TRABALHO E FORMAÇÃO HUMANA NA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL DE GYÖRGY LUKÁCS | Work and human formation in ontology of social being of György Lukács

Autores

  • Daniel Handan Triginelli FaE/UFMG

Palavras-chave:

Trabalho, Formação Humana, Ontologia do Ser Social, Work, Human formation, Ontology of Social Being

Resumo

From the immanent reading and analysis is intended to learn the work categories and Human Formation in the work to an ontology of social being of György Lukács. After grasp and understand these categories, it is intended to reproduce them accurately, showing, with strict fidelity, the genesis and the telos of lukacsiano thinking about these categories. As Lukacs, work at the same time based humans, ie allows to put in the world becomes the center of the whole process of social development. From the ontological leap given in the work and various other complexes, as social in its essence (language, division of labor, etc.) appear in the material and historical process of human / social development. The being who sets to work achieves a superior condition compared to other species of nature, because, through the work, it can implement the transformation of things in the natural state in a useful way the satisfaction of human needs. This is possible due to being objectified in things the optimal design that previously existed in his mind (the teleological capacity). In this movement the man promotes the transformation of nature and of himself. From the higher degree of complexity that social life reaches, new needs arise, the division of labor is a real need for adequate social functioning, and since...

___

A partir da leitura e análise imanente, pretende-se apreender as categorias Trabalho e Formação Humana nos capítulos O trabalho e A Reprodução na obra Para uma ontologia do ser social de György Lukács. Após apreender e compreender essas categorias, visa-se reproduzi-las com exatidão, evidenciando, com rigorosa fidelidade, a gênese e o telos do pensamento lukacsiano acerca dessas categorias. Conforme Lukács, o trabalho, ao mesmo tempo em que funda o ser humano, ou seja, o possibilita se pôr no mundo, torna-se o centro de todo o processo de desenvolvimento social. A partir do salto ontológico dado no e pelo trabalho outros diversos complexos, já sociais em sua essência (linguagem, divisão do trabalho, etc.), surgem no processo material e histórico do desenvolvimento humano/social. O ser que se põe a trabalhar alcança uma condição superior em relação a outras espécies da natureza, isso porque, por meio do trabalho, ele pode pôr em prática a transformação das coisas em estado natural em uma forma útil a satisfação de necessidades humanas. Isso é possível em razão de o ser objetivar nas coisas, o projeto ideal que existia previamente em sua mente (a capacidade teleológica). Nesse movimento o homem promove a transformação da natureza e de si mesmo. A partir do maior grau de complexidade que a vida social alcança, novas necessidades surgem, a divisão do trabalho torna-se uma necessidade concreta para o funcionamento social adequado e, desde...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Handan Triginelli, FaE/UFMG

Possui graduação em História com licenciatura e bacharelado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte - UNI-BH (2007). Especialista em História e Culturas Políticas, pelo Departamento de Pós-Graduação de História da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2008). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação - FAE, da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2011). Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação - FAE, da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Possui experiência em docência a distância em nível superior pelo Curso de Especialização em Gestão Escolar do Programa Nacional Escola de Gestores da Educação Básica/FaE/UFMG/MEC e em aperfeiçoamento, pelo Programa de Apoio aos Dirigentes Municipais de Educação (PRADIME/CAED/UFMG/MEC). Tem experiência em pesquisa nas áreas de Sociologia do Trabalho e Trabalho e Educação.

Downloads

Publicado

2016-06-26

Como Citar

TRIGINELLI, D. H. TRABALHO E FORMAÇÃO HUMANA NA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL DE GYÖRGY LUKÁCS | Work and human formation in ontology of social being of György Lukács. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, p. 321–323, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9493. Acesso em: 22 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)