O CURRÍCULO DO CURSO TÉCNICO DE MINERAÇÃO NO ALTO PARAOPEBA/MG

RELAÇÕES ENTRE FORMAÇÃO, POLÍTICAS EDUCACIONAIS E O MUNDO DO TRABALHO

Autores

  • Shahla Cardoso de Albuquerque Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG)
  • Vânia Noronha Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC)

DOI:

https://doi.org/10.17648/2238-037X-trabedu-v28n3-12116

Palavras-chave:

Currículo, Educação Profissional, Curso Técnico de Mineração

Resumo

A presente pesquisa foi desenvolvida na Região do Alto Paraopeba/MG e se refere a um estudo acerca do currículo do curso técnico em mineração. Tomamos como ponto de partida as seguintes questões: que concepções de currículo subsidiam a proposta do curso técnico de mineração? Como o currículo vem sendo organizado nas escolas para formar o técnico em mineração com base nas exigências legais, bem como dos documentos oficiais, previstos para esta modalidade? O que se diz e o que se faz em relação à organização curricular deste curso? Nosso objetivo foi analisar as políticas públicas para a educação profissional do técnico em mineração e desvendar como a instituição pesquisada alinha seu processo de organização, discussão e implantação do currículo a elas. Buscamos compreender a proposta deste curso, tendo por referência as contribuições teóricas sobre o currículo e as mudanças ocorridas na legislação educacional brasileira desde sua implantação, tendo por referência autores como Michael Apple, Tomás Tadeu Silva, Marise Ramos, Gaudêncio Frigotto, entre outros. Para contextualizar o estudo, reportamos à história da mineração no Brasil e da região estudada. O lócus de pesquisa foi o Centro de Educação Profissional e Tecnológica General Edmundo Macedo Soares e Silva – CET, o que a caracterizou num estudo de caso. Após a análise dos dados coletados concluiu-se, dentre outros aspectos, que, embora cada período histórico apresente documentos e propostas oficiais distintas, os currículos passam por poucas mudanças, estabelecendo uma cultura escolar tradicional e, ainda, a burocrática adequação às exigências legais nem sempre conduzem à uma reflexão sobre a prática escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Shahla Cardoso de Albuquerque, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG)

Doutoranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais- PUC-Minas, Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais- PUC-Minas, Graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Congonhas. Pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - IFMG- campusCongonhas.

Vânia Noronha, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC)

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo-USP, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG, Graduação em Educação Física  pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais- PUC-Minas. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC-Minas.

Referências

ALBUQUERQUE, Shahla, Cardoso de. O currículo de um curso técnico em mineração na Região do Alto Paraopeba: história, construção e prática na educação professional. [Dissertação]. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2016.

APPLE, Michael W. A política do conhecimento oficial: faz sentido a ideia de um currículo nacional? In: MOREIRA, Antônio Flavio; SILVA, Tomaz Tadeu da (orgs.). Currículo, Cultura e Sociedade. Tradução de Maria Aparecida Baptista. 7ª ed. Revista. 2002.

APPLE, Michael W. Ideologia e Currículo. Porto Alegre: Artmed, 1999. 288p.

AZEVEDO, Úrsula Ruchkys. Patrimônio geológico e geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: potencial para a criação de um geoparque da UNESCO. 2007. Tese [Doutorado] – Programa de Pós-Graduação em Geologia. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2007.

BARBIERI, Alisson Flávio; SANTOS Reinaldo Onofre dos. Crescimento Econômico, Projeções Populacionais e Planejamento Regional: Cenários Econômico-Demográficos Para o Alto Paraopeba-MG. XV Seminário Sobre a Economia Mineira. CEDEPLAR, 2012. Disponível em: http://diamantina.cedeplar.ufmg.br/2012/trabalho/demografia/crescimento-economico,-projecoespopulacionais-e-planejamento-regional-cenarios-economico-demograficos-para-o-alto-paraopeba-mg. Acesso em: 20 fev. 2015.

BARBIERI, Alisson Flávio; SANTOS Reinaldo Onofre dos. Projeção Demográfica de Pequenas Áreas Integrada a Projeções Econômicas: um estudo de cenários de migração para a região do Alto Paraopeba. REVISTA PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO, Curitiba, n.121, p.19-39, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.ipardes.pr.gov.br/ojs/index.php/%20revistaparanaense/article/viewFile/423-/686>. Acesso em: 20 fev. 2015.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 06 de 20 de setembro de 2012. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Técnica de Nível Médio. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Brasília. 2012.

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. Institucional. Disponível em: <http://cetcongonhas.com.br/institucional>. Acesso em: 15 mar. 2015.

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. Arquivo interno - fotografias. 1970 - 2015.

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. Plano do Curso Técnico de Mineração. Fundação CSN. Congonhas, MG. Vigência 10/02/2003.

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. Projeto Político Pedagógico. [Martins, D. P; Fernandes, M. M., Teodoro, V.C.S., Silva, J.S.] Fundação CSN. Congonhas, MG. 2015.

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. Regimento. Versão atualizada 2015 - 01/09/2014. Congonhas. MG. 2015.

DIRETORIA DE ENSINO INDUSTRIAL DE MINAS GERAIS. Parecer sobre autorização de funcionamento. [s.n]. 03 de março de 1969.

ESCOLA INDUSTRIAL GENERAL EDMUNDO MACEDO SOARES E SILVA. EIGEMSS. Regimento Interno. Congonhas. MG. 1962.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA. IBGE. Censo demográfico 2010. Disponível em: http://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html. Acesso em: 23 fev. 2016

MILANEZ, B. Grandes minas em Congonhas (MG), mais do mesmo? In: Recursos Minerais e Sustentabilidade. Rio de Janeiro: CETEM/MCTI, 2011.v.1. p.199-228.

MINAS GERAIS. Resolução 458 de 31 de outubro de 2013. Estabelece normas complementares e operacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio no Sistema Estadual de Ensino de Minas Gerais. Conselho Estadual de Educação. Belo Horizonte, MG. Disponível em: http://www.cee.mg.gov.br/index.php?option=com_docman&Itemid=144. Acesso em: 22 mar. 2016.

NETO, Maria João Batista. Wilhelm Ludwig von Eschwege (1777-1855) - um percurso cultural e artístico entre a Alemanha, o Brasil e Portugal. CEPESE publicações. 2007. Disponível em: http://www.cepesepublicacoes.pt/portal/pt/obras/artistas-e-artifices-e-sua-mobilidade-no-mundo-deexpressao-portuguesa/wilhelm-ludwig-von-eschwege-1777-1855-um-percurso-cultural-e-artistico-entre-aalemanha-o-brasil-e-portugal. Acesso em: 14 set. 2015.

RAMOS, Marise. A Educação Profissional Pela Pedagogia das Competências e a Superfície dos Documentos Oficiais. Revista Educação e Sociedade. Campinas, vol. 23, n. 80, setembro/2002, p. 401-422. Disponível em: http://escoladegestores.mec.gov.br/site/8-biblioteca/pdf/mn_ramos.pdf . Acesso em 24 fev. 2016.

RAMOS, Marise A noção de competências na relação trabalho e educação: superando mitos e traçando horizontes. In: Maria Lucia Mendes de Carvalho. (Org.). Cultura, Saberes e Práticas: Memórias e História da Educação Profissional. São Paulo: Centro Paula Souza, 2011, v. 1, p. 15-34.

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E POLÍTICA URBANA DE MINAS GERAIS. SEDRU; CONSÓRCIO PÚBLICO DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DO ALTO PARAOPEBA. CODAP. Plano de Desenvolvimento Regional do Alto Paraopeba: Investimentos Estratégicos. Belo Horizonte. 2011.

SECRETARIA MUNICIPAL DE BELO VALE. Número de escolas do município. [mensagem pessoal].Mensagem recebida por em: 07 mar. 2016.

SUPERINTENDENCIA REGIONAL DE ENSINO DE CONSELHEIRO LAFAIETE. SRE-CL. Aos cuidados de Júnia. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida em: 02 mar. 2015.

SUPERINTENDENCIA REGIONAL DE ENSINO DE CONSELHEIRO LAFAIETE. SRE-CL. Jurisdição. Disponível em: http://srelafaiete.educacao.mg.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=-1328&Itemid=550. Acesso em: 12 out. 2015.

Downloads

Publicado

2019-12-11

Como Citar

ALBUQUERQUE, S. C. de; NORONHA, V. O CURRÍCULO DO CURSO TÉCNICO DE MINERAÇÃO NO ALTO PARAOPEBA/MG : RELAÇÕES ENTRE FORMAÇÃO, POLÍTICAS EDUCACIONAIS E O MUNDO DO TRABALHO . Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 28, n. 3, p. 147–160, 2019. DOI: 10.17648/2238-037X-trabedu-v28n3-12116. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/12116. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS