WEBSEMINÁRIO VULNERABILIDADES

DISCUSSÃO SOBRE POPULAÇÕES VULNERÁVEIS

Autores

Palavras-chave:

Vulnerabilidade em Saúde, População em Situação de Rua, População Negra

Resumo

Objetivo: Relatar a experiência de um webseminário sobre a vulnerabilidade no contexto da população em situação de rua e da população negra. Método: Trata-se de relato de experiência sobre os resultados de um evento de extensão fruto do Programa de Apoio Integrado a Eventos (PAIE), realizado de forma online em dezembro de 2020. A experiência extensionista em projetos destinados à população em vulnerabilidade impulsionou a realização do evento, a fim de produzir discussões acerca da temática. Resultados: O evento foi divulgado em mídias sociais e por meio de website. Obteve 772 inscrições de 23 estados do país e média de 150 participantes durante a transmissão. As discussões envolveram os componentes da vulnerabilidade relacionada à população em situação de rua e à população negra, com ênfase nos desafios para a atenção integral, na necessidade de articulação de diferentes setores e serviços e na formação profissional qualificada. Conclusões e implicações para a prática: Os expositores destacaram a escassez de recursos, políticas públicas e serviços básicos e enfatizaram a necessidade de articulação intersetorial, a formação qualificada e a capacitação permanente de profissionais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Almeida, S. (2019). Racismo estrutural. São Paulo: Pólen Produção Editorial LTDA.

Ayres, J. R. de C. M., Calazans, G. J., Saletti Filho, H. C., & Franca Junior, I. (2009). Risco, vulnerabilidade e práticas de prevenção e promoção da saúde. Tratado de saúde coletiva. São Paulo: HUCITEC/ FIOCRUZ.

Ayres, J. R. C. M., França Júnior, I., Calazans, G. J., & Saletti Filho, H. C. (2003). O conceito de vulnerabilidade e as práticas de saúde: novas perspectivas e desafios. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências, 2, 121-143. https://repositorio.usp.br/item/001528349

Borret, R. H., Araujo, D. H. S. D., Belford, P. S., Oliveira, D. O. P. S. D., Vieira, R. C., & Teixeira, D. S. (2020). Reflexões para uma Prática em Saúde Antirracista. Revista Brasileira de Educação Médica, 44. https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.supl.1-20200405

Brasil.(2009). Decreto nº 7053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências [Internet]. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_

ato2007-2010/2009/decreto/d7053.htm

Brasil. (2015). Estatuto da igualdade racial [recurso eletrônico]: Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010, e legislação correlata. Brasília. http://mariadorosario.com.br/wp-content/uploads/2017/09/estatuto_igualdade_racial_4ed_reimp.pdf.

Brasil (2017). Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: uma política para o SUS. Brasília. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_saude_populacao_negra_3d.pdf

Brasil. (2019). Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. População Negra: vigilância de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre a frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2018. Brasília. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2018_populacao_negra.pdf.

Brasil. (2009). Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Rua: aprendendo a contar. Pesquisa Nacional sobre a população em situação de Rua. Brasília, DF.

Calazans, G. J., Pinheiro, T. F., & Ayres, J. R. D. C. M. (2018). Vulnerabilidade programática e cuidado público: Panorama das políticas de prevenção do HIV e da Aids voltadas para gays e outros HSH no Brasil. Sexualidad, Salud y Sociedad, 29, 263-293. https://doi.org/10.1590/1984-6487.sess.2018.29.13.a

Carmo, M. E. D., & Guizardi, F. L. (2018). O conceito de vulnerabilidade e seus sentidos para as políticas públicas de saúde e assistência social. Cadernos de Saúde Pública, 34. https://doi.org/10.1590/0102-311X00101417

Correia, A., Santos, C. T., Nery, T. C., Vieira, S. N. S., Sanches, G. D. J. C., Damasceno, G. M. C., & Nascimento, J. P. Vivências dos usuários do centro de referência especializado para população em situação de rua: relato de experiência. Saúde em foco: temas contemporâneos. Editora Científica Digital. https://www.editoracientifica.com.br/artigos/vivencias-dos-usuarios-do-centro-de-referencia-especializado-para-populacao-em-situacao-de-rua-relato-de-experiencia

Ferreira, J. T., & Engstrom, E. M. (2017). Estigma, medo e perigo: representações sociais de usuários e/ou traficantes de drogas acometidos por tuberculose e profissionais de saúde na atenção básica. Saúde e Sociedade, 26, 1015-1025. https://doi.org/10.1590/S0104-12902017155759

GOFFMAN, Erving. Behavior in public places. Simon and Schuster, 2008. Gomes, I. C. R., Damasceno, R. O., Nery, A. A., Martins Filho, I. E., & Vilela, A. B. A. (2017). Implementação da política nacional de atenção integral à saúde da população negra na Bahia. Revista Baiana de Enfermagem, 31(2).‎ http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i2.21500

Hamada, R. K. F., Alves, M. J. M., Hamada, H. H., Hamada, J. S. F., & Valvassori, P. M. D. (2018). População em situação de rua: a questão da marginalização social e o papel do estado na garantia dos direitos humanos e do acesso aos serviços de saúde no Brasil. Revista de APS, 21(3). https://doi.org/10.34019/1809-8363.2018.v21.16041

Hino, P., Santos, J. D. O., & Rosa, A. D. S. (2018). Pessoas que vivenciam situação de rua sob o olhar da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, 71, 684-692. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0547

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2016). Síntese de Indicadores Sociais. Uma análise das condições de vida da população brasileira. https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv98965.pdf

Mendes, C. R. P., & Horr, J. F. (2014). Vivência nas ruas, dependência de drogas e projeto de vida: um relato de experiência no CAPS-ad. Revista Psicologia e Saúde, 6(1), 90-97.

Mendes, K. T., Ronzani, T. M., & Paiva, F. S. D. (2019). População em situação de rua, vulnerabilidades e drogas: uma revisão sistemática. Psicologia & Sociedade, 31. https://doi.org/10.1590/1807-0310/2019v31169056

Paiva, I. K. S. D., Lira, C. D. G., Justino, J. M. R., Miranda, M. G. D. O., & Saraiva, A. K. D. M. (2016). Direito à saúde da população em situação de rua: reflexões sobre a problemática. Ciência & Saúde Coletiva, 21, 2595-2606. https://doi.org/10.1590/141381232015218.06892015

Oliveira, A., & Guizardi, F. L. (2020). A construção da política para inclusão de pessoas em situação de rua: avanços e desafios da intersetorialidade nas políticas de saúde e assistência social. Saúde e Sociedade, 29. https://doi.org/10.1590/S0104-12902020190650

Prado, M. A. R. D., Gonçalves, M., Silva, S. S. D., Oliveira, P. S. D., Santos, K. D. S., & Fortuna, C. M. (2021). Homeless people: health aspects and experiences with health services. Revista Brasileira de Enfermagem, 74. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2019-0200

Rosa, A. S.; Brêtas, A. C. P. (2015). A violência na vida de mulheres em situação de rua na cidade de São Paulo, Brasil. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 19(53), p. 275-285, 2015. https://doi.org/10.1590/1807-57622014.0221

Santos, H. L. P. C. D., Maciel, F. B. M., Santos, K. R., Conceição, C. D. V. S. D., Oliveira, R. S. D., Silva, N. R. F. D., & Prado, N. M. D. B. L. (2020). Necropolítica e reflexões acerca da população negra no contexto da pandemia da COVID-19 no Brasil: uma revisão bibliográfica. Ciência & Saúde Coletiva, 25, 4211-4224. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.25482020

Santos, M. P. A. D., Nery, J. S., Goes, E. F., Silva, A. D., Santos, A. B. S. D., Batista, L. E., & Araújo, E. (2020). População negra e Covid-19: reflexões sobre racismo e saúde. Estudos avançados, 34, 225-244. https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2020.3499.014

Sevalho, G. (2018). O conceito de vulnerabilidade e a educação em saúde fundamentada em Paulo Freire. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 22(64), jan./mar. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/1807-57622016.0822

Silva, L. L. B., & Weinstein, M. (2019). A realidade do Ensino Médio do campo no contexto da Educação das Relações Étnico-Raciais. ODEERE, 4(8), 236-259. https://periodicos2.uesb.br/index.php/odeere/article/view/5704

Werneck, J. (2016). Racismo institucional e saúde da população negra. Saúde e Sociedade, 25, 535-549. https://doi.org/10.1590/S0104-129020162610

Wijk, L. B. V., & Mângia, E. F. (2019). Atenção psicossocial e o cuidado em saúde à população em situação de rua: uma revisão integrativa. Ciência & saúde coletiva, 24, 3357-3368. https://doi.org/10.1590/1413-81232018249.29872017

World Health Organization. (2010). A conceptual framework for action on the social determinants of health. https://www.who.int/publications/i/item/978924150085

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

FREITAS , G. L. de; SOUZA , T. R. de; GRACIANO , G. F.; CERDA , C. M. P. de la; REZENDE, L. S.; SANTOS , T. C. C.; REZENDE , L. C.; CARAM , C. da S. WEBSEMINÁRIO VULNERABILIDADES: DISCUSSÃO SOBRE POPULAÇÕES VULNERÁVEIS. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], 2023. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/44569. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos