OFICINAS EXTENSIONISTAS NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

SAÚDE MENTAL E GÊNERO EM DEBATE

Autores

Palavras-chave:

Saúde mental, Gênero, Centro de atenção psicossocial

Resumo

Saúde mental e gênero são discussões recentes e necessárias para compreendermos como os mecanismos de opressão sociais funcionam e adoecem mulheres na sociedade atual. Neste trabalho, discutiremos como a atenção à saúde mental foi construída historicamente e também a elaboração de políticas de assistência à saúde no Brasil, apresentando as mulheres como as mais impactadas tanto pela história quanto pela utilização dos equipamentos de saúde. Em seguida, apresentaremos a proposta de oficinas extensionistas que auxiliaram na abordagem de temas e conceitos complexos para um grupo de mulheres pacientes do CAPS II, com o intuito de compreender a relação entre saúde mental e violência de gênero. A ação de extensão é parte de uma pesquisa maior, fruto de uma dissertação de mestrado de uma das autoras

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Amarante, Paulo (1995). Loucos pela vida: A trajetória da Reforma Psiquiátrica no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz.

Andrade, Ana Paula Muller (2014). (Entre) Laçamentos possíveis entre gênero e saúde mental. In: Zanello, Valeska. Andrade, Ana. Paula Muller. Saúde Mental e gênero: diálogos, práticas e interdisciplinaridade, Curitiba: Appris.

Batistella, Carlos (2007). Abordagens contemporâneas do conceito de saúde. In: Fonseca, Angélica Ferreira; Corbo, Ana Maria D’Andrea (Org.). O território e o processo saúde-doença. Rio de Janeiro: EPSJV/FIOCRUZ.

Beauvoir, Simone (2009). O Segundo Sexo. 2 ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Brasil (2001). Ministério da Saúde. Lei n. 10.216 de 6 de abril 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Ministério da Saúde.

Brasil (2002). Ministério da Saúde. Portaria nº 336 de19 de fevereiro de 2002.

Brasil (2013). Vulnerabilidade: gênero, pobreza, cor da pele e desigualdade. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Cadernos de Atenção Básica, n.34. Brasília, Ministério da Saúde.

Engel, Magali (2000). Psiquiatria e feminilidade. In: Priore, Mary Del (org). História da Mulheres no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto.

Foucault, Michel (2003). História da Loucura na Idade Clássica. São Paulo: Perspectiva.

Freire, Paulo (2005). Pedagogia do oprimido: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Louro, Guacira Lopes (1997). Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes.

OPAS, Declaração de Caracas. Organização Pan-Americana da Saúde. Organização Mundial da Saúde. Caracas, 1990.

Passos, Rachel Gouveia; Pereira, Melissa de Oliveira (2017). Luta Antimanicomial, Feminismos e Intersecionalidades: Notas para debate. In: Passos, Rachel Gouveia; PEREIRA, Melissa de Oliveira (orgs) Luta antimanicomial e feminismos: discussões de gênero, raça e classe para a reforma psiquiátrica brasileira. 1 ed. Rio de Janeiro: Autografia.

Rojão, Graça et al. (2011). Coolkit: Jogos para a não-violência e igualdade de gênero. Covilhã.

Rubin Gayle (1993) O tráfico de mulheres. Notas sobre a ‘Economia Política’ do sexto. Tradução de Christine Rufino Dabat. Recife: SOS Corpo.

Showalter, Elaine (1985). The female Maladay-Women, Madness and English Culture 1930- 1980. London Pantheon Books.

Zanello,Valeska (2017). Saúde Mental, Gênero e Interseccionalidades. Passos, Rachel Gouveia; Pereira Melissa de Oliveira (orgs). Luta antimanicomial e feminismos: discussões de gênero, raça e classe para a reforma psiquiátrica brasileira. 1. ed. Rio de Janeiro: Autografia.

Zanello, Valeska (2018). Saúde Mental, gênero e dispositivos: cultura e processos de subjetivação. 1. ed. Curitiba: Appris.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

SOUSA, C. V. L. de; AMATO, L. J. D. OFICINAS EXTENSIONISTAS NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: SAÚDE MENTAL E GÊNERO EM DEBATE. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], 2023. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/37788. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos