Impactos e legados de um desastre em um hospital universitário: referencial para a preparação

Autores

  • Ivana Trevisan Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Serviço de Enfermagem, Porto Alegre RS , Brasil, Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA, Serviço de Enfermagem. Porto Alegre, RS - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3177-7755
  • Regina Rigatto Witt Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Porto Alegre RS , Brasil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRS, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Porto Alegre, RS - Brasil http://orcid.org/0000-0002-3893-2829

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49799

Palavras-chave:

Desastres, Administração de Desastres, Impactos na Saúde, Avaliação em Saúde, Administração Hospitalar

Resumo

Objetivo: o atendimento de vítimas de desastres estabelece o desafio, para as instituições hospitalares, do preparo para atender ao aumento da demanda, ao mesmo tempo em que os serviços essenciais precisam continuar em funcionamento. Foi realizada pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso com o objetivo de identificar e descrever os impactos e legados do atendimento às vítimas do incêndio na Boate Kiss para a gestão de recursos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Método: a coleta de dados foi desenvolvida em entrevistas e consulta a documentos. Participaram 17 profissionais envolvidos no gerenciamento do atendimento. Resultados e discussão: os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo do tipo temático. Foram identificados impactos na gestão dos recursos humanos, com recrutamento, capacitações e treinamentos; na gestão de recursos materiais com o aumento de insumos e materiais não padronizados; na gestão de recursos físicos com o provimento de leitos e espaço para acolhimento dos familiares. Entre os legados, um Plano Institucional de Apoio a Catástrofes Externas foi desenvolvido: Conclusão: os resultados confirmam as evidências de que a aprendizagem sobre a gestão de risco acontece a partir de eventos vivenciados pelas instituições de saúde, cujo legado reflete-se na qualificação do planejamento e do atendimento em situação de desastres. Os impactos e legados identificados constituem subsídios para a qualificação do atendimento hospitalar em desastres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Guha-Sapir D, Hoyois PH, Below R. Annual Disaster Statistical Review 2013: the numbers and trends. Brussels: CRED; 2016.

Saba P, Cardoso T, Navarra M. Hospital seguro frente aos desastres: uma reflexão sobre biossegurança e arquitetura. Rev Panam Salud Públic. 2013[citado em 2017 out. 29];31(2):176-80. Disponível em: https://scielosp.org/pdf/rpsp/2012.v31n2/176-180/pt

Hang H, Jianan W, Chunmao H. Experience in managing an urban massive burn incident: the hangzhou bus attack on 5 July 2014. Burns. 2016[citado em 2017 out. 29];42:169-77. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26526377

Little M, Cooper J, Gope M, Hahn KA, Kibar C, McCoubrie D, et al. 'Lessons learned' a comparative case study analysis of an emergency department response to two burns disasters. Emerg Med Australas. 2012[citado em 2017 out. 29];23(4):420-9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22862760

Preuss H. The conceptualization and measurement of mega sport event legacies. J Sport Tourism. 2007[citado em 2017 out. 29];12:207-87. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/14775080701736957

Witt RR, Kothlar MK, Mesquita MO, Lima MADS, Marin SM, Day CB, et al. Developing Legacy: health planning in the host city of Porto Alegre for the 2014 Football World Cup. Prehosp Disaster Med. 2016[citado em 2017 out. 29];30:613-7. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/283077676_Developing_Legacy_Health_Planning_in_the_Host_City_of_Porto_Alegre_for_the_2014_Football_World_Cup

Rech TH, Boniatti MM, Franke CA, Lisboa T, Wawrzeniak IC, Teixeira C, et al. Inhalation injury after exposure to indoor fire and smoke: The Brazilian disaster experience. Burns. 2016[citado em 2017 out. 29];42:884-90. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26975698

"Clínicas mobiliza-se para a assistência às vítimas de Santa Maria". Espaço Aberto, Porto Alegre, 2013 mar./abr.; 41:1-32.

Yin RK. Estudo de caso:planejamento e métodos. 3ª ed. Porto Alegre: Bookman; 2005.

Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Plano Institucional de Apoio a Catástrofes Externas. Porto Alegre: HCPA; 2014.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento:pesquisa qualitativa em saúde. Rio de Janeiro: Abrasco; 2013.

Arbon P, Ranse J, Cusack L, Considine J, Shaban RZ, Woodman RJ, et al. Australasian emergency nurses' willingness to attend work in a disaster: a survey. Australas Emerg Nurs J. 2013[citado em 2017 out. 29];16:52-7. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23773536

Ardagh MW, Richardson SK, Robinson V, Than M, Gee P, Henderson S. The initial health-system response to the earthquake in Christchurch, New Zealand, in February, 2011. Lancet. 2012[citado em 2017 out. 29];379(9831):2109-15. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22510397

Hirsch M, Carli P, Nizard R, Riou B, Baroudjian B, Baubet T, et al. 'The medical response to multisite terrorist attacks in Paris. Lancet. 2015[citado em 2017 out. 29]; 386:2535-8. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26628327

Hammad K. The lived experience of nursing in the emergency department during a disaster [tese]. Adelaide (SA): School of Nursing & Midwifery, Flinders University; 2016.

Ferreira NN, Lucca SR. Síndrome de burnout em técnicos de Enfermagem de um hospital público do Estado de São Paulo. Rev Bras Epidemiol. 2015 [citado em 2017 out. 29];18(1): 68-79. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2015000100068&script=sci_abstract&tlng=pt

Mealer M, Burnham EL, Goode CJ, Rothbaum B, Moss M. The prevalence and impact of post traumatic stress disorder and burnout syndrome in nurses. Depress Anxiety. 2009[citado em 2017 out. 29];26:1118-26. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19918928

Adriaenssens J, Gucht V, Maes S. The impact of traumatic events on emergency room nurses: findings from a questionnaire survey. Int J Nurs Stud. 2012[citado em 2017 out. 29];49(11):1411-22. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22871313

Richardson S, Ardagh M, Grainger P, Robinson V. A moment in time: emergency nurses and the Canterbury earthquakes. Int Nurs Rev. 2013[citado em 2017 out. 29];60:188-95. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23692001

Lenehan G. The Boston marathon bombings one year later. Am J Nurs. 2014 abr.[citado em 2017 out. 29];114(4):20-2. Disponível em: 10.1097/01. NAJ.0000445679.99187.00

Pascoalino A, Almeida J. Gestão de risco, desenvolvimento e (meio) Ambiente no Brasil - um estudo de caso sobre os desastres naturais de Santa Catarina [Internet]. 2014[citado em 2017 ago 13]. Disponível em:http://www.ceped.ufsc.br/wp-content/uploads/2014/07/gestao_de_risco_desenvolvimento_e_meio_ambiente_no_brasil.pdf

Pereira CAR, Barata MML, Hoelz MPC, Medeiros VNL, Marincola FCV, Costa Neto C, et al. Avaliação econômica dos casos de Dengue atribuídos ao desastre de 2011 em Nova Friburgo (RJ), Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2014[citado em 2017 jan. 15];19:3693-704. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v19n9/1413-8123-csc-19-09-3693.pdf

Bernardes JF. Gestão patrimonial: materiais permanentes e bens móveis. Florianópolis: Imprensa Universitária; 2009.

Souza PP, Miranda ES, Osório de Castro CGS. Preparação da assistência farmacêutica para desastres: um estudo em cinco municípios brasileiros. Ciênc Saúde Colet. 2014[citado em 2017 out. 19];19:3731-42. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232014000903731&lng=pt&nrm=iso

Shoaf K, Osorio de Castro CG, Miranda ES. Hospital preparedness in advance of the 2014 FIFA World Cup in Brazil. Prehosp Disaster Med. 2014[citado em 2017 out. 29];29(4):409-12. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25007076

Publicado

01-08-2019

Como Citar

1.
Trevisan I, Witt RR. Impactos e legados de um desastre em um hospital universitário: referencial para a preparação. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de agosto de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49799

Edição

Seção

Pesquisa