CONFRONTAR O TRABALHO NO TRÂNSITO

UM ESTUDO ERGOLÓGICO DA ATIVIDADE DE AGENTES DE TRÂNSITO NO MUNICÍPIO DE BETIM - MG

Autores

  • Angelica da Silva Costa Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)

Palavras-chave:

Agentes de trânsito, Administração Pública, Atividade de trabalho

Resumo

A profissão de agentes de trânsito surgiu em 1997, a partir do Código de trânsito brasileiro que determinou a municipalização da fiscalização, engenharia e educação para o trânsito por meio da descentralização administrativa na prestação desses serviços. Desde então, o trabalho desses agentes é normalizado em diferentes documentos, como as resoluções do Conselho Nacional de trânsito e as legislações municipais. Entretanto, tais normas não são capazes de antecipar o que é feito do trabalho no espaço da vida real, o que é preciso mobilizar de si para realizar a atividade. O objetivo da dissertação foi investigar como os agentes de trânsito no município de Betim fazem uso de si, criam e mobilizam saberes, valores e experiências para realizar a atividade de trabalho, a partir da compreensão ergológica de atividade...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angelica da Silva Costa, Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)

Mestre em Administração pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Graduação em Direito pela Faculdade Pitágoras, apoio às atividades acadêmicas e assessoria no Departamento de Ensino e Pesquisa na Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais – UTRAMIG

Downloads

Publicado

2020-09-04

Como Citar

COSTA, A. da S. CONFRONTAR O TRABALHO NO TRÂNSITO: UM ESTUDO ERGOLÓGICO DA ATIVIDADE DE AGENTES DE TRÂNSITO NO MUNICÍPIO DE BETIM - MG. Trabalho & Educação, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 221–223, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/21856. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

RESUMOS