USO DA REDE SOCIAL COMO MEIO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19

Autores

Palavras-chave:

Redes sociais, Pandemia, Promoção da saúde, Educação em saúde

Resumo

Realizar estratégias de promoção da saúde embasadas na educação em saúde tem sido uma das principais escolhas de práticas inclusivas e integrativas na sociedade. Em 2020, a pandemia da COVID-19 reorganizou a vida em comunidade, gerando mudanças comportamentais, individuais e coletivas, acarretando a necessidade de se intensificar as novas políticas de saúde de modo a contemplar a população. Este estudo, nesse sentido, analisa estratégias de promoção da saúde pela Educação Popular em Saúde e sua contribuição para práticas sociais. As ações foram realizadas a partir de um Projeto de Extensão, que utilizou as redes sociais como via ativa e de mão dupla entre universidade e sociedade para a promoção da saúde. Fez-se uso das ferramentas ofertadas pela plataforma Instagram para promover maior alcance, nas redes sociais, de usuários ativos e interessados no assunto. A Educação Popular em Saúde tem se tornado a possibilidade de maior atuação na criação de vínculos entre o profissional e o fazer cotidiano da população, sendo uma estratégia de construção com a participação popular no redirecionamento da vida social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

- Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3.ed. Brasília; 2010.

- Ministério da Saúde (Brasil). PNEPS-SUS-Política Nacional de Educação Popular em Saúde no Sistema Único de Saúde. Edit. MS. 2015. Disponível em: http://www.edpopsus.epsjv.fiocruz.br/documentos/folder-da-politica-nacional-educacao-popular-em-saude.

- Vasconcelos, E. M., Vasconcelos, M. O. D., & da Silva, M. O. (2015). A contribuição da Educação Popular Para Areorientação das Práticas E da Política de saúdeno Brasil. Rev. da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, 24(43), 89-06. Disponível em: https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.v24.n43.

- Curran, V., Matthews, L., Fleet, L., Simmons, K., Gustafson, DL, & Wetsch, L. (2017). Uma revisão das tecnologias digitais, sociais e móveis na educação profissional em saúde. Journal of Continuing Education in the Health Professions , 37 (3), 195-206. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1097/CEH.0000000000000168.

- Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Diretrizes de Políticas da Unesco para a aprendizagem móvel. Unesco. 2014.

- França, T., Rabello, E. T., & Magnago, C. (2019). As mídias e as plataformas digitais no campo da Educação Permanente em Saúde: debates e propostas. Saúde em Debate, 43, 106-115. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-11042019s109.

- Passos, J. A., Vasconcellos-Silva, P. R., & Santos, L. A. D. S. (2020). Curta e compartilhe: conteúdos sobre alimentação saudável e dietas em páginas do Facebook. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 24. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/interface.200086.

- Ministério da Saúde (Brasil). O que é coronavírus? (COVID-19). 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br.

- Ornell, F. E. L. I. P. E., Schuch, J. B., Sordi, A. O., & Kessler, F. H. (2020). Pandemia de medo e COVID-19: impacto na saúde mental e possíveis estratégicas. Revista debates in psychiatry, 2020.

- Maciel, F. B. M., Santos, H. L. P. C. D., Carneiro, R. A. D. S., Souza, E. A. D., Prado, N. M. D. B. L., & Teixeira, C. F. D. S. (2020). Agente comunitário de saúde: reflexões sobre o processo de trabalho em saúde em tempos de pandemia de Covid-19. Ciência & Saúde Coletiva, 25, 4185-4195. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.28102020.

- Cruz PJSC. Educação popular: a reinvenção na universidade. In: Vasconcelos EM, Cruz PJSC. Educação popular na formação universitária: reflexões com base em uma experiência. São Paulo: Hucitec; João Pessoa: Editora Universitária da UFPB; 2011. p. 40-61.

- Helioterio, M. C., Lopes, F. Q. R. D. S., Sousa, C. C. D., Souza, F. D. O., Pinho, P. D. S., Sousa, F. N., & Araújo, T. M. D. (2020). Covid-19: Por que a proteção de trabalhadores e trabalhadoras da saúde é prioritária no combate à pandemia?. Trabalho, Educação e Saúde, 18. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sol00289.

- Boehs, A. E., Monticelli, M., Wosny, A. D. M., Heidemann, I., & Grisotti, M. (2007). A interface necessária entre enfermagem, educação em saúde e o conceito de cultura. Texto & Contexto-Enfermagem, 16, 307-314. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072007000200014.

- Salci, M. A., Maceno, P., Rozza, S. G., Silva, D. M. G. V. D., Boehs, A. E., & Heidemann, I. T. S. B. (2013). Educação em saúde e suas perspectivas teóricas: algumas reflexões. Texto & Contexto-Enfermagem, 22, 224-230.Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000100027.

- Lacerda DAL, Ribeiro KSQQS. Fisioterapia na Comunidade. Edit. Universitária da UFPB. João Pessoa: 2011. 354.

- Ministério da Saúde (Brasil). Temático promoção da saúde IV. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde; 2009 In: Matta RD. Você tem cultura?. Jornal Embratel [online]. 2009. Disponível em: http://naui.ufsc.br/files/2010/09/DAMATTA_ voce_tem_cultura.pdf.

- Vasconcelos, M. L. M. C., Brito, R. H. P. B. (2006). Conceitos de Educação em Paulo Freire. Editora Vozes Limitada.

- Malta, D. C., Szwarcwald, C. L., Barros, M. B. D. A., Gomes, C. S., Machado, Í. E., Souza, P. R. B. D., & Gracie, R. (2020). A pandemia da COVID-19 e as mudanças no estilo de vida dos brasileiros adultos: um estudo transversal, 2020. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 29. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1679-49742020000400026.

- Peçanha, T. et al. (2020). O isolamento social durante a pandemia de COVID-19 pode aumentar a inatividade física e a carga global de doenças cardiovasculares. American Journal of Physiology-Heart and Circulatory Physiology. 318, 6: H1441-46. Disponível em: https://doi.org/10.1152/ajpheart.00268.2020.

- Pitanga, F. J. G., Beck, C. C., & Pitanga, C. P. S. (2020). Atividade física e redução do comportamento sedentário durante a pandemia do Coronavírus. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 114, 1058-1060. Disponível em: https://doi.org/10.36660/abc.2020023.

- Instituto Nacional De Câncer (Inca). Diretrizes para detecção precoce do câncer de mama no Brasil. 2015. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//diretrizes_deteccao_precoce_cancer_mama_brasil.pdf.

- Crochemore-Silva, I., Knuth, A. G., Wendt, A., Nunes, B. P., Hallal, P. C., Santos, L. P., & Pellegrini, D. D. C. P. (2020). Prática de atividade física em meio à pandemia da COVID-19: estudo de base populacional em cidade do sul do Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 25, 4249-4258. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320202511.29072020. ISSN 1678-4561.

- Barboza, L. E. M., Silveira, I. S. D., Leite, P. C., Christoffel, M. M., Gomes, A. L. M., Souza, T. V. D., & Silva, G. C. L. D. (2020). Os conceitos de Florence Nightingale em tempos de pandemia da COVID-19 retratados em história em quadrinhos: relato de experiência. Escola Anna Nery, 24(SPE). Disponível em: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2020-0200.

- Modesto, A. A. D. A., Lima, R. L. B. D., D’Angelis, A. C., & Augusto, D. K. (2017). Um novembro não tão azul: debatendo rastreamento de câncer de próstata e saúde do homem. Interface-Comunicação, Saúde, Educação. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1807-57622016.0288.

- Moisés M. A educação em saúde, a comunicação em saúde e a mobilização social na vigilância e monitoramento da qualidade da água para consumo humano. Jorn. do Movimento Popular de Saúde/MOPS. 2003.

Downloads

Publicado

2023-07-22

Como Citar

DIAS, A. J.; LEITE, L. de P.; ROSELI SILVA DE OLIVEIRA; THAYANE FÁVERO SILVEIRA; MARTA LUIZA DIAS; JOSÉ VITOR VIEIRA SALGADO. USO DA REDE SOCIAL COMO MEIO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], 2023. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/37784. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos