“EIS AÍ A LAPA...”: PROCESSOS E RELAÇÕES DE TRABALHO DO MÚSICO NAS CASAS DE SHOWS DA LAPA / "This is Lapa...": work processes and relations of musicians at nightclubs in Lapa

Autores

  • Luciana Requião Universidade Federal Fluminense

Palavras-chave:

Música, Relações de Trabalho, Cadeia Produtiva da Economia da Música, Economia Criativa

Resumo

Esta tese se constitui em um estudo que procura articular os processos gerais da produção capitalista ao trabalho específico do músico no capitalismo tardio. Tendo como objetivo geral analisar, discutir e compreender os atuais processos e relações de trabalho deste setor, em específico o trabalho do músico em apresentações ao vivo, procuramos demonstrar que os processos de produção da música não são processos autônomos e que para compreendê-los se faz necessária uma análise do contexto sócio, político, econômico e cultural onde estão inseridos, ou seja, da totalidade social. As relações e os processos de trabalho do músico nas casas de shows da Lapa foi o foco central da observação empírica, onde pudemos observar as principais características e contradições das relações de trabalho que vêm se estabelecendo no capitalismo tardio. Para dar conta de um contexto mais geral, os capítulos iniciais buscaram oferecer uma visão mais ampla, além dos limites do estudo de caso...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Requião, Universidade Federal Fluminense

Departamento de Educação

Instituto de Educação de Angra dos Reis

Downloads

Publicado

2013-02-21

Como Citar

REQUIÃO, L. “EIS AÍ A LAPA...”: PROCESSOS E RELAÇÕES DE TRABALHO DO MÚSICO NAS CASAS DE SHOWS DA LAPA / "This is Lapa...": work processes and relations of musicians at nightclubs in Lapa. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 22, n. 1, p. 215–218, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8899. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

RESUMOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.