Princípios éticos da equipe de enfermagem ao cuidar da dor do recém-nascido

Autores

  • Marialda Moreira Christoffel UFRJ, Escola de Enfermagem Anna Nery , Departamento Materno-Infantil; UFRJ, EEAN , Núcleo de Pesquisa Saúde da Criança
  • Janice Machado da Cunha Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem , Departamento Materno-Infantil
  • Alexandra dos Santos Freitas de Sant Anna HUPE
  • Renata Rodrigues Garcia HUPE

Palavras-chave:

Recém-nascido, Dor, Ética, Cuidados de Enfermagem, Direitos Humanos

Resumo

Com este estudo tem-se como objetivo analisar a perspectiva ética utilizada pela equipe de enfermagem em sua prática cotidiana. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada num hospital universitário, localizado no município do Rio de Janeiro. Foram entrevistados 8 integrantes da equipe de Enfermagem das Unidades Neonatais e atendidos todos os aspectos éticos da pesquisa sendo autorizado pelo Comitê de Ética em Pesquisa por meio do Processo nº 1239 - CEP/ HUPE - CAAE: 0107.0.228.000-05. Os resultados analisados estabelecem como categorias analíticas a beneficência, a não maleficência, a autonomia e a justiça. O profissional de enfermagem tem sua prática incorporada às questões éticas, contudo percebemos certa fragilidade no embasamento teórico/conceitual como forma de sistematizar o cuidado prestado ao recém-nascido que sente dor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-09-2009

Como Citar

1.
Christoffel MM, Cunha JM da, Sant Anna A dos SF de, Garcia RR. Princípios éticos da equipe de enfermagem ao cuidar da dor do recém-nascido. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de setembro de 2009 [citado 20º de maio de 2024];13(3). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/50532

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.