A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COMO ESPAÇO FORMATIVO DO PROFESSOR DE CORO INFANTIL EM CURSOS DE LICENCIATURA EM MÚSICA

Autores

Palavras-chave:

Extensão Universitária, Coral infantil, Formação Docente, Licenciatura, Música

Resumo

O canto coral infantil é uma modalidade de educação musical que tem inserção em vários setores da sociedade, incluindo a Educação Básica. Contudo, no Brasil, a formação do professor de coro infantil se dá quase exclusivamente por meios alternativos, como em festivais de curta duração. Quando os cursos de música ofertam unidades curriculares relacionadas ao tema, estas não são sufi cientes para que essa formação aconteça. Portanto, o objetivo deste ensaio é propor que essa formação se dê por meio de programas/ projetos de extensão universitária, em cursos de Licenciatura em Música. Para tal, estabelecemos relações entre a concepção de “novo lugar para a formação docente”, de Nóvoa (2017), e as cinco diretrizes de extensão universitária (FORPROEX, 2012). Para complementar, descrevemos as ações extensionistas que podem ser implementadas, com vistas a oferecer essa formação para o licenciando em Música.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Andrade, D.; Santos, W. J. dos, Santos, A. L. B. & Silva, T. (2018). Programa Extensionista de coro infantil em Sítio Eletrônico e seu reflexo no fortalecimento da Interação Dialógica. Anais do III Congresso Interdisciplinar de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão do Centro

Universitário Metodista Izabela Hendrix. Cidades Inclusivas: tecnologia e governança para o bem comum. Belo Horizonte, MG, Brasil, 628–638. http://izabelahendrix.edu.br/pesquisa/anais/PginasdeAnais201821.p.639p.652.pdf.

Araújo, P. B. de. (2016). Estudo de Caso da Oficina de Canto Coral do Programa Mais Educação na Escola Municipal Hilda Franco de Souza. Anais do IX Encontro Regional Norte da ABEM. Diversidade humana, responsabilidade social e currículos: interações na educação musical. Boa Vista, RR, Brasil, 1-11. http://www.abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/ixencontroregnt/reg_norte2016/paper/view/1608/764

Assef, M. (2013). O Canto e as lágrimas: o resgate da pureza e da afinação. In: Sobreira, Silvia. (Des)afi(n)ando a escola. 1ed. Brasília: Musimed.

Baccili Ribeiro, C. (2016). A profissionalidade do regente de coros infanto-juvenis em Campo Grande - MS. (Dissertação de Mestrado). Departamento de Música da Universidade de Brasília. Brasília, GO, Brasil. https://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UNB_cb80846cc84cce73fc8172ebc236245a.

Cavalcanti, K. M. C., Silva, A. P. P. da, & Gomes, A. M. M. (2017). Avaliação na Formação de um coro infantil da escola básica Dom Helder. Anais da XI Conferência Regional Latino-americana de Educação Musical da ISME. Educação musical latino-americana: tecendo identidades e fortalecendo interações. Natal, RN, Brasil, 1–10. http://abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/isme/2017/paper/view/2327.

Cruz, G. (2003). Canto, canção, cantoria: Como Montar um Coral Infantil. 2ed. São Paulo: SESC.

Dallazem, A. (2015). O Canto Coral ampliando o acesso à Educação Musical: uma experiência do PIBID Música. Anais do EDUCERE – XII Congresso Nacional de Educação. Curitiba, PR, Brasil, 42311 – 42320. https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/20343_9069.pdf.

Demo, P. (2015). Educar pela Pesquisa (10 ed.). Campinas: Autores Associados. Fonterrada, M. T. de O. (2008). De Tramas e Fios: Um ensaio sobre música e educação. (2ed.), São Paulo: FUNARTE/Editora UNESP.

FORPROEX – Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras. (2012). Plano Nacional de Extensão Universitária. (Extensão Universitária, v.1) Manaus: Editus. http://www.renex.org.br/documentos/2012-07-13-Politica-Nacionalde Extensao.pdf.

Gaborim-Moreira, A. L. I. & Oliveira, A. L. C. de. (2017) Formação do regente coral infantojuvenil em cursos de Licenciatura em Música: o caminho da extensão. Anais do XXIII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Educação Musical. Diversidade humana, responsabilidade e currículos: interações na Educação Musical. Manaus, AM, Brasil, 1-15. http://abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/congresso2017/cna/paper/view/2633/1392.

Gaborim-Moreira, A. L. I. (2015). Regência Coral Infantojuvenil no contexto da extensão universitária: a experiência do PCIU. (Tese de doutorado) Departamento de Música, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27158/tde-06092016-113253/pt-br.php.

Garcez, P. & Schlatter, M. (2017). Professores-autores-formadores: princípios e experiências para a formação de profissionais de educação linguística. In Mateus, E. & Tonelli, J (Orgs). Diálogos (im)pertinentes entre formação de professores e aprendizagem de línguas. São Paulo: Blucker.

Gatti, B. A. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade, 31(113), 1355-1379.

Lakschevitz, E. (2006). Reflexões sobre a Prática de Coro Infantil. In E. Lakschevitz (Org.), Ensaios: olhares sobre a música coral brasileira. Rio de Janeiro: Centro de Estudos de Música Coral / Oficina Coral.

Lima, A. R. B. de; & Santos Júnior, P. J. dos. (2015). Em busca da afinação no coral infantil como meio de musicalizar no Programa do PIBID de Música da UNASP. Anais do XXII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Educação Musical. Educação Musical: formação humana, ética e produção de conhecimento. Natal, RN, Brasil. http://abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/xxiicongresso/xxiicongresso/paper/viewFile/1255/649.

Mateiro, T.; Zanella, A. T. & Madeira, A. E. C. (2013). A prática do canto nas aulas de música: um estudo com uma turma de 4º ano. Anais do XXI Congresso Nacional da Associação Brasileira de Educação Musical, Ciência, Tecnologia e Inovação: perspectiva para pesquisa e ações em educação musical. Pirenópolis, GO, Brasil, 359–370.http://www.abemeducacaomusical.com.br/sistemas/anais/congressos/ABEM_2013_p.pdf#page=359.

Meneguetti, F. K. (2011). O que é um ensaio teórico? Documentos e Debates. Revista de Administração Contemporânea, 15 (2), 320 – 332. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000200010

Moreira, A. L. I. G. & Stocchero, M. A. (2015). Projeto Coral Infantojuvenil (PCIU!): ensino, pesquisa e extensão na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Anais do XXII congresso nacional da associação brasileira de educação musical. Natal, RN, Brasil. http://

www.abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/regional_norte/index/search/authors/viewfirstName=Ana%20Lucia&middleName=Iara&lastName=Gaborim%20Moreira&affiliation=UFMS&country=BR.O

Nóvoa, A. (2017). Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, 47 (166), 1106-1133.

Oliveira, J. C. A. de; Lourenço, J. M. S. & Cruz, V. da. (2016). O PIBID de Música no CoraLic. Anais do XIV Encontro Regional Centro-Oeste da ABEM, Diversidade humana, responsabilidade social e currículos: interações na educação musical. Cuiabá, MT, Brasil. Disponível em: http://abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/regco2016/regco2016/paper/view/2191.

Passos, L. F. (2016). Práticas formativas em grupos colaborativos: das ações compartilhadas à construção de novas profissionalidades. In M. André (Org). Práticas inovadoras na formação de professores. Campinas: Papirus.

Penna, M.; Mendes, E.; Bandeira, I. & Barros, O. R. (2015). O Canto Coral no Programa Mais Educação: a defasagem entre a proposta e a ação. Anais do XXII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Educação Musical, Natal, RN, Brasil. Anais. http://abemeducacaomusical.com.br/conferencias/index.php/xxiicongresso/xxiicongresso/paper/viewFile/1017/431.

Pereira, M. V. M. (2013). O Ensino Superior e as Licenciaturas em Música: Um retrato do habitus conservatorial nos documentos curriculares. Campo Grande: Editora UFMS.

Sobreira, S. (2013). O canto como elemento de musicalização. In: Sobreira, Silvia. (Des)afi(n)ando a escola. 1ed. Brasília: Musimed.

Souza, J. (1997). Da formação do profissional em música nos cursos de licenciatura. Anais do Seminário de Artes e Design no Brasil. Salvador, BA, Brasil, 13 - 20. http://abemeducacaomusical.com.br/revista_abem/ed8/revista8_completa.pdf.

Souza, D.; & Reis, A. C. (2019). Regência de Corais Escolares. Anais do I Congresso de Canto Coral. São Paulo, SP, Brasil, 355–365. http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/002954362.pdf

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

ANDRADE, D. A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COMO ESPAÇO FORMATIVO DO PROFESSOR DE CORO INFANTIL EM CURSOS DE LICENCIATURA EM MÚSICA. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], 2023. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/37460. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos