LA FORMACIÓN Y LAS CALIFICACIONES LABORALES DE LOS OBREROS AUTOMOTRICES ARGENTINOS ENTRE 1952 Y 1976 / The training and job skills of Argentine auto work

Autores

  • Ianina Harari IIGG-Conicet

Palavras-chave:

Trabajo, Trabalho, Qualificações Indústria automotiva da Argentina

Resumo

Neste artigo, tentamos reconstruir a tendência traçada pelas qualificações exigidas para as diferentes tarefas dentro das fábricas automotivas argentinas entre 1952 e 1976. A partir da descrição das alterações que sofreu o processo de trabalho, analisamos a evolução das qualificações dos trabalhadores e procuramos verificar como se deu a formação da força de trabalho na indústria. Acreditamos que, dadas as características do processo de trabalho, havia um núcleo de trabalhadores que necessitavam de qualificação superior e que esta foi adquirida, principalmente através das escolas técnicas, embora também se formassem nos próprios locais de trabalho e/ou através do exercício de uma dada profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ianina Harari, IIGG-Conicet

Doutora em História, Pesquisadora do Instituto de Investigaciones Gino Germani/Consejo Nacional de Investigaciones Científicas (IGG/CONICET), Docente da Facultad de Filosofía y Letras de la Universidad de Buenos Aires (FFyL/UBA).

Downloads

Publicado

2014-03-28

Como Citar

HARARI, I. LA FORMACIÓN Y LAS CALIFICACIONES LABORALES DE LOS OBREROS AUTOMOTRICES ARGENTINOS ENTRE 1952 Y 1976 / The training and job skills of Argentine auto work. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 37–60, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9229. Acesso em: 17 out. 2021.