AMERICANISMO E EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO NO BRASIL: OS GINÁSIOS POLIVALENTES (1971–1974) / Americanism and education for working in Brazil: the Multipurpose Gymnasiums (1971–1974)

Autores

  • Josë Geraldo Pedrosa CEFET-MG
  • Nilton Ferreira Bittencourt Júnior Universidade Federal do Amapá

Palavras-chave:

Americanismo, Educação para o trabalho, Ginásios Polivalentes.

Resumo

O artigo traz à tona um objeto expressivo para a compreensão da presença de valores do american way of life na educação brasileira a partir da segunda metade do século XX. A abordagem resulta de pesquisa sobre a concepção, o projeto e os preparativos para implantação dos Ginásios Polivalentes (GPEs) no Brasil no período entre 1971 e 1974. Trata-se de um programa ambicioso, situado no contexto da reforma educacional de 1971 e no âmbito do acordo bilateral entre o Brasil e os Estados Unidos da América, conhecido como MEC/USAID. O projeto GPEs era de instituição de uma escola-modelo que trouxesse a oficina para dentro de si, dinamizasse o currículo e integrasse humanidades, ciências e trabalho. Os GPEs, juntamente com a lei 5.692/71, tinham como parâmetro básico a ampliação do ensino obrigatório em todo o território nacional. A meta do artigo é demonstrar como a presença americana se expressa num determinado modo de entendimento das relações entre trabalho e educação. A pesquisa foi documental e bibliográfica, e entre as fontes estão estruturas curriculares, programas de ensino, pareceres, projeto arquitetônico e distribuição de custos e responsabilidades, elaborações teóricas que formaram a base da filosofia dos GPEs e reportagens de jornais da época. O marco teórico da pesquisa vem da história das instituições educativas, e as considerações finais evidenciam aspectos da educação americana que deram suporte aos GPEs, entre as quais a pragmática educação para o trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josë Geraldo Pedrosa, CEFET-MG

Graduado em Ciências Sociais (UEMG); Mestre em Educação (UFMG); Doutor em Educação: História, Política, Sociedade (PUC/SP); Pós-doutorado em Geografia Humana (UFMG). Professor do Ensino Superior no CEFET-MG

Nilton Ferreira Bittencourt Júnior, Universidade Federal do Amapá

Mestre em Educação Tecnológica pelo Cefet-MG; Graduação em Pedagogia pela UFMG. Professor Assistente da Universidade Federal do Amapá/Campus Binacional.

Downloads

Publicado

2015-12-11

Como Citar

PEDROSA, J. G.; BITTENCOURT JÚNIOR, N. F. AMERICANISMO E EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO NO BRASIL: OS GINÁSIOS POLIVALENTES (1971–1974) / Americanism and education for working in Brazil: the Multipurpose Gymnasiums (1971–1974). Trabalho & Educação, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 11–30, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9408. Acesso em: 8 mar. 2021.