PATRIMÓNIO UNIVERSITÁRIO

REFLEXÕES PARA UM TRABALHO EM REDE

Autores

Palavras-chave:

Património universitário, Redes de museus, Condição contemporânea, Políticas públicas, Cultura

Resumo

O museu é hoje uma instituição central da Cultura, repositório de formas de expressão patrimonial e artística e de saber técnico e científico. O sistema reticular aplicado ao mundo da cultura tem sido, porventura, o instrumento mais eficaz de acesso dos públicos a equipamentos tradicionalmente encarados como elitistas, como sejam as bibliotecas, os arquivos e os museus. A crise financeira internacional, obrigando as administrações públicas a maior contenção orçamental, tem-se traduzido num ainda mais acentuado sufoco da área da cultura, tanto nos sectores da criação artística quanto nos do património cultural. Neste contexto, o trabalho em rede apresenta-se como solução racionalizadora de recursos humanos, financeiros, ou espaciais, de que as redes municipais e universitárias ‒ agora emergentes um pouco por todo o território nacional, mas igualmente em municípios e universidades de países como o Brasil ‒ são exemplo inspirador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Carlos Pires Brigola, Universidade de Évora- Portugal


Escola de Ciências Sociais -Universidade de Évora- Portugal
Professor Auxiliar com Agregação
joaobrigola@gmail.com

Referências

Ensaio

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

BRIGOLA, J. C. P. . PATRIMÓNIO UNIVERSITÁRIO: REFLEXÕES PARA UM TRABALHO EM REDE. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], v. 10, n. 2, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/42247. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Patrimônio Universitário em Rede