TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO E POLÍTICA PÚBLICA EDUCACIONAL NO BRASIL

Autores

  • Leonardo Moura Lima Calmon de Siqueira Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Laumar Neves de Souza Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.17648/2238-037X-trabedu-v29n1-16240

Palavras-chave:

Trabalho, Educação, Política Pública

Resumo

O presente artigo objetiva questionar a proposta de investimento em capital humano como uma solução para o iminente desemprego estrutural decorrente da adoção das novas tecnologias da robótica e da inteligência artificial publicada em 2018 pelo Banco Mundial. Tendo por base (1) a análise empírica do mercado de trabalho brasileiro a partir da perspectiva da evolução das credenciais educacionais da classe trabalhadora, (2) os impactos das novas tecnologias sobre o trabalho e (3) os desafios decorrentes das metamorfoses vivenciadas pela classe-que-vive-do-trabalho, o artigo conclui ser oportuna a reflexão sobre uma alternativa de política pública educacional que tenha por propósito o desenvolvimento de uma compreensão crítica da sociedade brasileira, levando em consideração não apenas a formação para o trabalho, mas, também para a atuação social e política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Moura Lima Calmon de Siqueira, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutorando em Economia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestre em Desenvolvimento Regional e Urbano pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da UNIFACS. Graduado em Economia pela UNIFACS

Laumar Neves de Souza, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Possui mestrado e graduação em Economia pela UFBA. Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da UNIFACS

Referências

ALVES, Giovanni. Dimensões da Reestruturação Produtiva: ensaios de sociologia do trabalho / Giovanni Alves. 2ª edição. Londrina: Praxis; Bauru: Canal 6, 2007. Disponível em: http://xa.yimg.com/kq/groups/21224389/446627105/name/DRP.pdf. Acesso em: 13 out. 2017.

ANTUNES, Ricardo. O caracol e sua concha: ensaios sobre a nova morfologia do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2005.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 15. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2009. (Coleção Mundo do Trabalho).

ANTUNES, Ricardo.O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018. (Coleção Mundo do Trabalho).

ANTUNES, Ricardo; FILGUEIRAS, Vitor A.. Livre ou subordinado? Pesquisadores mostram como apps controlam entregador. Blog do Sakamoto, 2019. Disponível em: https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2019/12/13/livres-ou-vigiados-veja-11-medidas-de-apps-para-controlar-entregadores/. Acesso em: 13 dez. 2019.

CALDAS, José C.; TELES, Nuno. Tecnologia, Trabalho e Emprego: das controvérsias do passado na economia política aos futuros possíveis. Cadernos do Observatório. Centro de Estudos Sociais, Universidade Coimbra, 2019. Disponível em: https://www.ces.uc.pt/observatorios/crisalt/?id=6522&pag=9331. Acesso em: 07 dez. 2019.

FILGUEIRAS, Vitor; CAVALCANTE, Sávio. What has changed: a new Farewell to the Working Class? Mimeo, 2018.

GORZ, André. Adeus ao proletariado: para além do socialismo. Rio de Janeiro. Forense Universitária, 1980.

KEYNES, John M.. Economic Possibilities for our Grandchildren. Essays in Persuasion, New York: W.W.Norton & Co., 1963, pp. 358-373.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Coleção Os Economistas).

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política: livro I: o processo de produção do capital / Karl Marx; tradução Rubens Enderle. – 2ª ed. – São Paulo: Boitempo, 2017.

OFFE, C.; HINRICHS, K. Economia social do mercado de trabalho: diferencial primário e secundário de poder. In: OFFE, C. Trabalho e sociedade: problemas estruturais e perspectivas para o futuro da sociedade do trabalho. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989. v. 1. (Biblioteca Tempo Universitário n. 85. Série estudos alemães).

OFFE, Claus. Trabalho: a categoria sociológica chave? In: ______. Capitalismo desorganizado. Transformações contemporâneas do trabalho e da política. São Paulo: Brasiliense, 1989. p. 167-197.

POCHMANN, Marcio. Raízes da grave crise do emprego no Brasil. In. O Trabalho no Século XXI. Sindicato dos Bancários da Bahia, 2002.

POCHMANN, Marcio. O emprego no desenvolvimento da nação / Marcio Pochmann. – São Paulo: Boitempo, 2008.

SCHNEIDER, Eduardo M.; RODARTE, Mario Marcos S. Evolução do mercado de trabalho metropolitano - entre meados das décadas de 1990 e 2000. São Paulo em Perspectiva, v. 20, n. 4, p. 74-102, out./dez. 2006. Disponível em: http://produtos.seade.gov.br/produtos/spp/v20n04/v20n04_06.pdf. Acesso em: 20 out. 2017.

SIMÃO, Anna Rosa Alux. Sistema de vigilância e fiscalização do trabalho no Brasil - efeitos sobre a expansão do emprego formal no período 1999-2007. In: MERCADO de Trabalho - conjuntura e análise, IPEA, maio/2009. Disponível em: http://ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/mercadodetrabalho/03_NT2Anna_Simao.pdf . Acesso em: 12 fev. 2018.

SLEE, Tom. Uberização: a nova onda do trabalho precarizado; tradução de João Peres; notas da edição Tadeu Breda, João Peres. São Paulo: Elefante, 2017.

STANDING, Guy. The Precariat and Class Struggle. RCCS Annual Review [Online], 7 | 2015. Disponível em: http://rccsar.revues.org/585. Acesso em: 15 ago. 2019. DOI: 10.4000/rccsar.585.

TELES, Nuno; CALDAS, José C.. Tecnologia e Trabalho no século XXI: uma proposta de abordagem. Cadernos do Observatório. Centro de Estudos Sociais, Universidade Coimbra, 2019. Disponível em: https://www.ces.uc.pt/observatorios/crisalt/?id=6522&pag=9331. Acesso em: 28 nov. 2019.

Downloads

Publicado

2020-05-18

Como Citar

SIQUEIRA, L. M. L. C. de .; SOUZA, L. N. de . TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO E POLÍTICA PÚBLICA EDUCACIONAL NO BRASIL. Trabalho & Educação, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 15–32, 2020. DOI: 10.17648/2238-037X-trabedu-v29n1-16240. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/16240. Acesso em: 24 jun. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS