitis__A_Point_Prevalence_Study.9.aspx

Austin ED, Sullivan SB, Whittier S, Lowy Uhlemann AC. Peripheral intravenous catheter placement is an underrecognized source of staphylococcus aureus bloodstream infection. open forum infectious diseases. 2016[citado em 15 jul. 2017]; 3(2):1-4. Disponível em: http://ofid.oxfordjournals.org/content/3/2/ofw072.full.pdf+html

Szlejf C, Farfel JM, Curiati JA, Couto Junior EB, Jacob Filho W, Azevedo RS. Medical adverse events in elderly hospitalized patients: a prospective study. Clinics (São Paulo). 2012[citado em 28 nov. 2018];67(11):1247-52. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3488980/

Infusion Nursing Society. Policies and procedures for infusion Nursing of the older adult. J Inf Nurs. 2ª ed. Norwood, MA: INS; 2013.

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº. 529. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Brasília: Ministério da Saúde; 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Palese A, Ambrosi E, Fabris F, Guarnier A, Barelli P, Zambiasi P, et al. Nursing care as a predictor of phlebitis related to insertion of a peripheral venous cannula in emergency departments: findings from a prospective study. J Hosp Infect. 2016[citado em 07 jul. 2017]; 92(3):280-6. Disponível em: http://www.sciencedirect.com

Mestre G, Berbel C, Tortajada. Successful multifaceted intervention aimed to reduce short peripheral venous catheter-related adverse events: a quasiexperimental cohort study. Am J Infect Control. 2013[citado em 14 jul. 2017];14(6):520-6. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23084473

Silva AG, Oliveira AC. Impacto da implementação dos bundles na redução das infecções da corrente sanguínea: uma revisão integrativa. Texto Contexto Enferm. 2018[citado em 2018 nov. 20];27(1):1-13. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072018000100500&script=sci_abstract&tlng=pt

Oliveira DFL, Azevedo RCS, Gaiva MAM. Guidelines for intravenous therapy in elderly: a bibliographic research. J Res Fundam Care. 2014[citado em 20 jul. 2017];6(1):86-100. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2610/pdf_1051

Bardin L. Análise de Conteúdo. 5ª ed. Lisboa: Edições 70; 2016.

Tobin DJ. Introduction to skin aging. J Tissue Viability. 2016[citado em 2017 jul. 20]; 26(1):37-46. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27020864

Duarte YAO. Peculiaridades da terapia intravenosa em pessoas idosas. Editorial-INSforme. 2011[citado em 12 jul. 2017]; 05(10):1-4. Disponível em: http://www.insbrasil.org.br/ins/public/downloads/INSForme_Fevereiro_10.pdf

Avelar AFM. Inserção de cateteres intravenosos periféricos. In: Harada M JCS, Pedreira MLG. Terapia intravenosa e infusões. São Caetano do Sul, SP: Yendis Editora; 2011. p. 179-201.

Oliveira DFL, Azevedo RCS, Gaíva MAM. Diretrizes para terapia intravenosa na pessoa idosa: pesquisa bibliográfica. RPCFO. 2014[citado em 27 nov. 2018];6(1):86-100. Disponível em: http://www.redalyc.org/html/5057/505750621032/

Souza AC. Assistência de enfermagem relacionada aos cateteres periféricos em idosos: visão da enfermagem. J Health Sci Inst. 2013[citado em 2017 mar. 07]; 31(4):373-7. Disponível em: https://www.unip.br/presencial/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2013/04_out-dez/V31_n4_2013_p373-377.pdf

Kim D, Choi S, Kwak Y. The effect of SonoPrep(r) on EMLA(r) cream application for pain relief prior to intravenous cannulation. Eur J Pediatr. 2012[citado em 2017 mar. 17];171(6): 985-8. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22350285

Gorski L, Hadaway L, Hagle ME, McGoldrick M, Orr M, Doellman D. Padrões de práticas em terapia infusional. J Inf Nurs. 2016[citado em 2018 nov. 18];39(1S):1533-458. Disponível em: https://library.ins1.org/p36fpe/15

Cicolini G, Bonghi AP, Labio LD, Mascio RD. Position of peripheral venous cannulae and the incidence of thrombophlebitis: an observational study. J Adv Nurs. 2009[citado em 2017 jul. 20];65(6):1268-73. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19374679

Urbanetto JS, Creutzberg M, Franz F. Morse Fall Scale: translation and transcultural adaptation for the portuguese language. Rev Esc Enferm USP. 2013[citado em 2017 jul. 17];47(3):569-75. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v47n3/0080-6234-reeusp-47-3-00569.pdf

Salleras-Duran L, Fuentes-Pumarola C, Bosch-Borràs N, Punset-Font X, Sampol-Granes FX. Ultrasound-Guided peripheral venous catheterization in emergency services. J Emerg Nurs. 2016[citado em 2018 nov. 28];42(4):338-43. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0099176716000507

Agência Nacional de Vigilância Sanitária-Anvisa. Medidas de prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Brasília (DF): Anvisa; 2017.

Larue GD, Martin P. The impact of dilution on intravenous therapy. J Inf Nurs. 2011[citado em 2019 jan. 27];34(2):117-23. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21399457

Modes PSSA, Gaíva MAM, Rosa MKO, Granjeiro CF. Cuidados de Enfermagem nas complicações da punção venosa periférica em recém-nascidos. Rev Rene. 2011[citado em 2018 jul. 17];12(2):324-32. Disponível em: http://www.revistarene.ufc.br/vol12n2_html_site/a14v12n2.htm

Publicado

07-10-2019

Como Citar

1.
Santana RCB de, Pedreira LC, Guimarães FE de O, Almeida L de PB, Reis LA dos, Menezes TM de O, Carvalho E de SS. Cuidados da equipe de enfermagem na punção intravenosa periférica segura em idosos hospitalizados. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 7º de outubro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49782

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)