A economia dos sistemas tecno-produtivos rurais sob a perspectiva das trajetórias tecno-produtivas e sua expressão na paisagem amazônica

Autores

  • Anielli Rosane de Souza Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
  • Maria Isabel Sobral Escada Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
  • Luiz Gonzaga Feijão da Silva Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)
  • Danilo Araújo Fernandes Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Antônio Miguel Vieira Monteiro Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2021.34994

Palavras-chave:

Campesinato, Trajetórias tecno-produtivas, Paisagem

Resumo

Na Amazônia diversos sistemas tecno-produtivos rurais coexistem. O economista Francisco de Assis Costa introduziu as trajetórias tecno-produtivas como uma nova categoria para compreender o papel destes sistemas na dinâmica agrária. Essas trajetórias reafirmam a persistência histórica de produção rural associada ao campesinato. Nessa perspectiva, são discutidas as economias em que racionalidades camponesas e patronais deixam marcas na paisagem florestal. O artigo apresenta uma abordagem para o mapeamento dessas trajetórias. Imagens de satélites e novas técnicas de classificação digital permitem um monitoramento da sua evolução no espaço. Esta cartografia constitui-se como ferramental de mediação entre o conceito de trajetórias tecno-produtivas e sua expressão territorial. Essa abordagem permite que se ofereça maior visibilidade aos sistemas camponeses, apagados pela vertente do debate sobre desenvolvimento que ignora a diversidade estrutural da dinâmica agrária na Amazônia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anielli Rosane de Souza, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Mestre em Sensoriamento Remoto e Doutoranda; Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Maria Isabel Sobral Escada, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Doutora em Sensoriamento Remoto; Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Luiz Gonzaga Feijão da Silva, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)

Mestre em Planejamento do Desenvolvimento e Doutorando; Universidade Federal do Oeste do Pará.

Danilo Araújo Fernandes, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutor em desenvolvimento Socioambiental pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônico; Universidade
Federal do Pará.

Antônio Miguel Vieira Monteiro, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Doutor em engenharia eletrônica e controle/ciência da computação; Instituto Nacional de Pesquisas
Espaciais

Referências

AFFONSO, A. G. et al. As comunidades ribeirinhas do baixo Tapajós (PA): infraestrutura, mobilidade, serviços sócio ambientais e conectividade.São José dos Campos:INPE, , 2016. Disponível em: <http://mtc-m21b.sid.inpe.br/col/sid.inpe.br/mtc-m21b/2016/08.02.12.48/doc/publicacao.pdf>

ALMEIDA, C. A. DE et al. Typologies and spatialization of agricultural production systems in Rondônia, Brazil: Linking land use, socioeconomics and territorial configuration. Land, v. 5, n. 2, 2016.

ARAGÃO, L. E. O. C. et al. Environmental change and the carbon balance of Amazonian forests. Biological Reviews, v. 89, n. 4, p. 913–931, 2014.

ARTHUR, B. W. Increasing returns and path dependence in the economy. Ann Arbor: University of Michigan Press, 1994.

BOSERUP, E. Evolution agraire et pression demographique. Paris: Flammarion, 1970.

BRONDÍZIO, E. S. Agriculture intensification, economic identity, and shared invisibility in amazonian peasantry: Caboclos and colonists in comparative perspective. Culture & Agriculture, p. 181–214, 2008.

BRONDÍZIO, E. S. et al. Small Farmers and Deforestation in Amazonia. Revista Amazonia and Global Change, p. p.117-143, 2013.

BRONDÍZIO, E. S.; SIQUEIRA, A. D. From extractivists to forest farmers: Changing concepts of caboclo agroforestry in the Amazon estuary. In: ISAAC, B. L. (Ed.). . Londres: [s.n.]. p. 233–219.

CAMILOTTI, V. L. et al. The Importance of Forest Extractive Resources for Income Generation and Subsistence among Caboclos and Colonists in the Brazilian Amazon. 2020.

CHAYANOV, A. V. On the Theory of Non-Capitalist Economic Systems. The Theory of Peasant Economy, p. 1–28, 1966.

CODEÇO et al. Epidemiology, biodiversity and technological trajectories in the Brazilian Amazon: from malaria to COVID-19. Frontiers of Public Health - Planetary health impacts of pandemic coronaviruses, 2021. doi: 10.3389/fpubh.2021.647754

CORTES, J. C.; D’ANTONA, Á. DE O. Reconfiguração do Meio Rural no Oeste do Pará : Uma Abordagem Multiescalar da Mobilidade e Distribuição da População , e da Mudança no Uso-cobertura da Terra. V Encontro Nacional da Anppas. Anais...Florianópolis: 2010

COSTA, F. DE A. Racionalidade Camponesa e Sustentabilidade. p. 210–213, 1993.

COSTA, F. DE A. O Açaí nos Padrões de Reprodução de Camponeses Agrícolas do Nordeste Paraense: os casos de Capitão Poço e Irituia. p. 1–23, 1997.

COSTA, F. DE A. Políticas públicas e dinâmica agrária na Amazônia: Dos incentivos fiscais ao FNO, um capítulo de história econômico-social contemporânea. Papers do NAEA, v. 145, p. 30, 2000.

COSTA, F. DE A. Trajetórias Tecnológicas como Objeto de Política de Conhecimento para a Amazônia : uma metodologia de delineamento. Revista Brasileira de Inovação, v. 8, n. 1, p. 35–86, 2009.

COSTA, F. DE A. Lugar e significado da gestão pombalina na economia colonial do Grão-Pará. Nova Economia, v. 20, n. 1, p. 167–206, 2010.

COSTA, F. DE A. Formação rural extrativista na Amazônia: Os desafios do desenvolvimento capistalista (1720-1970). 1. ed. Belém-PA: NAEA, 2012a.

COSTA, F. DE A. Formação Agropecuária da Amazônia: Os desafios do desenvolvimento sustentável. Belém-PA: NAEA, 2012b.

COSTA, F. DE A. Grande capital e agricultura na Amazônia: a experiência Ford no Tapajós. Belém-PA: NAEA, 2012c.

COSTA, F. DE A. Economia Camponesa nas Fronteiras do Capitalismo: Teoria e Prática nos EUA e na Amazônia Brasileira. Belém-PA: NAEA, 2012d.

COSTA, F. DE A. Dinâmica Fundiária na Amazônia: Concorrência de trajetórias, incertezas e mercado de terras. Questões agrárias, agrícolas e rurais: Conjunturas e políticas públicas, n. October, p. 52–71, 2017.

COSTA, F. DE A. A Brief Economic History of the Amazon (1720-1970). New Cassel upon Tine: Cambridge Scholars Publishing, 2019a.

COSTA, F. DE A. As múltiplas faces da Amazônia. Pesquisa FAPESP, v. 277, p. 30–35, 2019b.

COSTA, F. DE A. Economia camponesa referida ao bioma da Amazônia: atores, territórios e atributos. Papers do NAEA, v. 29, n. 2, 2020a.

COSTA, F. DE A. Economia camponesa referida ao bioma da Amazônia: dimensões, territórios e atributos para o desenvolvimento sustentável e inclusivo. Papers do NAEA, v. 29, p. 1–23, 2020b.

COSTA, F. DE A. Structural diversity and change in rural Amazonia : a comparative assessment of the technological trajectories based on agricultural censuses (1995, 2006 and 2017). Nova Economia, v. 31, n. Aceito para publicação, p. 1–26, 2021.

COSTA, F. DE A.; FERNANDES, D. A.; CRISPIM, C. N. S. Constituição, Situação E Dinâmica De Arranjos Produtivos Locais: O Caso Do Apl De Açaí Na Região Do Grão-Pará (2002 a 2010). Análise Econômica, v. 36, n. 69, p. 109–137, 2018.

COSTA, F. DE A.; INHETVIN, T. A agropecuária na economia de várzea da Amazônia. 2. ed. Belém: [s.n.].

DE FIGUEIREDO, R. A. A.; BARROS, F. B. Sabedorias, cosmologias e estratégias de caçadores numa unidade de conservação da Amazônia. Desenvolvimento e Meio Ambiente, v. 36, p. 223–237, 2016.

DOSI, G. Technological paradigms and technological trajectories. A suggested interpretation of the determinants and directions of technical change. Research Policy, v. 11, n. 3, p. 147–162, 1982.

ESCADA, M. I. S. Evolução de padrões de uso e cobertura da terra na região Centro-Norte de Rondônia. São José dos Campos: INPE, 2003.

GOLLNOW, F. et al. Property-level direct and indirect deforestation for soybean production in the Amazon region of Mato Grosso, Brazil. Land Use Policy, v. 78, n. June 2017, p. 377–385, 2018.

HOMMA, A. K. O. A dinâmica do extrativismo vegetal na amazônia: Uma interpretação teórica. EMBRAPA-CPATU, p. 38, 1990.

HOMMA, A. K. O. Ciência, tecnologia e inovação no desenvolvimento rural da região amazônica. [s.l: s.n.]. v. 66

HOMMA, A. K. O. et al. O desenvolvimento mais sustentável da região amazônica : entre ( muitas ) controvérsias e o caminho possível *. Desenvolvimento Amazônia - Revista Colóquio, n. October, p. 0–3, 2020.

HURTIENNE, T. Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural Sustentável na Amazônia. Novos Cadernos NAEA, v. 8, p. 19–71, 2005.

IBGE. IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal. Disponível em: <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/30958-ibge-atualiza-limites-de-municipios-no-mapa-da-amazonia-legal>. Acesso em: 16 jun. 2021.

LOUREIRO, V. R. Amazônia: uma história de perdas e danos, um futuro a (re)construir. Estudos Avançados, v. 16, n. 45, p. 107–121, 2002.

MCGARIGAL, K.; MARKS, B. J. FRAGSTATS: spatial pattern analysis program for quantifying landscape structure. Forest Service General Technical Report PNW, v. 2, p. 351p, 1995.

MORAN, E. F.; BRONDÍZIO, E. S.; BATISTELLA, M. Trajetórias de desmatamento e uso da terra na Amazônia brasileira: um análise multiescalar. In: BATISTELLA, M.; MORAN, E. F.; ALVES, D. S. (Eds.). . Amazônia: Natureza e Sociedade em Transformação. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008. p. 55–70.

NOGUEIRA, K. DE N. S.; COSTA, F. DE A.; ADAMI, M. Território e trabalho: análise geoeconômica com base em trajetórias camponesas. Novos Cadernos NAEA, v. 21, n. 1, p. 117–137, 2018.

RODRIGUES, D. L. Pobreza multidimensional, território e meios de vida na região da ilha das Onças, município de Barcarena-PA. Belém-PA: Universidade Federal do Pará, 2019.

SANTOS, R. História Econômica da Amazônia (1800-1920). São Paulo: T. A. Queiroz, 1980.

SILVA, L. G. F. DA. Impactos do REDD em uma Economia Camponesa Amazônica: uma análise baseada em eficiência reprodutiva. [s.l.] Universidade Federal do Pará, 2012.

SILVA, M. P. D. S. et al. Remote-sensing image mining: detecting agents of land-use change in tropical forest areas. International Journal of Remote Sensing, v. 29, n. 795269034, p. 4803–4822, 2008.

SOUZA, A. R. DE. Economia e natureza: padrões de uso e cobertura da terra associados a atividades agropecuárias e extrativistas de comunidades do sudoeste do Pará. Dissertação (Sensoriamento Remto). São José dos Campos: INPE, 2016b.

SOUZA, A. R. DE et al. Cartografia do Invisível : Revelando a Agricultura de Pequena Escala com Imagens Rapideye na Região do Baixo Tocantins , Pa . Cartography of the Invisible : Revealing Small-scale Agriculture by RapidEye Imagery in the Region of Lower Tocantins , PA . v. 38, p. 137–153, 2019.

SOUZA, A. R. DE et al. Paisagens e uso da terra em núcleos populacionais e estabelecimentos rurais da região do baixo Tocantins - Pará. São José dos Campos: INPE. Relatório Técnico (Submetido), 2021.

SPAROVEK, G. et al.; Asymmetries of cattle and crop productivity and efficiency during Brazil’s agricultural expansion from 1975 to 2006. Elementa: Science of the Anthropocene 1 January 2018; 6 25. doi: https://doi.org/10.1525/elementa.187

VERA-DIAZ, M. DEL C. et al. An interdisciplinary model of soybean yield in the Amazon Basin: The climatic, edaphic, and economic determinants. Ecological Economics, v. 65, n. 2, p. 420–431, 2008.

WALKER, R. et al. A economia da Amazônia hoje e amanhã: integração nacional e a expansão da oferta. In: BATISTELLA, M.; MORAN, E. F.; ALVES, D. S. (Eds.). . Amazônia: Natureza e sociedade em transformação. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008. p. 117–136.

Downloads

Publicado

2023-05-18

Como Citar

SOUZA, A. R. de; ESCADA, M. I. S.; SILVA, L. G. F. da; FERNANDES, D. A.; MONTEIRO, A. M. V. A economia dos sistemas tecno-produtivos rurais sob a perspectiva das trajetórias tecno-produtivas e sua expressão na paisagem amazônica. Revista da UFMG, Belo Horizonte, v. 28, n. 3, p. 109–145, 2023. DOI: 10.35699/2316-770X.2021.34994. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/34994. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos