ENTRE ANTROPOLOGIA E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO: A NOÇÃO DE RITUAL DE PASSAGEM A SERVIÇO DE UM DISPOSITIVO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO | Between Antropology and Sciences of education: notion of rite of passage in the service of...

Autores

  • Maryline Nogueira-Fasse Université Paris Ouest, Nanterre la Défense

Palavras-chave:

Ritual de Passagem, Clínica, Escrita, Rite of passage, Clinical, Writing

Resumo

This article will expose some elements of my work of doctoral student in Sciences of education in a clinical approach to psychoanalytical orientation Within the “enigmatic dimension of the researcher’s activity”, I shall begin by exposing the links which I was able to develop between my object of research and my personal route, links which crystallize around the notion of passage. The opening to anthropology, introduced by Françoise Hatchuel within our team, Knowledge, Relation to knowledge and process of transmission, allowed me to try a clinical look with psychoanalytical orientation on the notion of rite of passage, such as defined by anthropologist Arnold Van Gennep. This disciplinary loan, invested in the field of elementary school teachers’ training, gave birth to a kind of writing workshop. Some of the work done within these writing workshops will be presented in the hypothesis that a psychic work of elaboration of “ self teacher “ (Blanchard-Laville) would be supported through the process of writing, with regard to the dimension of passage into another status, present in the rites.

___

O presente artigo pretende expor alguns elementos do meu trabalho como doutoranda em Ciências da Educação na Universidade de Paris Oeste Nanterre (França), numa abordagem clínica de orientação psicanalítica.. No quadro da “dimensão enigmática da atividade do investigador”, apresentarei as ligações estabelecidas entre o meu objeto de investigação e o meu percurso pessoal, ligações que se cristalizam em torno da noção de “passagem”. A abertura à antropologia, iniciada por Françoise Hatchuel no seio da nossa equipe, Saber, Relação com o saber e processo de transmissão, permitiu-me experimentar um olhar clínico de orientação psicanalítica sobre a noção de ritual de passagem, tal como definido pelo antropólogo Arnold Van Gennep. Este empréstimo disciplinar, investido no campo da formação dos professores do ensino básico, deu lugar à construção de um dispositivo de escrita. Alguns extratos de textos criados nestas oficinas de escrita serão apresentados, na hipótese de que um trabalho psíquico de elaboração de um “si-mesmo professor” (Blanchard-Laville) seja construído por meio do processo de escrita na perspetiva da dimensão de passagem para um outro estatuto presente nos rituais. 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maryline Nogueira-Fasse, Université Paris Ouest, Nanterre la Défense

Doutora em Ciências da Educação/Doctorat en Sciences de l´Éducation pela Université Paris Ouest, Nanterre la Défense - France. Integrante da Équipe Savoir, rapport au savoir et processus de transmission do Centre de recherches éducation-formation – CREF, Université Paris Ouest, Nanterre la Défense – França

Downloads

Publicado

2016-06-26

Como Citar

NOGUEIRA-FASSE, M. ENTRE ANTROPOLOGIA E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO: A NOÇÃO DE RITUAL DE PASSAGEM A SERVIÇO DE UM DISPOSITIVO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO | Between Antropology and Sciences of education: notion of rite of passage in the service of... Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, p. 121–145, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9479. Acesso em: 22 out. 2021.